Como viajar ganhando dinheiro (ou gastando pouco)

2
1868

 

Oiii genteee!

Eu tava há séculos querendo escrever esse post e acho que não teria data melhor pra publicá-lo do que essa. Esse é o primeiro post de 2018!!!! \o/ 

2018 tá vindo com muitas promessas de ser um ano diferente, um ano de mais conhecimento, luz e novos ciclos. 2018 promete ser um ano onde vamos nos dedicar a nos conhecer mais e investir mais em autoconhecimento. Eu acho que será um ano onde vamos arriscar mais… arriscar a fazer o que gostamos ou a nos dar a possibilidade de experimentar coisas novas pra saber se gostamos ou não.

E isso tem tudo a ver com o post de hoje, que fala sobre algumas ideias de ganhar dinheiro viajando pelo mundo, descobrindo mil e umas habilidades que temos e não exploramos amplamente.

Eu acredito que quanto mais abrimos nossas mentes, mais longe podemos chegar e mais vivências podemos acumular. Por isso, se permita viver coisas diferentes e sempre busque novos desafios e atividades fora da sua zona de conforto, porque só assim você começa a conhecer seus limites e, às vezes, até delimitar novos limites pra si mesmo.

 

COMO VIAJAR GASTANDO POUCO?

Essa opção é pra quem quer viajar, mas não quer gastar todo dinheiro da poupança. É pra quem quer fazer amizade durante a viagem, pra quem busca explorar novas habilidades ou “resignificar” habilidades antigas dando foco a outros objetivos. É pra quem decidiu viver novas experiências no exterior (ou em outra cidade/estado do mesmo país), mas não sabe por onde começar… Talvez esse seja um ótimo começo!

Abaixo, eu listei alguns sites (confiáveis) que trocam trabalho voluntário por acomodação e alimentação:

* Alguns sites cobram uma taxa anual de participação.

** Você pode escolher que tipo de trabalho vai prestar e onde (lugar) vai trabalhar:

– Receber e ajudar hóspedes;

– Comunicação e Marketing;

– Divertir e entreter hóspedes;

– Reformar e decorar;

– Ensinar e compartilhar;

– Trabalho Comunitário;

– Cuidados com a Natureza;

– Cozinha e Bar;

– Melhorias em sites e SEO;

– Tarefas de casa;

– Entre outras dezenas de coisas.

 

WORKAWAY

É um dos sites mais conhecidos e usados pela galera que viaja nesse estilo econômico. Você faz a busca pelo local que deseja trabalhar (a lista está dividida por continentes) e tem diversas opções de trabalho. Uma coisa bem legal que o site disponibiliza são os feedbacks das pessoas que já trabalharam para aqueles hosts anteriormente. O site também disponibiliza a busca por palavras (que tem um filtro bom, ou seja, só mostra os trabalhos relacionados àquelas palavras-chaves).

O valor anual de participação no site é de: 29,00 euros por pessoa.

 

WORLDPACKERS

Esse é outro site super conhecido e famoso pelos mochileiros. A ideia do Worldpackers é basicamente a mesma do Workaway tendo filtros um pouco mais dinâmicos onde você pode fazer a busca não só pelo lugar que deseja trabalhar, mas também pelo tipo de habilidade deseja explorar. Além disso, tem a opção de ver a disponibilidade das vagas pelo mês que você pretende viajar.

O valor anual de participação no site é de: 49,00 dólares por pessoa.

O site tem uma aba com artigos inspiradores de pessoas que se aventuraram nesse estilo de vida e amaram a experiência. CLIQUE AQUI PRA LER.

 

WWOOF

Esse site é específico pra quem quer ter uma experiência mais ligada à natureza, já que o site oferece trabalho voluntário em fazendas orgânicas e abrange boa parte do mundo, ou seja, é uma puta oportunidade pra quem é interessado nessa área e deseja aprender coisas novas sobre outras culturas. Também tem filtros por destinos e as vagas exigem uma carga horária de trabalho que varia entre quatro e seis horas e você recebe em troca acomodação e comida durante todo período.

O valor anual de participação no site é de: 47,80 euros por pessoa.

 

WORKING ABROAD

É um site repleto de oportunidades de trabalho voluntário relacionado ao meio ambiente. O site lista diversas vagas pelo mundo e a busca pode ser feita por afinidade: Conservação marinha, conservação e expedição da vida selvagem, estágios (não remunerados ou com uma pequenas ajuda de custo), trabalhando com crianças, educação, desenvolvimento comunitário, ecologia e educação ambiental, cuidados de saúde.

 

COOL WORKS

Esse site é específico pra quem busca um trabalho temporário pra viver uma experiência diferente em outro país. As vagas geralmente são para trabalhos sazonais em restaurantes, parques, estações de esqui e resorts. Ah! Uma coisa super interessante é que a maioria das vagas estão localizadas nos Estados Unidos. Você pode fazer a busca dos trabalhos por: categorias, estados, estações do ano, parques nacionais e até ver o mapa de oportunidades do site que abre como se fosse o tabuleiro do jogo War. Quando você clica na vaga, o site mostra o que o anfitrião oferece e os requisitos necessários. A maioria dos empregadores oferece acomodação, alimentação e, às vezes, salário.

Obs: Pra se candidatar, é preciso ter permissão pra trabalhar no país da vaga.

 

HIPPO HELP

Esse site tem, basicamente, os mesmos objetivos que os sites Worldpackers e Workaway com uma pequena grande diferença: É gratuito! \o/

A plataforma foi desenvolvida recentemente e se formos comparar ela ainda é um bebê perto dos outros sites da mesma categoria, no entanto, o Hippo Help veio pra ficar e por isso trouxe o diferencial da gratuidade no quesito de participação no site. Outra novidade é que você pode logar no Hippo Help usando seu login do Facebook o que pode facilitar a vida de muita gente que odeia ter que criar um novo login e senha pra tudo (mas, também tem a opção tradicional de criar login e senha se você preferir).

Como a plataforma ainda é muito recente (foi criada em meados de 2017), existem mais anfitriões do que viajantes aderindo a plataforma (no momento), o que pode ser um ponto muito positivo pra quem tá pensando em embarcar nesses estilo de viagem, afinal, tem mais opções de trabalhos disponíveis no mercado.

 

Imagina continuar na estrada por tempo indeterminado, vivendo do dinheiro que você faz enquanto viaja! Parece um sonho, mas pode ser real!
Só depende de você e do quanto você acredita no seu potencial.

 

AIESEC 

A AIESEC é um movimento de liderança jovem que conecta estudantes às oportunidades de trabalho espalhadas pelo mundo.

A AIESEC tem um processo mais fechado que os outros sites, já que tem alguns pré-requisitos pra participar das seleções.

É necessário ter entre 18 e 30 anos e ser universitário (ou formado em, no máximo, 2 anos). Além disso, deve-se dominar o inglês e espanhol básico. Essas são orientações para todos os escritórios da organização no Brasil.

O custo de se fazer um intercâmbio pela AIESEC é bem mais em conta do que fazer com outras agências maiores como: STB, CI, CVC, etc. Isso porque a AIESEC tem parceiros em várias partes do mundo que participam do projeto de forma mútua (ao mesmo tempo que estudantes brasileiros vão para o mundo, estudantes do mundo vem pro Brasil).

A AIESEC oferece três segmentos pra estudantes com objetivos diferentes:

– Voluntário Global: Nessa opção os estudantes têm a oportunidade de fazer voluntariado em várias ONGs do mundo inteiro. Aprendendo e compartilhando conhecimento;

– Talentos Globais: Nessa opção os estudantes têm a oportunidade de trabalhar em uma empresa internacional, desenvolvendo as habilidades e os conhecimentos que eles aprenderam na faculdade do Brasil.

– Empreendedor Global: Nessa opção os estudantes tem a oportunidade de estagiar em Startups internacionais vivenciando um ambiente empreendedor, inovador e dinâmico.

Existe um valor a ser pago para financiar o intercâmbio, mas esse valor depende do tempo que você vai ficar e do país que você vai escolher.

 

HOSTEL TRAVEL JOBS 

Esse site compila as vagas de trabalho em hostels do mundo todo. As vagas vão desde Comunicação e Marketing, fotógrafo, recepcionista, bartender até chef de cozinha e guia turístico. Quando você acha uma vaga, o empregador diz o que ele oferece e o que ele espera de você.

O valor anual de participação no site é de: 9,00 euros por pessoa.

 

HOPINEO

Mais do que apenas uma plataforma de empregos e estágios, o site prega uma cultura bem interessante de turismo sustentável. A ideia do site é encontrar anfitriões que ofereçam hospedagem em troca de habilidades. Você pode fazer buscas de trabalhos clicando nas categorias do seu interesse: Agricultura e restauração, construção, energia, biodiversidade, desenvolvimento local, responsabilidade social, transporte e mobilidade, gestão de resíduos, consciência viajante, gestão da água.

Eles não cobram uma taxa anual, mas pedem doações (qualquer quantia em euro) pra suportar o projeto.

 

HELPX

O site é bem mais precário do que os outros sites listados acima, mas é uma das plataformas mais antigas que existem em termos de conectar anfitriões e hóspedes. Tem o mesmo objetivo que os outros: oferecer trabalho voluntário em fazendas, hotéis/hostels, vilas e ranchos em troca de acomodação e comida.

Obs: Existem mais de 112 estabelecimentos brasileiros que fazem parte dessa plataforma.

É possível utilizar o HelpX gratuitamente ou fazer uma assinatura premium. Os assinantes podem entrar em contato diretamente com um anfitrião e conhecer todos os seus detalhes e avaliações.

 

OUTRAS OPÇÕES DE SITES

Os sites abaixo são pra vagas de house sitting. Essa modalidade tá virando febre aqui na Europa e nos Estados Unidos. A ideia é você ser babá da casa enquanto os donos da casa tão viajando. Então, você basicamente será o caseiro, sendo responsável pelas tarefas do dia a dia da casa (que serão determinadas e acordadas com o dono da casa antes dele sair de férias). Essa opção é pra quem quer uma experiência diferente com um custo baixo. Fique atento! Será sua função deixar a casa em ordem, sem nenhum prejuízo! Rs

Obs: Geralmente são período curtos (variação de uma a três semanas, podendo chegar a um mês).

– HOUSE CARERS 

– NOMADOR 

– TRUSTED HOUSESITTERS 

COUCHSURFING

Não é um site de house sitting, mas você pode conseguir acomodação de graça na casa de alguém que mora no país/cidade que você tá pretendendo visitar e a melhor parte é que você pode achar seu anfitrião sem pagar nenhuma taxa no site, apesar de ter a opção premium no Couchsurfing, onde você tem algumas regalias extras.

Eu já fiz couchsurfing e super recomendo a experiência. Além de economizar com hospedagem, você ainda conhece um pouco da rotina das pessoas locais, já que vai ficar hospedado na casa de um e ainda pode fazer amigos, dependendo do seu anfitrião (se ele é simpático ou não hahahaha)!

 

Eu já fui: Analista de Comunicação, Organizadora de eventos, Promotora de eventos, Coordenadora de ativações, Publicitária, Babá, Bartender, Garçonete, Chef de cozinha e continuo me reinventando todos os dias.

Faço coisas que nunca pensei que faria e descubro habilidades que até então estavam escondidas dentro de mim e eu só comecei explorá-las quando me permiti viver fora da minha zona de confoto, arriscando todos os dias alguma coisa diferente.

 

COMO VIAJAR GANHANDO DINHEIRO?

Existem algumas opções de sites que te permitem trabalhar viajando (literalmente), como sites de vagas de empregos em cruzeiros. Outros sites compilam as necessidades de pessoas, pequenas e médias empresas que querem pagar um preço justo por um serviço/produto de qualidade.

Abaixo tem alguns sites que oferecem um salário pelos serviços prestados e que te dão a possibilidade de explorar novos caminhos longe de casa (se esse for seu objetivo):

ALL CRUISE JOBS

Uma opção pra quem quer viajar bastante e juntar um dinheiro legal é trabalhar em cruzeiro. Apesar do trabalho ser bem puxado, com longas horas de trabalho poucos dias de folga, trabalhar em Cruzeiro é uma ótima opção pra quem quer praticar o inglês, conhecer novos lugares e juntar uma graninha, já que a maioria dos cruzeiros paga em dólar.

 

FIND A CREW 

Esse site é maravilhoso pra quem gosta de mar e de uma boa aventura. O site divulga basicamente oportunidades de trabalhos em veleiros, barcos e até navios. Se você tem um barco e precisa de tripulação, você também pode anunciar as vagas nesse site. Essa plataforma serve tanto pra quem tá procurando trabalho em barcos como pra quem tá precisando de alguém pra trabalhar.

Não precisa ter experiência. Você faz a pesquisa pelo lugar que deseja, vê a rota do barco e as exigências do capitão, checa o número de tripulantes, as obrigações do barco e todos os detalhes que precisa acertar antes da partida e aí você entra em contato com o capitão e fecha a parceria de trabalho.

A maioria dos trabalhos não são remunerados, mas existem alguns que dão uma ajuda de custo.

 

FREELANCER

É um site de classificados online que divulga várias oportunidades de trabalhos, onde o prestador de serviço é autônomo e pode trabalhar à distância, sem ter um vínculo de presença com a empresa que o contrata. Geralmente são trabalhos temporários ou divididos por projetos. O site tem ampla abrangência mundial (presente em mais de 247 países). São mais de 26 milhões de usuários cadastrados, sendo 20% empregadores, com cerca de 300 mil ofertas de trabalho. Tem oportunidades pra várias áreas e a média de remuneração por projeto é de 200,00 dólares.

 

AU PAIR

Nessa opção podem se inscrever homens e mulheres (é mais comum pra mulheres) entre 18 e 26 anos, com carteira de motorista, sem filhos e com experiência com crianças. Isso porque ser au pair nada mais é do que ser babá de uma família no exterior. Essa prática é muito famosa nos Estados Unidos, Austrália e alguns países da Europa também adotam essa política de babás estrangeiras pelo baixo custo de investimento.

Ser au pair é uma ótima opção pra quem não tem muito dinheiro pra viajar, mas sonha em conhecer outras culturas e outros lugares em gastar quase nada. A vantagem se ser au pair é que a família te oferece hospedagem, comida e te dá uma ajuda de custo com valor mínimo de $195,75 dólares por semana ($1.000,00 dólares por mês). Em alguns casos, a família também paga um curso pra você fazer (inglês geralmente é o mais procurado).

Veja mais informações nos sites abaixo:

– https://www.culturalcare.com.br/seja-uma-au-pair/requisitos-qualificacoes

– https://www.aupair.com/pt

– https://www.stb.com.br/trabalhar-no-exterior/au-pair

Uma amiga minha compartilhou num post a experiência dela de ser babá nos Estados Unidos e na Austrália. CLIQUE AQUI PRA LER.

 

COMO VIAJAR GANHANDO DINHEIRO, USANDO SUAS HABILIDADES E SENDO CRIATIVO?

Depois de ler muitos blogs, ver muitos vídeos no Youtube e ler muitos posts no Instagram de pessoas que vivem uma vida nômade, eu compilei uma lista de atividades que você pode fazer (enquanto viaja) pra ganhar dinheiro de forma independente, criativa e não necessariamente vinculada a algum site ou empresa.

Aqui vai a minha listinha:

– Dar aula de inglês ou de outras línguas: Muita gente tem feito um dinheirinho legal ensinando línguas tanto presencialmente quanto por Skype;

– Tradução de textos;

– Criar um blog e usar links afiliados (muito difícil ganhar dinheiro assim de uma hora pra outra, mas vale tentar);

– Vender brigadeiro ou qualquer outro doce que você saiba fazer e que seja diferente no país que tá visitando: Acredite você ou não, mas essa ideia dá um dinheiro legal e o investimento é baixo tendo em vista o retorno financeiro que pode gerar;

– Fazer artesanato e vender na rua: Se você é bom com bijuterias, pinturas, crochê, bordado, colagem… invista nisso;

– Tocar algum instrumento na rua: Artistas de rua fazem muito sucesso quando apresentam trabalhos originais oriundos da sua cultura;

– Dar aulas de Yoga: Se você é bom com Yoga e sabe o que tá fazendo, se joga nessa oportunidade. Você pode procurar academias, clubes ou até iniciar turmas por conta própria em parque;

– Dar aulas de surf: Como você precisa de material pra dar início à essa ideia, sugiro que procure alguma escolinha de surf e ofereça seus serviços;

– Dar aulas de culinária: Procure escolas ou cursos pra oferecer seus serviços ou inicie algum projeto inovador;

– Ser guia turístico de Free Walking Tour: O dinheiro arrecadado não vem de salário, mas sim de gorjetas que são bastante comuns em regiões como a Europa e alguns países da América Latina. Aprenda sobre a história e a cultura do lugar que você tá visitando e se torne um especialista e venda isso pras pessoas;

– Ser recepcionista em hostels: Geralmente os hostels oferecem acomodação e comida em troca dos serviços prestados, mas dependendo da sua contribuição pro estabelecimento e das coisas que só você pode fazer, talvez seja possível negociar uma comissão ou uma ajuda de custo… Inove!;

– Ser Garçom/Garçonete ou bartender em restaurantes: Ofereça seus serviços e foque nas gorjetas hahahahaha;

– Ser empregado(a): Ofereça seus serviços e faça seu melhor. Você pode negociar um valor por hora ou pelo dia e se fizer um bom trabalho pode conseguir indicações pra limpar outras casas e escritórios e com isso juntar um dinheiro legal;

– Ser babá: Se você gosta de crianças essa pode ser uma boa solução. Procure agências de empregos ou faça amizades e busque indicações;

– Ser fotógrafo: Se você é bom com fotografia, venda seus serviços pra empresas, restaurantes ou até pessoas físicas… Tire foto de casamentos, grávidas, aniversários, animais… Inove!;

– Ser massagista: Se você é bom com massagens… Invista nisso! Comece cobrando dos amigos e depois pedindo indicações, faça uns cursos e coloque seu talento pra jogo;

– Ser carpinteiro: Vira e mexe as pessoas precisam desse tipo de serviço e é muito fácil ser autônomo (fazer bicos enquanto viaja) se você é bom nisso e conhece pessoas que possam te indicar;

– Ser pintor: Acredite ou não, se você tem talento pra pintar paredes, divulgue os seus serviços pra agências de aluguel de imóveis, porque tem sempre gente se mudando e precisando de uma ajudinha (experiência própria hahahah);

– Ser cuidador de idosos: Essa profissão é bem comum na Europa e tudo que você precisa fazer é cuidar dos idosos com muito carinho e atenção: alimentá-los, dar banho, conversar com eles, passear com eles… Geralmente esses serviços são contratados através de agências, mas se você é bom com idosos, divulgue seus serviços pras pessoas e talvez você consiga ajudar alguém e de quebra fazer um dinheirinho extra, né?;

– Ser animador de festa infantil: Se você é bom com crianças e adora animar uma festa, se mostre disponível a ajudar. Dizem que ninguém faz festa como os brasileiros, então, vamos usar isso a nosso favor (no bom sentido rsrsrs);

– Ser organizador de eventos: Se você tem experiência com organização de eventos (festas infantis, casamentos, formaturas, festa de debutantes, festas de empresas) divulgue suas habilidades e faça um dinheirinho extra;

– Ser DJ: Se você sabe como animar uma festa e domina a arte de ser DJ, ofereça seus serviços pra boates, festas, bares. Melhor ainda se você tiver seu equipamento com você;

– Fazer roteiros de viagem: Se você é bom com planejamento e ama viajar, comece a produzir roteiros personalizados e cobre pelos seus serviços;

– Ser motorista: Se você fizer amigos locais no lugar que tá visitando e esses amigos tiverem carro, pegue emprestado o carro e seja Uber ou qualquer outro tipo de motorista, tipo fazer transfer da cidade pro aeroporto e vice-versa… Inove!;

– Passear com cachorros: Acredite! Muita gente não tem tempo pra passear com seus bichinhos e paga alguém pra fazer isso. Tem até alguns sites que procuram pessoas disponíveis pra essa função (procure mais sobre isso no Google);

– Ser mecânico: Vira e mexe as pessoas precisam desse tipo de serviço e é muito fácil ser autônomo (fazer bicos enquanto viaja) se você é bom nisso e conhece pessoas que possam te indicar;

– Alugar um apartamento na cidade que você tá visitando e quer ficar por um tempo e sublocá-lo pro Airbnb: Tenho uma amiga que fez isso em Barcelona. Ela ficou por lá por três meses, alugou um apartamento e sublocou pro Airbnb e aí adicionava a taxa de limpeza do apartamento e adivinha quem era a faxineira?! Sim! Ela mesma… Ou seja, o dinheiro dos hóspedes do Airbnb ia pra pagar o aluguel do apartamento e o dinheiro que ela fazia extra vinha tudo da limpeza dos apartamentos hahahahaha;

– Alugar seu apartamento (no Brasil) enquanto tá viajando: Essa pode ser uma opção legal se você planeja viajar por um longo período e tava pensando em deixar a casa vazia;

– Ser webdesigner/SEO: Se você é bom com redes sociais e desenvolvimento de sites essa pode ser uma boa opção pra você;

– Jogar pôquer online: Se você é fera no pôquer, talvez seja interessante tentar. Tenho um amigo que vive aqui na Inglaterra com o dinheiro que ele ganha de jogos online como pôquer. O cara é tão fera que ele faz 400,00 libras por semana sentado no sofá de casa;

– Ser Youtuber (muito difícil ganhar dinheiro assim de uma hora pra outra, mas vale tentar);

– Ser consultor/coach: Se você é especialista em alguma coisa e acredita no seu potencial, vale a pena oferecer seus serviços online como consultor: financeiro, de relacionamento, psicólogo, de viagens, imobiliário, etc… Inove!;

– Ser editor de vídeo: Se você sabe usar programas de edição e gosta de filmar e editar vídeos, ofereça esse talento pra pequenas empresas como: hostels, hotéis, restaurantes, empresas de tours…

– Ser freelancer: Se você tem pessoas que conhecem seus talentos e tem bons contatos no seu país, diga que está indo viajar, mas que aceita fazer trabalhos freelancer como: design, consultoria financeira, programação de sites, etc.

– Ser eletricista: Vira e mexe as pessoas precisam desse tipo de serviço e é muito fácil ser autônomo (fazer bicos enquanto viaja) se você é bom nisso e conhece pessoas que possam te indicar;

– Ser maquiadora: Se você sabe como fazer uma maquiagem como ninguém ou pelo menos é melhor que a maioria das pessoas, comece a oferecer seus serviços pra pequenas ocasiões e amigos e com isso venda suas habilidades;

– Ser cabelereira: Se você sabe fazer penteados e cortar cabelos… Use seu talento na estrada! Vira e mexe a galera viajante vai pra balada e quer um look especial ou quer arriscar um corte de cabelo diferente.

– Ser manicure: Todo mundo sabe que as manicures do Brasil são as melhores do mundo, então, se você tem o dom ou sabe como fazer uma unha bem cutilada e pintada, comece a cobrar das amigas ou até das mochileiras que você encontra pelo caminho. Qualquer 8,00 euros ou 8,00 dólares (dá pra cobrar até mais dependendo do quão boa você for) numa unha já vai ser lucro pra você, já que o investimento não precisa ser tão alto.

_________

Bom, gente, eu espero que vocês tenham curtido esse post que fiz com muito carinho.

As ideias acima não vão fazer você viajar de graça, mas vão te ajudar com os custos da viagem. E dependendo do seu empenho em fazer elas darem certo (você pode realizar quantas ideias quiser ao mesmo tempo), quem sabe você não faz dinheiro suficiente pra começar a viver das suas ideias, da sua independência e do seu esforço.

Imagina continuar na estrada por tempo indeterminado, vivendo do dinheiro que você faz enquanto viaja!!! Parece um sonho, mas pode ser real! Só depende de você e do quanto você acredita no seu potencial.

Eu espero que vocês possam realizar o sonho de vocês e espero esbarrar com vocês por aí nesse mundão.

Ahhhh! Não esquece de me seguir no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas viagens e ler as minhas reflexões.

Beijos e até a próxima!

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Aluguel de carro: Rentcars
– Passeios no Atacama e Salar de Uyuni (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10):
Entre em contato com a @fuigosteitrips pelo e-mail: trips@fuigosteicontei.com.br

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!

  • Marília Noronha

    muito obrigada por esse blog <3

    • Vida Mochileira

      Ownnnn muito obrigada pelo carinho!

      Espero que te inspire bastante!

      Bjs

      Mary