Passeio de barco pelo Rio Douro: Cruzeiro das 6 pontes no Porto

0
Passeio de barco pelo Rio Douro

O passeio de barco pelo Rio Douro é muito famoso por ser um passeio relaxante que passa pelas 6 pontes mais famosas construídas na cidade do Porto sobre o seu rio principal – o Douro. As pontes marcam o progresso e desenvolvimento da cidade através das suas arquiteturas e histórias. Eram ao todo 8 pontes sobre o Rio Douro, mas duas delas (a ponte das Barcas e a ponte Pensil) já não existem mais.

Como é o passeio de barco pelo Rio Douro 

O passeio começa um pouco antes da Ponte Luís I. O barco pode sair tanto do lado da Ribeira do Porto quando do lado de Gaia e isso vai depender da empresa que você comprar o passeio. Existem várias empresas que fazem esse passeio de barco pelo Rio Douro e existem também diversos tipos de barcos, desde os menores (os famosos e históricos barcos rabelos) até os maiores: Tem barcos que possuem opção de parte fechada e parte aberta e outros que só tem a opção da parte aberta – que é o caso dos barcos rabelos (o que pode ser ruim se o dia for de muito vento, coisa que é bastante comum na cidade do Porto).

Outra coisa importante de mencionar é que alguns passeios têm guia, outros tem áudio guide e outros não tem explicação nenhuma. Por isso, vale a pena perguntar o que o seu passeio oferece pra não ser pego de surpresa.

Nós fizemos o passeio com a Douro Acima, que sai do lado da Ribeira do Porto. Ela tem barcos grande, com opção de parte aberta e fechada e também um áudio gravado (em português) com a explicação de cada ponte sincronizada com o nosso trajeto. Você consegue comprar seu ingresso com até 1 hora de antecedência (se for alta temporada, tipo verão, é recomendado comprar com, pelo menos, 1 dia de antecedência). Pra fazer o passeio, você precisa chegar no guichê com, pelo menos, 20 minutos de antecedência (até pra pegar um lugar bom rsrsrs) pra entrar no barco, se acomodar e o barco sair.

Esse passeio de barco pelo Rio Douro geralmente dura cerca de 50 minutos a 1h15minutos dependendo da empresa. O horário de saída dos barcos começa às 10:00 da manhã e vai até às 16:00 (inverno) ou 18:00 (verão) e as saídas são feitas a cada 30 minutos.

Nós fizemos o passeio em pleno inverno (meados de janeiro) e num dia que ventava muito. Fizemos o passeio das 15:30 e pegamos um fim de tarde bem bonito (já que o pôr do sol no inverno é às 17:30). Por isso, se eu tivesse que recomendar o melhor horário pra fazer esse passeio de barco pelo Rio Douro seria esse: FINAL DA TARDE!

O passeio é super relaxante e bem agradável. Além das pontes, que são a atração principal do passeio, você vê paisagens muito bonitas da cidade e pode contemplar também a arquitetura e cultura portuguesa, que é colorida e bem peculiar: Eu amo olhar pras casas das pessoas e ver as varandas com roupas penduradas e os artistas de rua tocando e dançando na Ribeira, a diferença é que quando você está no barco, vê tudo de um ângulo diferente.

Acho que vale mencionar que, apesar do passeio ser vendido como o “Cruzeiro das 6 pontes no Rio Douro”, você só passa de fato por 5 pontes e a sexta, na verdade, você vê mega de longe porque aparentemente o nível de água não é suficiente pro barco ir e voltar sem atolar.

Pontes que você passa no passeio – em ordem:

  1. Ponte Luís I (1886)

É um dos cartões postais da cidade e, eu acredito, que seja uma das pontes mais famosas do Porto, por estar no centro da cidade ligando a Ribeira do Porto com Gaia por dois níveis: No nível de baixo passa carros e pedestres e no nível de cima passa o metrô (de superfície rsrsrs) e também pedestres.

Durante 57 anos (1886 a 1943) foi cobrado um pedágio pela travessia de pessoas, animais e carruagens. Até hoje, a Ponte Luís I é a única ponte em arco no mundo com 2 tabuleiros separados por dezenas de metros (48,3 metros). Desde 1996, no seu 110º aniversário, a Ponte Luís I foi classificada como Patrimônio Mundial da UNESCO.

  1. Ponte do Infante (2003)

Ponte construída na zona das Fontainhas. Seu design foi inspirado em pontes nos Alpes suíços com o objetivo de minimizar o impacto visual das pontes vizinhas Maria Pia e Luís I. O arco tem apenas 1,5 metros de espessura e se une ao tabuleiro nos 70 metros centrais (ao contrário da Ponte da Arrábida, em que é possível atravessar o rio pelo arco).

A relação entre o vão e a flecha do arco é 11/1, recorde mundial em ponte de grande vão. O vão da Ponte do Infante mede 280 metros e é o maior de todas as pontes no Rio Douro, com 10 metros a mais do que o vão da Ponte da Arrábida. Era o 4º maior vão do mundo quando foi construído.

  1. Ponte Maria Pia (1877)

A Ponte Maria Pia é famosa por ser um projeto feito e executado por Gustave Eiffel, o mesmo engenheiro da Torre Eiffel em Paris. O projeto da Ponte Maria Pia, desenvolvido por Eiffel não só era o mais barato (no concurso que foi aberto para a apresentação de projetos pra essa ponte) como também foi considerado o melhor em termos estruturais e estéticos.

Com 150 operários trabalhando duro no projeto, a Ponte Maria Pia ficou pronta em 1 anos e 10 meses. A ponte pesa cerca de 1600 toneladas (metade da Ponte Luís I) e o arco tem um vão de 160 metros. Foi uma ponte construída para fins ferroviários, mas como só tinha uma via e algumas limitações de carga e velocidade, ela foi substituída em termos de propósito pela Ponte São João e desde 1991 a Ponte Maria Pia se encontra abandonada e sem manutenção.

A Ponte Maria Pia foi classificada, em 1982, como Monumento Nacional e, em 1990, como “Local de Interesse Histórico de Engenharia Civil”.

  1. Ponte São João (1991)

A Ponte São João foi a primeira ponte em pórtico (e não em arco) entre Porto e Gaia, e, quando foi inaugurada, era a ponte ferroviária de via dupla com maior vão central do mundo (250 metros), tendo ainda dois vãos laterais de 150 metros. Segundo o engenheiro da ponte, Edgar Cardoso, a Ponte São João “é a única ponte ferroviária do mundo em que se um trem descarrilhar não cai da ponte, tal a sua concepção verdadeiramente inovadora.

  1. Ponte da Arrábida (1963)

A Ponte da Arrábida foi a primeira ponte de concreto constituída por um duplo arco abatido que suporta a viga contínua que constitui o tabuleiro. Foram 6 anos de construção até a sua inauguração, quando diversos jornalistas e fotógrafos do mundo vieram até o Porto registrar a queda da Ponte da Arrábida, já que em 1939 uma ponte de projeto similar caiu na Suécia. Quando foi construída, em 1963, era a maior ponte de betão armado (concreto) do mundo! ⠀

Em 1986 foram instalados 4 elevadores, que hoje estão desativados. São 262 degraus até o topo e 272 metros de vão. A Ponte da Arrábida foi classificada, em 2013, como Monumento Nacional, por causa do seu pioneirismo. Hoje em dia é possível fazer visitas guiadas no arco dessa ponte.

Esse passeio é guiado pela @portobridgeclimb e tem equipamento de segurança. Por enquanto você sobe e desce pelo lado do Porto, mas em breve vai dar pra cruzar toda ponte a pé pelo vão. O passeio dura em torno de 40 min e lá em cima um guia conta toda história da Ponte da Arrábida e o que ela trouxe pro Porto em termos de progresso e conhecimento mundial da cidade. A vista lá de cima é sensacional! E a galera da @portobridgeclimb dá um toque especial no passeio com tanta informação boa e uma prova de vinho do Porto. O passeio custa €16,50 por pessoa. ⠀

  1. Ponte do Freixo (1995)

Essa é a que o barco não passa embaixo e você vê de bem longe. A Ponte do Freixo está numa área em que o rio é mais largo e as margens menos íngremes, ao contrário do que é comum entre Porto e Gaia, por isso a configuração da Ponte do Freixo é tão diferente das outras 5 pontes. O vão central tem 150 metros e os dois vãos laterais tem 115 metros cada um.

Eu curti bastante o passeio e achei que valeu muito a pena. É um passeio que te faz apenas apreciar o que está vem volta ou acima (no caso das pontes), não tem correria, não tem muvucada, não tem estresse. É só você, o barco, o vento, as pontes e as paisagens lindas do Porto.

Tem alguns vídeos no Youtube caso você queira saber mais sobre a história dos barcos rabelos e o transporte do vinho do Porto (são vídeos antigos):

Douro abaixo, Douro acima: a aventura dos rabelos

Douro A Fúria do Rio

Douro, Faina Fluvial

Porto em Portugal o que fazer: roteiro completo e dicas

Quanto custa e onde comprar o ingresso pro passeio de barco pelo Rio Douro 

O ticket pro passeio de barco pelo Rio Douro (o cruzeiro das 6 pontes) custa entre €14,00 e €18,00 euros por pessoa. Você pode comprar o ticket direto nos guichês que ficam nas margens do Rio Douro (tanto do lado da Ribeira do Porto quanto do lado de Gaia). Nesse caso, é recomendado chegar com, no mínimo, 1 hora de antecedência (se for alta temporada, tipo verão, é recomendado comprar com, pelo menos, 1 dia de antecedência).

Ou você também pode comprar online nos sites das empresas que fazem esse passeio de barco (são várias opções). Outra dica é dar uma olhada num site de promoções português que é como se fosse o nosso Groupon no Brasil: https://www.odisseias.com/

Nesse site você encontra várias promoções e pacotes, como por exemplo, o passeio de barco com prova de vinho do Porto. Nós compramos por esse site e pagamos €21,00 euros pra duas pessoas, ou seja, uma ótima economia. No entanto, quando você compra essas promoções por esse site, você precisa confirmar com a empresa do barco se eles têm disponibilidade, porque quando é promoção assim, o ingresso não cobre o passeio pra todos os dias e horários. Por isso, não esqueça de verificar a disponibilidade antes de efetuar o pagamento.

Algumas opções de empresa que fazem esse passeio de barco pelo Rio Douro:

Ahhh! Além desse Cruzeiro das 6 pontes pelo Rio Douro também é possível fazer cruzeiros mais longos que vão muito além das pontes do rio. Tem cruzeiros que fazem os trajetos Porto X Régua, Porto X Pinhão, etc.

DICA DE OURO: Existe uma aba no blog chamada “ROTEIROS GRATUITOS” e lá você pode baixar todas as planilhas que eu tenho de roteiros de viagem. É tudo gratuito e você encontra na planilha não só dica de lugares pra visitar, como também dicas de transportes, hostels e gastos.

Espero que esse post tenha sido útil e se você conhece alguma pessoa que precisa ler isso, compartilha o link com ela!

Ahh! Não esquece de me seguir no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas aventuras!

Até a próxima!

Beijos,

Mary 

 

Gostou das dicas do blog?
Aproveite os descontos abaixo para economizar nas suas viagens!

Toda vez que você usa um link do blog, o Vida Mochileira ganha uma pequena comissão e você NÃO paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso nas minhas viagens e recomendo:
– Voluntariado em viagens: Worldpackers (U$10 OFF)
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb (até R$179 OFF)
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago: @fuigosteitrips (5% OFF)
– Seguro Viagem: Seguros Promo (5% OFF), SafetyWing ($37 dólares por 4 semanas)

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas aventuras!

Maryana Teles
Carioca, publicitária, mergulhadora e produtora de conteúdo, eu também sou apaixonada por viagens de estilo low cost. Eu amo viajar sozinha e fazer voluntariados. Eu uso as minhas viagens como uma ferramenta de autoconhecimento e aprendizado e quero compartilhar esse processo com você. Bora?!