Qual melhor tamanho de mochilão pra sua viagem? O que levar? [Cap. 1.2]

25
BOLÍVIA – CHILE – PERU EM 23 DIAS (ABRIL/2016) POR $ 1.300,00 DÓLARES NA VIAGEM
[T-U-D-O MESMO = $1.900,00 dólares]

 

Cap. 1.2: O Mochilão – Qual melhor tamanho pra sua viagem? O que levar?

Algumas pessoas me perguntaram sobre o tamanho ideal de mochilão. Isso vai depender da sua viagem.

Em todos os mochilões que eu já fiz eu usei o de 65L, no entanto, meu primeiro mochilão não tinha o ferro de suporte pra coluna, então era possível dar biruleibes na hora de embarcar com ele na cabine do avião, pois parecia menor do que realmente era. Vindo da Inglaterra pro Brasil, por exemplo, eu já tive problemas com meu novo mochilão, justamente porque o suporte de ferro pra coluna ultrapassa o limite de altura permitido, então tive que despachar meu mochilão.

Eu gosto muito do tamanho do mochilão de 65L e ele foi perfeito pra viagem pela América Latina – até porque não precisávamos ficar preocupados com a questão de cabines de avião e pra ser bem sincera, quase não carregamos o mochilão por longas distâncias como eu geralmente faço pelos mochilões na Europa – mas acredito que o de 50L também satisfaça muito bem a proposta dessa viagem pela América Latina!

– MOCHILÃO

Eu usei um mochilão de 65L da Mountain Warehouse (comprei na Inglaterra também), mas vi muita gente usando o mochilão da Quechua de 50L (marca de qualidade muito boa) e de 65L.

“Se você pretende usar esse mochilão pra diversas viagens de diferentes estilos, vale a pena repensar o tamanho ideal pro seu estilo!”

 

UMA QUESTÃO IMPORTANTE SOBRE O MOCHILÃO:

Se você pretende usar esse mochilão pra diversas viagens de diferentes estilos, vale a pena repensar o tamanho ideal pro seu estilo!

Lembre-se que a ideia é comprar um mochilão multiuso que servirá pra qualquer tipo de viagem (inverno, verão, 4 meses de viagem, etc). Não compre o mochilão focando na viagem de agora sem pensar nas possíveis futuras viagens que você vai fazer.

O MOCHILÃO DE 30L tem o tamanho exato (talvez até um pouquinho menor) das medidas de referência permitidas por qualquer companhia aérea para ter a mala liberada na cabine, junto com você. Portanto, se você não quer ter qualquer tipo de estresse em relação à sua bagagem, e você é uma pessoa extremamente minimalista que leva apenas e somente o necessário, essa pode ser uma opção pra você. O mochilão de 30L é o ideal pra quem não quer nunca despachar mala, mas é bem pequeno e requer muita atenção na hora de arrumar mala.

O MOCHILÃO DE 40L é um pouquinho maior que o de 30L e já permite um pouco mais de liberdade em termos de arrumar a mala, apesar de ser maior que o de 30L ele ainda é um mochilão bem compacto que se não tiver lotado e estufado de coisas consegue passar tranquilamente (visualmente falando) como sua mala de mão pra ir na cabine com você sem estresse com as companhias aéreas. Se você não é uma pessoa super compacta e minimalista, mas não quer pagar pra despachar mala, eu recomendo o mochilão de 40L.

A altura do mochilão de 40L (geralmente) passa de 5 cm a 8 cm da medida permitida pelas companhias aéreas – depende de que marca você vai comprar. Mas, como a altura é a única “barreira” (obviamente se o mochilão não estiver lotado de coisas), dependendo de como você arrume seu mochilão ele nem vai chamar a atenção.

Isso porque, a maioria das companhias aéreas e, principalmente, as cias low costs (companhias de baixo custo) tem uma “caixa” na entrada do check-in para medição exata do seu mochilão.

Na Europa, por exemplo, as principais são a Ryanair e Easyjet. Às vezes, se o voo tá vazio as atendentes fazem vista grossa, mas, às vezes, implicam bastante! Se seu mochilão couber na “caixa”: ÓTIMO! Se não couber e eles implicarem, você precisa pagar uma multa de 50,00 euros (em média aqui na Europa, por exemplo). Óbvio que só pagará multa quem tiver optado só por mala de cabine na hora da compra da passagem, pois no site dessas cias low cost você pode optar por mala de cabine ou no porão (pagando em média 20,00 euros extras).

OBS: Na minha viagem pela América Latina o meu mochilão era de 65L, no entanto, eu decidi me tornar uma viajante mais minimalista e presar pela praticidade nas minhas viagens e por isso mudei pro mochilão de 40L.

O MOCHILÃO DE 50L é sem dúvida, o mais utilizado pelos mochileiros (pelo menos que eu já tenha visto em todas as viagens). Ele tem o “tamanho ideal” pra qualquer viagem – tanto pros minimalistas quanto pros que gostam de carregar a casa nas costas! Apesar de passar um pouco das medidas (de altura) indicadas de bagagem de mão – entre 6 cm a 9 cm a mais dependendo do modelo que você comprar- pelas companhias aéreas (principalmente se tiver bem cheio), ainda sim dá pra tentar passar na vista grossa, mas será sempre um risco – pode dar certo, como pode não dar e você ter que pagar multa (aí depende de você)! Existir o risco de ser pego, sempre existe!

Você terá um mochilão acessível pra qualquer tipo de viagem com tamanho excelente que cabe muita coisa, no entanto, em contrapartida tem sempre aquele friozinho na barriga da expectativa: será que a mala vai passar ou não?! A verdade é que dependendo do modelo de mochilão de 50L que você comprar, ele pode até mesmo ter a mesma altura do mochilão de 40L, alternando apenas as medidas de largura e comprimento. O comprimento do seu mochilão importa muito, porque se ele tiver muito estufado pode não entrar na caixa de medição do check-in e isso será um problema.

Acho que o mochilão de 50L é uma opção a ser considerada mesmo arriscando um pouquinho! O mochilão que eu mais vejo os mochileiros usando o de 50L da Quechua.

O MOCHILÃO DE 65L já é mais robusto e chama mais atenção, até porque quanto maior o mochilão, maior a sensação de que você pode colocar mais coisa e mais difícil é de se controlar na questão de ser compacto. Como eu disse, já viajei a Europa toda com o mochilão de 65L de boa (o meu mochilão antigo não tinha o suporte de ferro pra coluna, por isso parecia um pouco menor) e só levei multa duas vezes em, pelo menos, 20 voos low cost (acho eu que foram até mais voos).

Eu sempre comprava a passagem pra mala só de cabine e rezava pra ninguém me pegar! Mas, pra ser sincera, ficava sempre muito nervosa por causa disso na hora do embarque. O ponto positivo do mochilão de 65L é que você pode carregar a casa dentro dele (se quiser), porque espaço é o que não falta e, se você é o tipo de pessoa que não se importa de pagar um pouco a mais na passagem pra levar sua casa nas costas porque não consegue ser compacta (hahahaha), talvez o mochilão de 65L seja pra você.

Agora que você já tem mais ou menos um panorama geral dos tipos de mochilões, faça uma escolha pelo tipo de viajante que você é (compacto ou não) e pelo tipo de viagens que pretende fazer não só agora como também no futuro, pra não gastar dinheiro à toa comprando vários mochilões diferentes pra ocasiões diferentes.

Falando em porcentagem (minha opinião sobre o que estou acostumada a ver, ok?), acredito que uns 15% usem mochilão de 40L, 50% usem o de 50L e os outros 35% usem o de 65L. Essas são minhas estatísticas no ponto de vista da minha vivência! Hahahahaha

“Eu usei um mochilão de 65L da Mountain Warehouse, mas vi muita gente usando o mochilão da Quechua (marca de qualidade muito boa) de 50L e 65L.”
Ps: Desconsiderar o fato de que, nessa foto, eu morri e ninguém me avisou!

 

– MOCHILA DE ATAQUE

A mochila de ataque nessa viagem é extremamente importante, até mais importante que o próprio mochilão!

É na mochila de ataque que você vai carregar suas câmeras, casacos, meias extras se precisar, gorro, luvas, snacks, água, remédios, às vezes capa de chuva… Como se fosse uma pequena malinha com “primeiros socorros” pro frio! A maioria das vezes você sai do hostel às 6h/7h horas da manhã e só volta pra casa 20h da noite, então é fundamental que pense em tudo que poderia precisar durante aquele dia. Vale sempre dar uma conferida na previsão do tempo pra tentar nortear tua arrumação.

NÃO É PRA VOCÊ PASSAR TUDO DO MOCHILÃO PRA MOCHILA DE ATAQUE… A LOKA!

É pra ponderar o que por eventualidade seria legal levar, caso algo aconteça. Não é pra deixar a mochila de ataque mega pesada, porque em alguns passeios você deixa ela na van e vai todo soltinho por aí só com a máquina, mas em outros passeios você vai precisar levar a mochila de ataque com você, como no Machu Picchu. Então preze sempre pelo seu conforto antes de sair amontoando bagulho dentro da mochila!

TAMANHO IDEAL PRA MOCHILA DE ATAQUE:

Você não precisa gastar dinheiro pra mochila de ataque. Ela precisa ser de qualidade, com um tamanho legal, mas não precisa ser FODA pra caraca!

Eu fui com a mochila que usava na faculdade (que por sinal tava com o zíper de um bolsinho quebrado rsrsrsrsrs #deimole). Era a mochila da Vans, tamanho normal de quando usávamos mochila pro ensino médio, sabe? Mas, depois comecei a pegar bode da mochila, tava me irritando aquele bolsinho quebrado e o tamanho começou a me irritar também!

Acho que vale você levar uma mochila de ataque um pouco maior que o tamanho normal de mochila de ensino médio, sabe? Precisa ser mega maior não, mas com um tamanho ideal pra carregar coisas pra uma viagem de dois dias, por exemplo. E, óbvio, com todos os zíperes funcionando muito bem!

Falo sobre os dois dias de viagem porque em duas partes da trip você vai precisar deixar seu mochilão no hostel e carregar só a mochila de ataque por dois dias! Por exemplo: quando você for pra Machu Picchu não tem necessidade de carregar o mochilão com você, principalmente se for fazer a trilha da Hidrelétrica (imagina carregar o mochilão ao longo de 12 km). Então, você deixa o mochilão no hostel sem qualquer valor adicional (eles já são acostumados com isso) e vai para Águas Calientes com a sua linda e bela mochila de ataque, chega no hostel em Águas Calientes e deixa tudo que não for preciso pra Machu Picchu no locker e sobe pra Machu Picchu com a mochila de ataque vazia só com água, snacks, seu passaporte (vou explicar porque no capítulo de Machu Picchu), um casaquinho e uma capa de chuva (just in case).

Outro exemplo é quando você vai pra Isla Del Sol. O processo é o mesmo, deixa o mochilão no hostel e sai feliz e contente só com a mochila de ataque. O pulo do gato aqui é checar se seu hostel cobra ou não pra deixar o mochilão lá por um dia, se cobrar você já fecha o passeio da Isla de Sol pedindo pra agência guardar o mochilão de graça pra você. Como tem muitas opções de agência, todas guardam os mochilões de graça pra segurar os clientes que conseguem!

Qual melhor tamanho de mochilão pra sua viagem? O que levar? [Cap. 1.2]

A mochila de ataque nessa viagem é extremamente importante, porque será sua companheira pra todas as horas, até mais do que o próprio mochilão!

 

SOBRE COISAS DE FRIO, MOCHILÃO E TREKKING:

Grande parte das coisas pra viagem eu já tinha em casa e outras coisas como a toalha de microfibra (PRIMARK), as meias de trekking e a palmilha que esquenta o pé por oito horas (SPORT DIRECT) eu comprei na Inglaterra porque tava vindo de lá pro Brasil quando decidimos fazer o mochilão.

Meu parceiro mochileiro Rodrigo comprou grande parte das coisas dele na Decathlon (http://www.decathlon.com.br/). Segundo ele, é o lugar mais barato e completo pra se comprar esse tipo de coisas de viagem.

CHECK-LIST:
• 4 blusas
• 4 camisetas
• 1 blusa de manga comprida segunda pela (1º camada)
• 1 calça segunda pele (1º camada)
• 1 casaco fleece (2º camada)
• 1 casaco quente impermeável (ou de material ok se pegar chuva) (3º pele)
• 1 calça jeans
• 1 short jeans
• 3 leggings (cores diferentes)
• 10 calcinhas
• 2 sutiãs
• 2 tops
• 1 biquíni
• 6 pares de meia normal
• 2 pares de meias bem grossas
• 1 chinelo
• 1 capa de chuva
• 1 capa de chuva pro mochilão
• 1 toalha de microfibra (secagem rápida)
• 1 toca
• 1 par de luvas quentinhas
• 1 cachecol bom
• 1 lenço pro cabelo (para dias de vento)
• 1 money belt
• 1 travesseirinho de ônibus
• Carregadores portáteis pro celular
• Carregador do celular
• Carregador da Canon
• 3 cartões de memória de 16gb para a Canon (usei um só)
• Equipamentos da Gopobre
• 2 cartões de memória de 32gb para a Gopobre (usei um só)
• Adaptadores de tomada
• 1 protetor solar
• 1 sabonete
• 1 frasco pequeno de shampoo
• 1 frasco pequeno de condicionador
• 1 roupa pra dormir (pijama)
• 1 protetor labial
• 1 repelente (indispensável no dia do downhill)
• 1 desodorante
• 2 cadeados grandes
• 1 celular
• 1 pau de selfie (muito útil)
• 1 Canon SX40 HS
• 1 Gopobre (SJCAM 4000)
• 1 escova de dente
• 1 pasta de dente
• 1 cortador de unha
• 1 lixa de unha
• 1 kit de remédios
• 1 óculos de sol
• 1 boné
• 1 pinça
• 1 alicate de unha
• 1 gilete
• 1 bloquinho
• 1 caneta
• 1 óculos de grau
• 1 frasco pequeno de ácool em gel
• 1 ecobag (usamos pra levar os snacks e a água de 2 litros separados)
• 1 papel higiênico só pra você (fundamental)
• Anti-concepcional (pras meninas que tomam)
• Maquiagem
• Documentos
• Cartão de crédito internacional desbloqueado (just in case)
• 1 lenço umedecido (tanto homens quanto mulheres devem levar um pacote)
• 1 fone de ouvido
• 1 tapa olho (eu curto usar, porque você dorme bem independente da galera que acende a luz 1:00 da manhã pra procurar alguma coisa)
• 1 tapa ouvido (fundamental para quem for dividir quarto com muita gente)
• 1 canga (usamos pra envolver os travesseiros ou, em casos extremos de frio, como mais uma camada de cobertor rs)
• 1 tênis confortável (só levei 1 tênis, mas levaria 2 pelo simples fato que peguei chuva e fiquei com o pé encharcado por 3 dias. Não senti necessidade alguma da botinha de trekking que a maioria usa da Timberland, primeiro que quando fui comprar achei super desconfortável e segundo que acho feia e nunca usaria isso outra vez). Óbvio que ter um tênis/bota impermeável vai facilitar tua vida pra caraca, mas se você não tem dinheiro pra comprar um, relaxa que o tênis normal vai satisfazer sua viagem de boa (não me arrependi nenhum pouco de não ter levado tênis impermeável), leve apenas 1 a mais de reserva ou uma bota normal, mas que seja confortável!

REMÉDIOS (que eu levei):
• Paracetamol
• Digesan
• Deocil
• Imosec (fundamental)
• Buscopan
• Diamox (fundamental para enjoo de altitude)
• 1 esparadrapo
• 10 band-aid
• Resfenol (pra gripe)
• Aspirina
• Pantoprazol
• Loratadina
• Bepanthen (tubo pequeno)

Cansou?! Ihhhhh! Isso é só o começo da sua viagem! Tem muito mais coisa te esperando! Vamos nessa!

 

Espero que eu tenha ajudado vocês a escolherem o melhor tipo de mochilão pra sua viagem! Se você ainda não leu as dicas sobre os gastos no meu mochilão de 23 dias pela América do Sul, clica aqui! Qualquer coisa me manda um email, tá?

Ahhh! Não esquece de me seguir no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas viagens.

 

Confira o Capítulo 1.1:

Quanto levar para um mochilão de 23 dias pela Bolívia-Chile-Peru [Cap. 1.1]

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Worldpackers ($10 dólares OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRAWP): Worldpackers
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Chip de Internet (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10): Chip de Internet Yes Brasil
– Aluguel de carro: Rentcars
– Consultoria de viagens comigo: vidamochileira@gmail.com
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago (10% OFF VIDAMOCHILEIRA10): @fuigosteitrips

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!