Viagem em família pela Europa: Quanto custa? Onde ir?

0
mochilão em família

Fazer uma viagem em família pela Europa sem gastar muito é possível, mas requer planejamento e a ajuda de todos os envolvidos. Por isso, é importante entender como organizar uma viagem em família e para onde viajar com crianças na Europa e, é claro, quanto custa viajar com a família por 20 dias.

Depois de eu ter feito 3 intercâmbios, ter viajado por 28 países, ter morado em 5 deles e viver fora do Brasil há mais de 5 anos, eu finalmente pude mostrar pro meu pai e pra minha irmã a minha Vida Mochileira na prática. Finalmente, saiu do papel a nossa tão sonhada viagem em família.

Meu pai não entendeu no começo essa minha vontade inexplicável de viajar pelo mundo. Ele relutava na possibilidade de alugar a nossa casa no Brasil porque sempre tinha a esperança de eu voltar! Mas, depois de muitas conversas, histórias de viagens e fotos da minha felicidade escancarada, ele entendeu que morar fora e explorar o mundo realmente me fazia feliz!

Já minha irmã… Pergunte à Manuela como ela se vê mais velha e ela vai te responder: Igual à minha irmã! Viajando pelo mundo! Óbvio que meu pai surta com essa resposta, né?! Mais uma pelo mundão! 

Desde que a Manu nasceu, eu acompanho o crescimento dela de forma meio pipocada! Alguns meses no Brasil e outros viajando! Ela também tem dificuldade de entender o porquê disso, ela sabe que sou muito feliz, mas questiona o porquê de eu não querer morar no Brasil pra ficar com ela! Engulo sempre o choro e digo: Um dia eu te mostro!

E, finalmente, chegou o dia em que fizemos a nossa viagem em família pela Europa. Eu pude mostrar pro meu pai (60 anos) e pra minha irmã (10 anos) o porquê do mundo ter ganhado o meu coração.

A nossa viagem em família aconteceu em novembro de 2019 em pleno outono europeu. Nós fizemos um mochilão por 20 dias passando por 3 países e 8 cidades.

Como organizar uma viagem em família pela Europa

Bom, pra você entender o roteiro que eu fiz pra minha viagem em família, você precisa entender que essa foi a primeira viagem internacional da minha família e, que provavelmente, será a única por muito anos – por causa da crise econômica pós coronavírus.

Outra coisa a ser notada no nosso planejamento, é que éramos três gerações completamente diferentes, com idades bem diferentes e gostos diferentes… Eu (28 anos) achei que isso seria um problema, massss meu pai de 60 anos e minha irmã de 10 anos provaram que não!

Na hora de planejar a nossa viagem em família – mais especificamente o nosso roteiro – eu tive o cuidado de não atolar os dias com muitas coisas pra fazer. Eu tinha chegado num roteiro que eu considerava ideal.

Até eu ligar pro meu pai e ele me falar em alto e bom tom: “Que isso?! Tá faltando coisa aí, né? Cadê o lugar tal? Meu amigo falou que eu preciso conhecer! Eu acho que dá pra encaixar mais coisas nesse roteiro! Maryana, você sabe que essa é nossa primeira vez na Europa e a gente precisa ver tudo numa só tacada porque sabe lá Deus quando vamos conseguir viajar de novo, né?!”.

Eu ri alto desse discurso! Porque eu já começava a entender um pouco mais a origem da minha personalidade de viajante.

Sim. Eu sou (ou pelo menos era) o tipo de pessoa que queria fazer 50865 coisas no mesmo dia em cada lugar que eu visitava porque eu não queria perder nada justamente por não saber quando voltaria naquele lugar de novo.

Na verdade, eu acredito que muitos brasileiros acabam tendo esse mesmo pensamento quando viajam pro exterior pela primeira vez, principalmente, se o dinheiro juntado levou anos pra ser economizado.

Aí mesmo que você quer aproveitar tudo que pode pra ter a sensação de que o dinheiro foi bem gasto. Você também já sentiu isso alguma vez?

Leia também:
Como planejar uma viagem por conta própria
Dicas pra economizar nas viagens
10 Dicas para fazer uma viagem sem estresse com a família

Mas, eu achei que o meu pai nos seus 60 anos fosse querer ficar mais de boa, fazer as coisas com mais calma e eu também duvidava que a minha irmã de 10 anos daria conta de um roteiro super lotado de coisas.

Mas, enfim, refiz o roteiro pensando nas coisas que eu gostaria de ver se fosse a minha primeira vez viajando pra Europa – já que pra mim as coisas não são mais novidade, então tive que me colocar no lugar da minha família.

No final, eu acho que o roteiro que fizemos ficou bom, talvez um pouco mais apertado do que eu tinha planejado no início, mas eu senti que a minha família fez tudo o que queria e voltou pro Brasil feliz com tudo que viu e viveu.

Fatores a serem considerados na hora de planejar uma viagem em família pela Europa:

O roteiro, na verdade, teria sido melhor aproveitado se não fossem alguns fatores que já sabíamos que iriam influenciar e outros que foram totalmente imprevistos:

– No outono os dias chuvosos são mais frequentes

Dois dias da nossa viagem choveram muito e não conseguimos fazer as coisas planejadas, ou seja, tivemos que reorganizar os pontos turísticos pros outros dias, o que no final, acabou deixando o roteiro muito apertado;

– Os dias no outono são mais curtos

A média de luz em um dia no outono é das 8:00 às 18:00 (às vezes, até das 9:00 às 17:30). Ou seja, os pontos turísticos têm horário de fechamento mais cedo do que no verão, por exemplo.

E, até mesmo, pra visitar um ponto turístico gratuito na luz do dia você tem um intervalo pequeno, tendo que ajustar tudo que você quer ver dentro de 10 horas.

– Andar X Transporte público

Nós fizemos tudo andando. Como nosso orçamento pros 20 dias de viagem estava bem apertado, a gente tinha que economizar o máximo possível. Isso significava, economizar com transporte sempre que pudéssemos.

Então, fizemos muita coisa andando, principalmente em Londres e Paris, onde fizemos praticamente tudo a pé.

Agora, reavaliando essa parte, eu acho que eu teria andado menos com eles. Eu amo andar e não me importo mesmo de ficar batendo perna de um lado pro outro, mas minha irmã e minha madrasta reclamaram dessa andança toda no final da viagem. Rsrsrsrs

Meu pai tava mais de boa, ele andava sem reclamar e parecia tá curtindo, até quis subir a Torre Eiffel andando… Olha aí dá onde vem meu espírito viajante andante. Rsrsrsrs

– Imprevistos: Infecção alimentar

Infelizmente, no meu terceiro dia de viagem eu acordei com infecção alimentar. Eu tinha comido no dia anterior uma linguiça estranha num restaurante me frente ao Rio Douro e amanheci com diarreia e muito vômito.

Eu não conseguia ficar em pé. Isso obviamente atrapalhou o planejamento do roteiro do nosso dia, porque minha família não quis ir muito longe sem mim, então eles passaram o dia no shopping em vez de passar o dia conhecendo a cidade do Porto.

Mas, confesso que eu fiquei bem orgulhosa de ver eles se aventurando sozinhos sem mim. Eles me deixaram no hostel dormindo e foram até o shopping (que não ficava muito longe, mas também não ficava pertinho) comprar uma bota de frio pra minha irmã.

Quando eles chegaram de volta no hostel, meu pai tava todo feliz contando que pegaram o ônibus sozinhos, que se perderam, mas que conseguiram voltar andando uma parte do caminho porque olharam o Google Maps. Claro, que eu ganhei meu dia ouvindo essa história do meu pai!

Roteiro da nossa viagem em família: Portugal, Paris e Londres

O roteiro que eu fiz pra nossa viagem em família ficou realmente muito completo, mas se a gente tivesse 2 dias a mais teria ficado perfeito e zero corrido.

Tendo em vista que a conjuntura da nossa viagem tinha o meu casamento no meio numa cidade que estava na contramão do nosso roteiro: Exeter, a cidade que eu moro no sudoeste da Inglaterra e que fica a 5 horas de Londres.

Com 2 dias extras no nosso roteiro, teria dado pra distribuir melhor os pontos turísticos sem apertar muito os nossos dias e teríamos espaço pra lidar com esses imprevistos.

A viagem em família aconteceu em novembro de 2019 em pleno outono europeu. Viajamos nessa época do ano por conta dos feriados do mês de novembro que possibilitou a Manu perder poucos dias de aula na escola.

Além disso, as passagens aéreas estavam mais baratas, já que a maioria dos brasileiros viaja pra Europa entre junho e setembro por conta do verão europeu e férias escolares.

Tirando alguns dias de chuva e outros que tiveram temperaturas mais baixas, a viagem em família foi maravilhosa nessa época do ano.

Os pontos turísticos não estavam lotados, os valores das hospedagens estavam justos, os restaurantes estavam com preços bem acessíveis e, de quebra, eu consegui encaixar o meu casamento no meio da viagem em família pro meu pai e minha irmã estarem presentes nesse meu dia especial.

Viagem em família em Portugal

Porto

O Porto é uma das minhas cidades preferidas em Portugal. Talvez seja pelo fato da minha vó portuguesa ser do Porto e termos família lá. Só sei que amo essa cidade e me sinto realmente em casa.

Foi no Porto que eu fiz uma das minhas viagens mais incríveis em 2017 e fiz amigos maravilhosos. Eu tento visitar o Porto uma vez por ano e em janeiro de 2020 eu fiz uma roadtrip pelo norte de Portugal que foi sensacional.

Vou deixar abaixo o roteiro que eu fiz no Porto durante a minha viagem em família, mas no blog tem vários outros posts que eu recomendo a leitura, então, vou deixar eles listados aqui embaixo também!

Viagem em família pela Europa: Quanto custa? Onde ir?

 Outros posts recomendados para leitura:
- O que fazer no Porto
- Aluguel de carro em Portugal
- 8 mirantes gratuitos no Porto
- Passeio de barco pelo Rio Douro
- O que fazer em Aveiro
- Gerês: O que fazer e como chegar

Algarve

O Algarve é uma região no extremo sul de Portugal que é conhecida pelas diversas praias paradisíacas e pelo clima temperado mediterrânico, que significa em bom português sol e calor o ano todo!

Brincadeiras à parte, o Algarve é sim um dos lugares mais cobiçados pelos europeus por conta da sua temperatura amena o ano inteiro e pelos mais de 300 dias de sol. 

Não por acaso, a região do Algarve tem um número grande de residentes estrangeiros, em sua maioria alemães e ingleses.

A melhor opção pra se locomover pelo Algarve é de carro. Até tem ônibus, mas demoram muito e não vão em todas as praias.

O ideal é ficar na região entre 5 e 7 dias dias pra aproveitar bem, mas conseguimos ver muita coisa nos 2 dias que ficamos por lá – claro que não curtimos uma praia (até porque com o frio do outono seria impossível entrar no mar). Nós fomos só passando pelos lugares pra conhecer mesmo.

Alugamos o carro na Europcar em Albufeira e pagamos € 74,00 euros por duas diárias com seguro incluído e franquia zero (isso significa que você não é o culpado caso aconteça qualquer coisa com o carro).

Eu acho que tinham empresas que cobravam menos (tipo a Sixt), mas tivemos uns imprevistos e tivemos que optar pela Europcar mesmo.  ⠀

Viagem em família pela Europa: Quanto custa? Onde ir?

Lisboa

Eu gosto muito de Lisboa também. Gosto da arquitetura da cidade e da configuração geográfica dos pontos turísticos. Gosto muito das cidades ao entorno de Lisboa como Sintra, Cascais e do bairro de Belém.

Fizemos bastante coisa em Lisboa e foi muito legal encerrar a nossa visita a Portugal nessa cidade. Deixou a gente com um gostinho de quero mais.

Vou deixar abaixo o roteiro que eu fiz em Lisboa durante a minha viagem em família, mas no blog tem outros posts que eu recomendo a leitura, então, vou deixar eles listados aqui embaixo também!

Viagem em família pela Europa: Quanto custa? Onde ir?

Outros posts recomendados para leitura:
- O que fazer em Lisboa
- O que fazer em Sintra
- O que fazer em Belém

Viagem em família em Paris

Nosso objetivo em Paris era mesmo visitar a Disneyland Paris, porque seria a combinação perfeita da realização de todos os nossos sonhos: Meu pai conhecendo Portugal, Manu indo na Disney e eu viajando com minha família mostrando um pouquinho do meu estilo mochileira.

Mas, como a gente tinha um dia a mais em Paris, eu decidi mostrar pra eles os pontos turísticos mais famosos da cidade pra não deixar essa oportunidade passar em branco.

Vou deixar abaixo o roteiro que eu fiz em Paris durante a minha viagem em família, mas no blog tem vários posts que eu recomendo a leitura, então, vou deixar eles listados aqui embaixo também!

Viagem em família pela Europa: Quanto custa? Onde ir?

Outros posts recomendados para leitura:
- O que visitar em Paris
- O que fazer em uma conexão em Paris
- Golpes em Paris
- Subir na Torre Eiffel vale a pena?
- Palácio de Versalhes
- Mont Saint Michel

Viagem em família em Londres

Pra quem não sabe, eu moro no sudoeste da Inglaterra há mais de 5 anos numa cidade chamada Exeter, mas toda vez que dá, eu tento ir a Londres pra passar pelo menos 2 dias.

Já visitei Londres mais de 10 vezes e eu continuo surpresa com toda a sua beleza. Então, agora chegou a hora de mostrar pra minha família o porquê de eu amar tanto essa cidade cosmopolita.

Me baseando nos pontos turísticos de Londres (os mais importantes e os mais conhecidos), eu fiz um roteiro de 4 dias listando o que visitar na cidade.

Lembrando que depois de Paris (15/11), fomos direto pra Exeter pra eu casar (16/11) e só depois é que seguimos viagem para Londres (18/11). Sim! Eu casei e minha lua de mel foi uma viagem em família sem o meu marido. Rsrsrsrs

Vou deixar abaixo o roteiro que eu fiz em Londres durante a minha viagem em família, mas no blog tem vários posts que eu recomendo a leitura, então, vou deixar eles listados aqui embaixo também!

Viagem em família pela Europa: Quanto custa? Onde ir?

Outros posts recomendados para leitura:
- O que fazer em Londres em 1 dia
- Teatro em Londres
- Roteiro de Londres de 3 dias

ATENÇÃO!

O seguro viagem é obrigatório para entrar e viajar pela Europa.

seguro viagem é o tipo de coisa que você paga pra não usar, mas que se você precisar usar vai economizar muito seu dinheiro. E é exatamente isso que justifica o custo X benefício de se contratar um seguro viagem.

Pense nos imprevistos da sua viagem: acidentes, voos cancelados, malas extraviadas, passaporte roubado… Tendo um seguro viagem você não precisa se preocupar com essas coisas.

Eu uso e recomendo duas empresas de seguro viagem: Seguros Promo e Safety Wing.

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Leia também:
Como fazer seguro viagem internacional
Seguro viagem para nômades digitais

Onde se hospedar numa viagem em família pela Europa

Como o meu objetivo nessa viagem era mostrar pro meu pai e pra minha irmã o meu estilo mochileira, nada mais justo do que mostrar tudo que envolve fazer uma viagem de baixo custo: Ficar em hostels, comprar coisas no mercado e cozinhar na cozinha do Airbnb, comer bem no café da manhã pra retardar o almoço e lanchar no jantar…

Minha família pôde viver de fato o meu estilo de vida mochileira (com seus ônus e bônus) e, confesso que eu fiquei muito feliz com o fato do meu pai ter se amarrado nesse lance de ficar em hostel, porque de fato é uma das coisas que eu mais gosto na hora de viajar.

Eu acho que o hostel é um dos ambientes mais propícios pra você fazer amizades durante uma viagem, interagir com diferentes culturas, sair da sua zona de conforto e praticar a paciência, o respeito, o desapego, a tolerância e a diversidade.

Confira, abaixo, a lista das hospedagens que ficamos durante a nossa viagem em família:

Porto: Jardim do Porto Hostel

Média de €20,00 euros por pessoa a diária com café da manhã (o valor depende da temporada)

Meu pai ficou num quarto compartilhado misto de 6 camas e eu, minha irmã e minha madrasta ficamos num quarto compartilhado feminino de 6 camas.

Algarve: Casa Mineira Guest House (Albufeira) e Mirachoro III Apartamentos Rocha (Portimão)

Média de €40,00 euros a diária para o quarto quádruplo (o valor depende da temporada)

Ficamos num quarto compartilhado de 6 pessoas, mas só tinha nós 4 no quarto.

Lisboa: Hub New Lisbon Hostel

Média de €12,00 euros por pessoa a diária com café da manhã (o valor depende da temporada)

Ficamos num quarto compartilhado de 4 pessoas, então só tinha a gente no quarto.

Paris: Airbnb da Guimette

Pagamos €133,00 euros por duas diárias num apartamento pra 4 pessoas (€ 16,60 por pessoa por dia). O apartamento fica fora do centro de Paris, mas fica pertinho do metrô.

Exeter: Ficamos na minha casa por três dias por causa do meu casamento.

Londres: Airbnb do Emran

Pagamos €109,00 euros por duas diárias num apartamento pra 4 pessoas (€ 13,60 por pessoa por dia). O apartamento fica a 15 minutos andando da Tower Bridge.

ECONOMIZE NA SUA VIAGEM!
Ganhe R$179,00 de desconto na sua primeira reserva no Airbnb
O Airbnb é uma ótima opção de hospedagem e, dependendo do lugar e da quantidade de 
pessoas que vão viajar, sai mais barato e cômodo reservar um apartamento no Airbnb. 
Se você nunca usou o Airbnb e não sabe como funciona ou se esse tipo de hospedagem é 
segura, leia aqui tudo sobre o Airbnb. 

Faça sua pesquisa e na hora do pagamento o seu desconto será aplicado.

Quanto custa viajar em família por 20 dias na Europa

Transportes: € 696,88 (total para 4 pessoa)

Nesse valor estão incluídos: Ônibus dentro das cidades, trens (Aveiro, Sintra e Disney), metrôs, ônibus entre cidades (Porto X Algarve, Algarve X Lisboa, Exeter X Londres), Uber, táxi do aeroporto de Paris (era mais barato porque estávamos em 4 pessoas) e o aluguel de carro no Algarve (e a gasolina do carro). 

Voos: € 562,05 (total para 4 pessoas)

Trajetos: Lisboa X Paris (TAP), Paris X Exeter (FLYBE), Londres X Porto (RYANAIR)

Nesse valor não estão incluídos os voos internacionais (Brasil x Portugal)

– A quem possa interessar, o valor do voo Rio de Janeiro X Porto custou R$ 2.046,00 por pessoa com taxas e bagagens incluídas (1 mala de 23Kg por pessoa).

Alimentação: € 648,00 (total para 4 pessoas)

Nesse valor estão incluídos: Restaurantes, compras no supermercado, cervejas e cafés.

Hospedagem: € 946,41 (total para 4 pessoas)

Nesse valor estão incluídos: Os hostels e Airbnbs da viagem e taxas de turismo. Esse é o valor exato que gastaríamos se o Vida Mochileira não tivesse sido convidado para avaliar alguns dos hostels.

Nossa hospedagem no Porto, em Lisboa e no Algarve foi um convite e, por isso, não pagamos, já que eu estava a trabalho. Ah! Lembrando que em Exeter não pagamos por hospedagem (3 dias) porque ficamos na minha casa.

Mas, como gosto de ser transparente com vocês, fiz questão de colocar todos os valores reais da viagem para termos uma noção do valor final gasto numa viagem de 20 dias para 4 pessoas. 

Passeios: € 541,40 (total para 4 pessoas)

Nesse valor estão incluídos: Tour nas caves de vinho Porto, passeio de moliceiro em Aveiro, Quinta da Regaleira em Sintra, Torre Eiffel (subida de escada), ingressos da EuroDisney (foram uma facada). 

Lembrancinhas: € 155,00

Nesse valor estão incluídos: Presentes pra família no Brasil (chaveiros, pano de prato, vinhos, imãs, bonés e blusa de time) 

Extras: € 30,00

Nesse valor estão incluídos: Remédios pra infecção alimentar, guarda-chuva e uma bota de frio pra Manuela. 

Seguro viagem: € 92,30 (R$ 535,50) – Total pra 3 pessoas por 20 dias na Europa (eu fiz o meu seguro viagem à parte, porque eu não inclui os dias na Inglaterra, pois sou residente no país. Então, o meu seguro viagem foi pra 15 dias e custou € 23,00).

GASTO TOTAL: € 3.695,04 euros para uma viagem em família de 4 pessoas durante 20 dias na Europa.

– Uma média de € 46,20 euros por dia por pessoa = € 923,76 euros por pessoa pra 20 dias de viagem.

Observação: Apesar da moeda ser libra na Inglaterra, para fins de cálculo total, eu já converti tudo para euro.

Lembrando que esse é o valor real que gastamos, mas fomos focados em economizar o máximo possível. Muitas vezes almoçávamos tarde pra jantar só um lanche em vez de fazer uma refeição completa.

Optamos por focar em pontos turísticos gratuitos e só pagar para ir em atrações que realmente queríamos muito ir. Fizemos Paris e Londres praticamente andando e tentamos segurar bastante nas compras de lembrancinhas.

Fizemos uma viagem incrível, mas com bastante economia. Meu pai comeu bacalhau e bebeu vinho todos os dias em Portugal, Manuela fez as compras dela pra escola (comprou vários cadernos, canetas e chaveiros), Carla (minha madrasta) comprou alguns enfeites pra casa.

O valor total gasto pra 4 pessoas durante 20 dias de viagem na Europa, eu acho, que foi bem acessível.

Você pode gastar bem menos do que gastamos ou muito mais quando viajar com a sua família. Tudo vai depender do que vocês estarão dispostos a abrir mão ou não.

Esse post é um relato de como foi a minha viagem em família. Dessa forma, você pode pegar o nosso roteiro e os nossos gastos como base pra planejar a sua viagem em família.

Mas, eu recomendo, por via das dúvidas, adicionar uns € 200,00 extras no seu orçamento pro caso de emergências.

ECONOMIZE NAS SUAS HOSPEDAGENS!

Uma ótima forma de economizar dinheiro enquanto viaja é fazendo voluntariado, que é quando você trabalha de 3 a 5 horas por dia (com 1 a 3 folgas por semana) em troca de acomodação e comida (e outros benefícios também).

Muitos viajantes têm feito isso e é incrível o quanto você pode baratear a sua viagem dessa forma. Eu mesma já fiz 3 viagens assim e reduzi os meus custos pela metade. Dá até pra ganhar dinheiro fazendo voluntariado.

GANHE $10,00 DÓLARES DE DESCONTO NA WORLDPACKERS

A Worldpackers é uma plataforma brasileira que permite você viajar e trabalhar durante a viagem trocando sua força de trabalho (habilidade, vontade de aprender e ajudar) e seu tempo – durante algumas horas do seu dia – por acomodação e comida em vários países do mundo.

Usando meu código VIDAMOCHILEIRAWP você ganha 10,00 dólares de desconto e só paga 39,00 dólares por ano (uma única vez) pra viajar pela plataforma quantas vezes você quiser pra vários países do mundo sem pagar por acomodação e comida.

Como foi a minha experiência de fazer um mochilão em família

Desde que eu comecei a viajar meu sonho sempre foi fazer uma viagem com meu pai, onde ele pudesse estar 100% presente, onde a gente pudesse conversar e rir e curtir a vida mesmo que com o orçamento reduzido!

Quando minha mãe era viva, ela cuidava de mim e do meu irmão (saiu do emprego pra se dedicar a gente), meu pai então assumiu a posição de provedor da casa e com isso passou a trabalhar muito mais e quase não tinha tempo pra gente!

Quando viajávamos em família era sempre estressante porque ele tava sempre pensando no trabalho!

Aos 28 anos eu consegui realizar o meu sonho de viajar com meu pai (tendo ele 100% presente sem dividir a minha atenção com o trabalho) e, esse sonho realizado ainda veio com um bônus muito especial: Minha irmãzinha!

Desde que eu fiz o meu intercâmbio na Universal Studios nos Estados Unidos e visitei a Disney de Orlando é que eu conto pra Manu o quão maravilhoso seria poder levar ela pra ver tudo aquilo de perto! Daí, juntamos vários sonhos na mesma viagem (sonhos meus, do meu pai e da minha irmã). ⠀
⠀ ⠀
E, pra completar essa viagem cheia de sonhos realizados, EU CASEI com o meu tcheco na presença do meu pai e da minha irmã, que vieram visitar pela primeira vez a cidade que eu moro desde 2015 na Inglaterra!

Foi realmente uma viagem inesquecível e perfeita (com alguns perrengues anexados).

Nós ficamos em quartos compartilhados de hostel, dividimos banheiro e cozinha. Acordávamos cedo e íamos dormir tarde. Viajamos só com uma mala de mão cada um pra não pagar extra por bagagem despachada nas cias aéreas low costs!

Tiveram muitos dias que almoçávamos tarde pra compensar o jantar e outras vezes que comprávamos comida no mercado e cozinhávamos no Airbnb (Paris e Londres) pra economizar. Andamos muito pra não gastar com transporte público e demos preferência pra passeios gratuitos.

Meu pai virou Instagramer do dia pra noite e ganhou vários coração com as fofocas do @papaimochileiro. Minha irmã de 10 anos deixou muito adulto no chinelo e aguentou firme e forte o estilo mochileiro. Minha madrasta disse que eles conquistaram o certificado de mochileiros juniors quando conseguiram embarcar de Londres pro Porto sozinhos!  ⠀
⠀ ⠀
Nessa viagem eu pude entender um pouquinho mais sobre mim mesma como viajante: Meus trejeitos, minha forma de planejar e me organizar, meu desapego pra certas coisas, minha criatividade, minhas formas de economizar e otimizar o dinheiro, minha forma de andar e apreciar as coisas.

Entendi da onde vem meu sorriso frouxo e a habilidade de fazer amigos com facilidade. Vendo meu pai ser mochileiro, eu concluí que não tinha ninguém melhor pra eu ser filha!  ⠀

Escrevi uma carta para a minha família e talvez através dela você possa entender o que essa viagem em família significou pra mim e pra minha história como viajante.

ATENÇÃO!
Pra ficar conectado durante toda sua viagem, eu recomendo a Yes Brasil, que está presente 
em mais de 100 países em parceria com as melhores operadoras de internet do mundo.

Você seleciona os destinos e as datas da sua viagem, encomenda o chip online e ele é 
entregue na sua casa antes da sua viagem. Existem lojas presenciais também, caso você 
queira retirá-lo pessoalmente. Use o cupom VIDAMOCHILEIRA10 e ganhe 10% de desconto! 
Eu escrevi um post completo sobre esse chip de internet.

DICA DE OURO: Existe uma aba no blog chamada “ROTEIROS GRATUITOS” e lá você pode baixar todas as planilhas que eu tenho de roteiros de viagem. É tudo gratuito e você encontra na planilha não só dica de lugares pra visitar, como também dicas de transportes, hostels e gastos.

Espero que esse post tenha sido útil e se você conhece alguma pessoa que precisa ler isso, compartilha o link com ela!

Ahh! Não esquece de me seguir no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas aventuras em tempo real. Ahh! Se inscreve no canal do Youtube do Vida Mochileira pra pegar mais dicas de viagem.

Até a próxima!

Beijos,

Mary

Viagem em família pela Europa: Quanto custa? Onde ir?

Gostou das dicas do blog?
Aproveite os descontos abaixo para economizar nas suas viagens!

Toda vez que você usa um link do blog, o Vida Mochileira ganha uma pequena comissão e você NÃO paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso nas minhas viagens e recomendo:
– Voluntariado em viagens: Worldpackers (U$10 OFF)
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb (até R$179 OFF)
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago: @fuigosteitrips (5% OFF)
– Seguro Viagem: Seguros Promo (5% OFF), SafetyWing ($37 dólares por 4 semanas)

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas aventuras!

Maryana Teles
Carioca, publicitária, mergulhadora e produtora de conteúdo, eu também sou apaixonada por viagens de estilo low cost. Eu amo viajar sozinha e fazer voluntariados. Eu uso as minhas viagens como uma ferramenta de autoconhecimento e aprendizado e quero compartilhar esse processo com você. Bora?!