Quais documentos devo levar pra um mochilão pela América Latina? [Cap. 1.3]

0
898
BOLÍVIA – CHILE – PERU EM 23 DIAS (ABRIL/2016) POR $ 1.300,00 DÓLARES NA VIAGEM
[T-U-D-O MESMO = $1.900,00 dólares]

 

Cap. 1.3: Quais documentos devo levar? Preciso fazer seguro viagem?

Como a parte de documentos é muito importante pra realização tranquila do seu mochilão, decidi separar esse tópico em um capítulo exclusivo para melhor localização dentro do blog.

Na verdade, os documentos pra essa viagem foram bem fáceis, já que não precisamos de nenhum visto ou autorização.

Pra você não ter qualquer imprevisto durante seu mochilão, é muito importante que você mantenha todos os seus documentos organizados e de preferência num lugar seguro. Eu coloquei todos os meus documentos dentro de uma pasta flexível e coloquei essa pasta dentro da minha mochila de ataque, já que nunca saia sem ela. Claro que meu passaporte e dinheiro iam comigo o tempo todo no money-belt.

DOCUMENTOS (guardar até o final da viagem):
• Passaporte ou Carteira de Identidade em BOM ESTADO
• Cartões de embarque (GOL e AMASZONAS);
• Seguro Viagem;
• Carteirinha de estudante ISIC (se você tiver);
• Cartão internacional de vacina (ANVISA);
• Reserva do ingresso de Machu Picchu;
• TODOS os micro papéis, boletos e formulários de imigração que te derem durante a viagem guarde. Principalmente os papéis da imigração.

Leve uma pasta de plástico flexível para guardar todos os documentos da viagem, isso é muito importante e pode te salvar de pagar multas desnecessárias.

 

Vamos à explicação detalhada:

• Passaporte ou Carteira de Identidade em BOM ESTADO: Pra viajar pela América Latina você não precisa de passaporte por causa dos acordos do MERCOSUL. Se você é brasileiro você pode viajar na boa usando só seu RG, mas tem que tá em perfeito estado, válido e atualizado.

IMPORTANTE: Você não pode usar sua carteira de motorista como documento de viagem.

Como eu amo colecionar carimbos em passaporte, faço questão de viajar com meu passaportezinho e carimbá-lo o máximo possível. Inclusive no Machu Picchu eles oferecem um carimbo personalizado de lá pra você carimbar no seu passaporte ao lado dos carimbos de entrada e saída (você meio que imagina aonde eles vão carimbar rs) do Peru!

Cartões de embarque: Guarde-os até o final da viagem, mesmo que já tenha realizado o voo.

Seguro Viagem: Mesmo sendo a pessoa mais sortuda do mundo, faça um seguro viagem, você nunca sabe quando sua sorte pode acabar (nosssa fiz tipo um comercial da Bradesco Seguros agora, né? Rsrsrsrsrsrs).

Não precisamos usar o nosso, Graças a Deus, mas li diversos relatos de gente acionando o seguro durante a viagem. Importante ressaltar que a maioria, se não todos, dos seguros não cobrem a aventura do Downhill (não deixe de fazer por causa disso…. vale muitoooo a pena).

Sem o seguro você vai pagar uma fortuna por qualquer emergência médica, então nem cogite em fazer uma economia burra, porque os seguros são relativamente baratos perto da segurança que você vai ter durante a viagem.

Eu fiz pela Mondial Travel, mas paguei um pouco mais caro (total: R$ 201,66) que meus parceiros de viagem, então faça diversas cotações e veja um que atenda às suas necessidades. Fechei com esse por ter sido indicado por vários mochileiros e curti o atendimento deles.

DICA: Algumas pessoas tem o serviço de Seguro Viagem incluso no cartão de crédito e pagam uma taxa para ativá-lo, veja se vale a pena no seu caso. Outras pessoas tem o Seguro Viagem embutido nos benefícios da empresa que trabalham, aí basta ativá-lo (na maioria das vezes é de graça). E ainda tem algumas pessoas que têm o seguro viagem incluído nos benefícios do plano de saúde normal (tipo Unimed, Amiu, etc), aí basta ativá-lo (na maioria das vezes, também, é de graça).

Carteirinha de estudante ISIC (se você tiver): Se você for estudante, vale a pena tirar sua carteirinha internacional da ISIC, pois em muitos lugares e passeios você ganha bons descontos por apresentar essa carteirinha da ISIC. Alguns passeios no Atacama, por exemplo, aceitam carteirinhas normais de estudantes, mas no Machu Picchu, por exemplo, só te dão desconto com a ISIC. Clique aqui pra saber como tirar a sua.

O melhor desconto da ISIC é no Machu Picchu, porque você paga metade do valor. Em outros passeios você ganha pequenos descontos, sem ser metade do valor.

ATENÇÃO: Se você tem a ISIC e está acima da graduação, pode esquecer seu mega desconto no Machu Picchu. Eles só aceitam carteirinhas de graduação.

Se você tem a ISIC, mas é maior de 25 anos eles podem implicar (mas nunca se sabe quando). A Patrícia usou a dela em vários lugares de boa no Atacama, mas no Valle Sagrado em Cusco, implicaram!

Na hora da compra do ingresso pra Machu Picchu não implicaram com a idade dela, já que ela tinha a carteirinha da graduação. Já o Vagner que tem 25 anos não conseguiu o desconto de estudante no ingresso do Machu Picchu porque tinha carteirinha de Pós-graduação, mas conseguiu desconto de meia no boleto turístico de Cusco, onde a Patrícia não conseguiu porque tinha 27 anos. Olha que confusão! hahahaha

Cartão internacional de vacina (ANVISA): A vacina contra febre-amarela é obrigatória, por lei, para entrar na Bolívia e no Peru (apesar deles cagarem baldes pra isso, ninguém pediu pra ver nosso cartão de vacinação).

Se você já tomou essa vacina nos últimos 10 anos, ela ainda é válida e você só precisa ir a um posto de saúde que emita o Certificado Internacional. Se não, você se informa dos horários do seu posto de saúde, toma a vacina na hora e pede o Certificado Internacional (verifique se o posto que você está indo emite o certificado. Eu fui em um que me deram a vacina e 5 minutos depois já me deram o certificado).

Reserva do ingresso de Machu Picchu: Reservamos os ingressos de Machu Picchu pelo site oficial (http://www.machupicchu.gob.pe/). Veja bem, RESERVAMOS, não pagamos no site. Acredito que seja uma forma de segurar sua vaga pra aquele dia específico, mas no dia que fomos na Prefeitura acabamos nem mostrando a reserva e compramos direto o ingresso. Se você vai subir só Machu Piccu, acredito que não tenha que se preocupar com os ingressos antecipadamente, se quiser garantir reserve no site, mas acho que não é preciso pilhar nisso.

Se você vai fazer a Huayna Picchu ou a Montaña Picchu é preciso comprar seu ingresso com, no mínimo, um mês de antecedência pra garantir seu lugar, porque pra essas duas montanhas existe número limitado de entradas por dia: 200 no primeiro grupo (7-8h) e 200 no segundo grupo (10-11h).

Quais documentos devo levar pra um mochilão pela América Latina? [Cap. 1.3]

Melhor prevenir do que remediar, né? P.S: Sente minha marquinha bonita de óculos! Por pouco não ganhei uma queimadura de primeiro grau! rsrsrsrs

 

Espero que eu tenha ajudado com as dicas sobre os documentos que você precisa levar pro seu mochilão pela América Latina. 

Qualquer coisa me manda um email, tá?

Se você ainda não leu as dicas sobre os gastos no meu mochilão de 23 dias pela América do Sul, clica aqui!
Ah! Tem também minhas dicas sobre que tipo de mochilão usar, dá uma olhada aqui.

Eu fiz também um capítulo contando os preparativos desse mochilão, confere aqui!

Ahhh! Não esquece de me seguir no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas viagens.

 

Confira o Capítulo 1.2:

Qual melhor tamanho de mochilão pra sua viagem? O que levar? [Cap. 1.2]

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Worldpackers ($10 dólares OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRAWP): Worldpackers
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Chip de Internet (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10): Chip de Internet Yes Brasil
– Aluguel de carro: Rentcars
– Consultoria de viagens comigo: vidamochileira@gmail.com
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago (10% OFF VIDAMOCHILEIRA10): @fuigosteitrips

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!