A Worldpackers é confiável? É seguro de usar?

0
voluntariado

[artigo atualizado em agosto/2020]

Como eu recebo muitas perguntas parecidas sobre esse tema de voluntariado em viagem, eu decidi escrever um post com as dúvidas frequentes desse tipo de viagem. Pra início de conversa, eu já vou responder a pergunta do título: Sim! A Worldpackers é confiável e segura.

Existe toda uma triagem e preocupação da plataforma em manter um controle, da melhor forma possível, da qualidade dos anfitriões inscritos (existe todo um processo de verificação e aprovação dos anfitriões na plataforma). Mas, infelizmente se um anfitrião falta com a palavra ou descumpre o acordo estabelecido previamente através da plataforma não é culpa da Worldpackers.

O que pode ser feito nesses casos é denunciar o anfitrião ao suporte da plataforma (e ativar seu Seguro Worldpackers) para que eles façam uma nova avaliação pra julgar se mantém ou não esse anfitrião cadastrado no sistema.

Nesse post vamos focar em responder as perguntas: “Worldpackers é confiável?”, “É seguro viajar fazendo voluntariado?”, “Como escolher um voluntariado seguro e confiável?”…

Worldpackers: o que é e como funciona?

Como funciona a Worldpackers?

Worldpackers é uma plataforma brasileira que permite você viajar e trabalhar durante a viagem trocando suas habilidades e seu tempo – durante algumas horas do seu dia (entre 3 a 5 horas) – por acomodação e comida em vários países do mundo.

Os voluntariados da Worldpackers estão acessíveis pra que qualquer pessoa possa fazer pesquisas no site, ou seja, você pode acessar agora https://www.worldpackers.com/ e procurar destinos que tanto sonhou em conhecer e procurar anfitriões que se conectem com seus objetivos de viagem.

Criando o seu perfil gratuito na Worldpackers você tem direito a ver todos os voluntariados disponíveis em mais de 170 países, fazer lista de desejos dos voluntariados que você quer ir e conversar com outros viajantes que já fizeram aquele voluntariado antes.

No entanto, você precisa investir $49,00 dólares anuais para ser membro da Worldpackers e ter acesso à candidatura nas vagas, conversas com os anfitriões, confirmação de aceite da hospedagem, suporte da Worldpackers antes, durante e depois da viagem e uma conta verificada que aumenta suas chances de ser aceito pelos anfitriões.

OBSERVAÇÃO: Usando o cupom VIDAMOCHILEIRAWP você ganha $10,00 dólares de desconto e paga apenas $39,00 dólares pra viajar de forma ilimitada (por 1 ano e meio) pra onde você quiser sem pagar por acomodação e muitas vezes sem gastar, ou gastando muito pouco, com comida.

A Worldpackers é confiável? É seguro de usar?

A Worldpackers é confiável?

Sim! A Worldpackers é confiável. Eu posso falar pelas experiências que vivi que achei tudo muito transparente e correto. Desde a filtragem dos anfitriões, às conversas que tive com cada anfitrião, até de fato a minha experiência viajando através da plataforma eu não tenho absolutamente nada do que reclamar.

Inclusive, a Worldpackers é a única plataforma de voluntariado que oferece um seguro que está alinhado com os objetivos da plataforma, que é garantir a acomodação do viajante enquanto ele trabalha pra um anfitrião.

O seguro de viagem da Worldpackers funciona assim: Se por algum motivo o anfitrião não respeitar o acordo feito previamente através da plataforma, durante a primeira semana, a Worldpackers pagará ao viajante 3 noites de hospedagem em outro hostel na mesma cidade.

E o suporte da plataforma atuará ativamente na realocação daquele viajante em outro anfitrião na mesma cidade. Além disso, o anfitrião que desrespeitou o acordo feito com o viajante será penalizado (depois da análise do caso) podendo até mesmo – em casos graves – ter seu estabelecimento retirado da plataforma.

No entanto, a plataforma não cobre o seguro viagem de acidentes, emergência médica, extravio de malas e voos cancelados, por exemplo. É muito importante que você tenha um seguro viagem que vá te dar a tranquilidade de viajar de forma segura.

Leia também:
Quais as diferenças entre Worldpackers e Workaway?
Como ganhar dinheiro sendo voluntário da Worldpackers

Qual é a ideia desses voluntariados? 

Conectar viajantes que querem viajar barato e viver uma experiência mais profunda com a cidade e cultura do local com projetos (hostels, ONGs e fazendas) que precisem de ajuda.

A ideia principal da Worldpackers é permitir que os viajantes conheçam novas pessoas e novos lugares compartilhando suas habilidades em troca de acomodação e comida.

No final, todos saem ganhando: Os viajantes desenvolvem novas habilidades e vivem uma experiência de viagem completamente diferente e os anfitriões desenvolvem seus projetos de forma diversificada com viajantes do mundo inteiro se conectando e trazendo novas ideias.

 

Benefícios de fazer voluntariado em viagens

Fazer voluntariado em viagens vai muito além de só economizar dinheiro com hospedagem e comida. É sobre conexão com pessoas e lugares. Sobre de desenvolver como pessoa, mas também como viajante.

Ser um voluntário da Worldpackers é uma ótima oportunidade pra quem quer se desenvolver profissionalmente também, mesmo que as habilidades aprendidas não sejam na sua área de atuação.

A Worldpackers é confiável pra qualquer pessoa que queira explorar as infinitas possibilidades do mundo dos viajantes, conhecer mais a cultura e as pessoas locais e descobrir lugares menos turísticos.

Além disso, você pode usar o voluntariado para fazer uma transição de carreira e conhecer novas áreas e, é claro, é uma ótima oportunidade de aprender e treinar uma nova língua.

Muitas empresas estão buscando hoje em dia profissionais capacitados não só na formação escolhida como também experientes em termos de vivências de mundo, afinal, é isso que te fará um profissional diferenciado.

Entenda que fazer voluntariado não é só uma forma de melhorar seu currículo (aprendendo novas línguas, por exemplo), mas também uma forma de você explorar outras áreas que você não tinha considerado antes.

Ou, até mesmo, uma forma de testar áreas que te atraem e você não tem certeza se quer arriscar nelas ainda – Então, por que não experimentar primeiro em um voluntariado para sentir a sensação de exercer aquilo para ter uma certeza mais palpável?

Por exemplo: Você acha que se daria super bem na área da educação, mas não tem certeza se quer seguir mesmo esse caminho… Aplica pra voluntariados nessa área e testa, experiência essa realidade! Só assim você vai conseguir ter uma noção melhor se isso é ou não é pra você!

 

Dá pra aprender uma nova língua durante o voluntariado?

Dá sim! Conheço várias pessoas que aprenderam inglês e espanhol fazendo voluntariado.

Como você está imerso numa nova cultura e tem que ouvir o tempo todo aquela língua, é mais fácil do seu cérebro se acostumar e ir acumulando vocabulário. Além disso, como você está fora da sua zona de conforto, você vai se sentir num contexto onde vai ver a necessidade de aprender mais rápido por motivos sociais de sobrevivência.

Pra quem quer aprender uma nova língua, eu recomendo ficar, pelo menos, 1 mês em cada voluntariado, dessa forma você consegue ter mais tempo para se dedicar e aprender. Quanto mais tempo no voluntariado melhor.

Leia também:
Como fazer voluntariado em casal ou com amigos
Como fazer uma boa aplicação na Worldpackers

Quais são os gastos de uma viagem pela Worldpackers?

Gastos do viajante:

– Passagem de ida até o destino;

– Seguro viagem (aconselhado);

– Visto (depende do destino que você vai);

– Gastos com passeio e extras;

– Transportes durante a viagem

Obrigação da Worldpackers:

– Oferecer acomodação através dos anfitriões cadastrados na plataforma;

– Oferecer, pelo menos, uma refeição por dia (existem vários anfitriões que oferecem as três refeições por dia, basta saber escolher)

O maior gasto de uma viagem, geralmente, é a hospedagem. Tendo acomodação e comida disponíveis “de graça” você já consegue economizar bastante durante a sua viagem.

Pra mim, na verdade, a melhor parte de fazer voluntariado é a conexão que você faz com as pessoas, a cultura e o lugar. Existem até algumas dicas pra você fazer dinheiro durante o voluntariado pra deixar essa experiência ainda mais barata.

Como ganhar dinheiro sendo voluntário da Worldpackers

Como escolher o anfitrião certo e saber se o lugar é seguro?

Eu fiz um post super completo sobre tudo o que você precisa saber sobre a Worldpackers. Lá eu explico o passo a passo pra você encontrar um anfitrião bom e condizente com o seu perfil de viajante.

Acho importante mencionar que antes de você se inscrever pras vagas de voluntariado é interessante você entender o seu estilo de viagem e qual é o momento da sua vida que você está.

Isso porque na plataforma existem diversos de anfitriões – em mais de 130 países – divididos em 3 categorias: Work Exchange (trabalho com suas habilidades); Social Impact (ONG’s, escolas e projetos sociais) e Eco Program (eco vilas, fazendas e projetos de permacultura).

Dessa forma é interessante entender se você é o tipo de pessoa que gosta de festa ou gosta de tranquilidade, se gosta de áreas rurais ou centros urbanos, etc. Pra dessa forma você poder escolher da melhor forma possível o anfitrião que vá de encontro com o seu estilo de vida.

Na página de cada anfitrião tem a descrição do projeto, o que o anfitrião te oferece e o que você tem direito. É muito importante você ler a descrição com calma e entender se faz sentido pra você participar desse projeto e como você poderia ajudar.

Outra dica importante é você conversar com o anfitrião pelo chat da Worldpackers e alinhar as expectativas de ambas as partes em relação às funções, horários, comida e acomodação. Quanto clara estiverem as informações, mais seguro você vai se sentir em relação àquele projeto.

Leia as avaliações dos voluntários que já participaram do projeto. Veja o que eles dizem sobre o anfitrião, sobre a acomodação, sobre as tarefas, sobre a comida, sobre o lugar/cidade… Tente colher o máximo de informação possível sobre o projeto através de pessoas que deixaram as avaliações na página do anfitrião. Eu recomendo só fazer voluntariado em projetos que tenham avaliações – de preferência que sejam em maioria positivas.

Outra forma de entender se aquele voluntariado é seguro e se vai te proporcionar uma experiência legal é entrar em contato diretamente com as pessoas que fizeram voluntariado lá antes.

Na lista de avaliações do projeto, na página do anfitrião, você vê as pessoas que deixaram os comentários. Existe a possibilidade de você mandar uma mensagem privada pra essas pessoas pra pedir mais informações sobre o projeto.

Como fazer a sua aplicação na Worldpackers se destacar

Qual o mínimo e máximo de tempo que é possível ficar em cada voluntariado?

Depende. Cada anfitrião escolhe seu requisito pro seu estabelecimento/projeto. O tempo mínimo que já vi até hoje foi de 2 dias e o máximo que eu já vi foi de 3 meses, mas é óbvio que cada anfitrião define o que for melhor pro seu negócio e aí vai depender de você avaliar as datas e ver se serve pro seu objetivo de viagem ou não.

OBSERVAÇÃO: Seu tempo limite de voluntariado deve respeitar o seu tempo limite do visto de turista naquele lugar. Jamais ultrapasse o tempo permitido para ficar como turista porque você pode ter sérios problemas depois e ainda pagar uma multa.

É legal falar que super rola negociar esse tempo de tempo mínimo ou tempo máximo (nesse caso, você só precisa respeitar o prazo do visto de turista do país). Por exemplo, no voluntariado que eu fiz em Cabo Frio, o mínimo eram 2 semanas, mas eu só podia ficar 6 dias.

Eu apliquei pra vaga dizendo que eu podia ficar duas semanas (porque você precisa marcar no calendário e o calendário não deixa você marcar menos do que o mínimo pedido pelo anfitrião), mas na troca de mensagens com o anfitrião eu mencionei que só podia ficar uma semana, mas que queria muito fazer voluntariado lá. O anfitrião deixou e eu voluntariei por 6 dias.

Já aconteceu também o contrário com uma amiga. Ela se inscreveu pra ficar um mês no voluntariado de Cabo Frio, mas gostou tanto que ficou por 3 meses e quando ela tava prestes a ir embora o dono do hostel chamou ela pra fazer sociedade e hoje ela é uma das sócias do hostel. Incrível, né?

Eu já fiz três voluntariados:

– Paraty, Rio de Janeiro (4 dias): Hostel – Limpeza da área externa e cozinha;

– Montpellier, sul da França (10 dias): Fazendo – Jardinagem;

– Cabo Frio, Rio de Janeiro (6 dias): Hostel – Limpeza das áreas comuns, dos quartos e banheiros e controle da recepção.

 

Quem escolhe quantas horas você vai trabalhar e o que vai fazer no voluntariado?

Isso depende de cada anfitrião. Tem anfitriões que pedem 3 horas diárias e anfitriões que pedem 6 horas, confesso que o mais comum é o trabalho de 5 horas por dia com duas folgas na semana. Mas, até as folgas são definidas e descritas na página de cada anfitrião (tem gente que tem uma folga por semana e gente que tem três dias de folga).

A sua tarefa também estará descrita na página do anfitrião, mas às vezes, é muito amplo e você precisa confirma isso direitinho com ele no chat.

É importante perguntar no chat: Quantas horas de trabalho, qual será o turno do trabalho, quantas folgas você tem direito, quais serão as suas tarefas, qual será sua acomodação e quantas refeições você tem direito.

 

Com quanto tempo de antecedência é bom aplicar para as vagas? 

Em média, recomenda-se que você aplique pras vagas com, pelo menos, um mês de antecedência. Mas, eu diria que o ideal seriam 2 meses de antecedência e, se você for pra um destino concorrido ou em alta temporada, vale aplicar com, pelo menos, 3 ou 4 meses de antecedência.

É muito recomendando que você aplique pra vários anfitriões ao mesmo tempo, já que investir todas as suas fichas em apenas um anfitrião pode ser muito arriscado.

Os anfitriões recebem várias aplicações todos os dias e também tem a questão de alguns voluntários ficarem bastante tempo no estabelecimento suprindo as necessidades que aquele anfitrião tem e aí pode ser que só abra vaga pra um novo voluntário quando aqueles voluntários antigos forem embora ou quando a demanda por ajuda aumentar.

Por isso, a questão da flexibilidade de datas e lugares é tão importante. Mas, mais do que isso, é importante também você trabalhar com muitas opções, pra em vez de depender de uma única resposta poder escolher dentre as várias respostas que você vai receber a que você mais quer ir!

Bom, eu espero que esse post tenha sido útil pra você e se você conhece alguém que tá indo viajar, compartilhe esse post pra ajudar mais pessoas.

Ahhh! Não esquece de me seguir no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras em tempo real.

Beijos e até a próxima.

Mary

 

Gostou das dicas do blog?
Aproveite os descontos abaixo para economizar nas suas viagens!

Toda vez que você usa um link do blog, o Vida Mochileira ganha uma pequena comissão e você NÃO paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso nas minhas viagens e recomendo:
– Voluntariado em viagens: Worldpackers (U$10 OFF)
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb (até R$179 OFF)
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago: @fuigosteitrips (5% OFF)
– Seguro Viagem: Seguros Promo (5% OFF), SafetyWing ($37 dólares por 4 semanas)

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas aventuras!

Maryana Teles
Carioca, publicitária, mergulhadora e produtora de conteúdo, eu também sou apaixonada por viagens de estilo low cost. Eu amo viajar sozinha e fazer voluntariados. Eu uso as minhas viagens como uma ferramenta de autoconhecimento e aprendizado e quero compartilhar esse processo com você. Bora?!