9 destinos para aprender inglês no exterior

0
aprender inglês
Foto by Thiago Rocha

Falar sobre destinos para aprender inglês num intercâmbio no exterior e seus prós e contras, é algo que pode ser muito pessoal de acordo com a experiência vivida por cada viajante. É um prazer estar trazendo aqui no Vida Mochileira esse conteúdo para vocês.

No post falaremos de algumas cidades mais procuradas para fazer intercâmbio para aprender inglês. Traremos fatos, a partir de conclusões por experiências vividas não só por mim, mas como também de clientes e amigos.  

Destinos para aprender inglês

Nova Iorque

Começaremos com Nova Iorque, a cidade que nunca dorme e que é considerada a capital do mundo. Lá você encontra grupos de pessoas e etnias do mundo inteiro e coisas para fazer é o que não falta. Cenário de filmes e séries históricas, cada esquina de Nova Iorque é especial e te traz uma recordação.

A culinária do mundo todo e o famoso cachorro quente de rua vão colocar um tempero ainda mais especial na sua experiência. Uma coisa que você não pode deixar de fazer é, passar uma tarde andando pelo Central Park depois de ir a um museu, não há nada melhor. Vale muito a pena explorar a região do Brooklyn também, lá possui uma identidade única e você encontra diversos restaurantes e bares muito legais.

Prós: Cidade muito movimentada, muitas opções de lazer, ótimo transporte público e temperatura muito agradável no verão.

Contras: Por ser muito populosa e famosa, os valores de aluguéis e acomodações são bem mais elevados do que em cidades menores. O inverno é muito frio e os ventos que cortam as belas avenidas são de congelar.

Turistas e estudantes brasileiros precisam de visto para ingressar no país (tanto para turismo e trânsito quanto para aprender inglês) .

9 destinos para aprender inglês no exterior
Foto by Thiago Rocha

Londres

Vamos agora falar sobre o nosso segundo destino que é tão incrível quanto NY, Londres.

A cidade e capital da Reino Unido é movimentada, multicultural e com muitas histórias. É considerada um dos melhores destinos para aprender inglês segundo QS World University Ranking.

Em Londres, você pode ver o famoso Big Ben, o Parlamento Inglês, a Tower Bridge, o London Eye e os vários museus gratuitos da cidade e, é claro, você não pode deixar de acompanhar a famosa troca de guardas da Rainha. Você conhecerá e viverá a fundo a vida de um londrino, com direito a chá , scones e o famoso, fish & chips.

Prós: Ótimo sistema de transporte, voos baratos para as principais cidades europeias, muitas opções gratuitas de lazer. Brasileiros não precisam obter vistos (de turista ou para aprender inglês por até 6 meses) para entrar no Reino Unido.

Contras: As acomodações são muito caras e o custo de vida na cidade também é relativamente caro se comparado à cidades menores do próprio Reino Unido. Os cursos de inglês também são mais caros que em cidades menores, como é o caso do Exeter College.

O clima é aquele famoso clima inglês: A maioria dos dias é nublado e chuvoso. O inverno é bastante frio, podendo chegar a temperaturas negativas.

9 destinos para aprender inglês no exterior
Foto by Thiago Rocha
Leia também:
O que fazer em Londres: Pontos turísticos mais famosos
Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores

Toronto

Muito mais fria que Londres é o nosso terceiro destino, Toronto. A maior cidade do Canadá tem um inverno congelante e perfeito para quem quer ver neve.

Apresenta um alto índice de qualidade de vida e um ambiente multicultural, onde o governo não incentiva que exista uma cultura canadense, fazendo questão de preservar a cultura do povo de cada país presente e criando muito respeito dentro da população.

Prós: Muitas opções de lazer, estações do ano muito bem definidas e povo muito receptivo. O Canadá é um país com diversas opções para imigrar legalmente.

Contras: Temperaturas que podem chegar a 10º negativos. Brasileiros precisam aplicar para vistos para entrar no Canadá (tanto para turismo quanto para aprender inglês).

 

Cidade do Cabo

Saindo do hemisfério norte vamos para o hemisfério Sul falar de uma cidade incrível e desse país rico em belezas naturais: Cidade do Cabo, na África do Sul.

Com uma energia indescritível ela te conecta com a natureza e é especial em cada detalhe. Tem uma rica diversidade de temperos e cultura sem igual, além de um excelente custo benefício em termos de destinos para aprender inglês.

Prós: O câmbio é favorável ao nosso Real, tem muitas opções de lazer ao ar livre e uma identidade cultural única. Brasileiros não precisam obter vistos (de turista ou para aprender inglês por até 3 meses) para entrar na África do Sul.

Contras: Alguns pontos turísticos não conseguem ser acessados de transporte público, fazendo com que você precise pegar um Uber (mas, fique tranquilo que dividindo com seus amigos sai super barato).

 

Sydney

Deixando o continente africano, vamos para a multicultural e vibrante Sydney, na Austrália. Apesar de ser a maior cidade australiana, não é a capital do país (a capital é Camberra).

No entanto, possui um fato curioso, para aqueles que gostam de tomar uma cerveja é importante saber que depois das 18:00 a cerveja fica A$1,00 mais caro a cada hora que passa.

Prós: Sistema de transporte impecável, praias belíssimas e muitas opções de lazer. Possibilidade dos estudantes de longa duração trabalharem – inclusive brasileiros.

Contras: O aluguel, como em todas as cidades grandes, é muito caro, o transporte público também é relativamente caro, os voos para chegar na Austrália são longos e caros. Brasileiros precisam aplicar para vistos para entrar na Austrália (tanto para turismo quanto para aprender inglês).

Leia também:
Dicas para aprender inglês mais rápido
Pontos turísticos para visitar em Sydney

Dublin

Vamos falar agora da queridinha dos brasileiros, Dublin. A capital da Irlanda é com certeza um dos destinos mais procurados pelos brasileiros, pela possibilidade do estudante que faz 6 meses de curso de inglês poder trabalhar. Além disso, o visto de longa duração ainda oferece mais 2 meses de férias.

A cidade em si respira toda a cultura irlandesa dos pubs, da música ao vivo e possui muitas histórias. Para quem gosta de curtir uma festa, a cidade tem programação todos os dias e o dia que não tiver só ir na região do Temple Bar e pedir sua Guiness.

Prós: Facilidade do visto de estudante (é tirado na Irlanda), o investimento para estudar e aprender inglês é menor se comparada a outros destinos, possibilidade de trabalhar, vida noturna agitada e facilidade para viajar para outros países europeus com voos acessíveis e baratos.

Contras: A quantidade de brasileiros é gigantesca, o que faz com que seja um desafio praticar o idioma fora da escola; os valores dos aluguéis estão super caros, criando situações onde os estudantes têm dificuldades pra encontrar acomodação e muitas vezes precisam viver em casas/apartamentos superlotados; o clima é muito frio, nublado e venta demais.

9 destinos para aprender inglês no exterior
Foto by Thiago Rocha

Edimburgo

Saindo de Dublin, vamos para minha favorita, Edimburgo. Com um castelo monumental bem no coração da cidade, é perfeita para intercâmbios de curta duração para aprender inglês.

A vida noturna na cidade não é muito agitada. Porém, para quem gosta de história e beleza natural pode fazer diversos passeios pelo país, incluindo uma excursão para Highlands no norte da Escócia.

Prós: Pouca quantidade de brasileiros, o que é ótimo para aprender inglês e praticar o idioma, cidade com uma vibe completamente diferente das demais, muitas opções de viagens para o norte onde você encontrará paisagens únicas – dignas de filmes e séries famosas. 

Contras: O clima geralmente é nublado e chuvoso e a vida noturna na cidade não é muito agitada. Brasileiros não precisam obter vistos (de turista ou para aprender inglês por até 6 meses) para entrar no Reino Unido.

9 destinos para aprender inglês no exterior
Foto by Thiago Rocha
Leia também:
O que fazer em Edimburgo
Roteiro completo de Dublin

Liverpool

Ainda na Inglaterra, nossa outra sugestão de cidade é a incrível Liverpool, terra dos Beatles. Respirando música e arte, opções de lazer não faltam nessa cidade.

Ainda existe a possibilidade de fazer passeios para as cidades de Manchester e Chester que ficam bem próximas. Além de tirar um dia para fazer trilha no belo Peak District National Park.

Prós: Poucos estudantes brasileiros, o que é ótimo para aprender inglês e praticar o idioma, cidade com muitas opções de lazer e acomodações muito mais barata que Londres. Brasileiros não precisam obter vistos (de turista ou para aprender inglês por até 6 meses) para entrar no Reino Unido.

Contras: Como nas demais cidades inglesas, o clima é frio, nublado, chuvoso e venta muito.

 

Malta

Vamos para um país onde o clima é geralmente ensolarado, Malta. Muito procurada pelos estudantes brasileiros que querem um destino bonito e barato para aprender inglês, o país no Mediterrâneo nos agracia com belas paisagens e praias com águas cristalinas.

Malta oferece diversas opções de lazer natural para os estudantes e é uma ilha que vem atraindo cada vez mais a atenção dos brasileiros que buscam um destino para aprender inglês na Europa com um clima um pouco mais agradável o ano todo (inclusive durante o inverno).

Os estudantes brasileiros em cursos de longa duração, depois do terceiro mês podem aplicar para trabalhar legalmente para ajudar nas despesas. No entanto, é um processo muito mais burocrático que os outros destinos.

Prós: Clima maravilhoso, muitas opções de lazer, possibilidade de praticar mergulho, os cursos de inglês têm valores acessíveis e bem inferiores aos demais destinos europeus. Brasileiros não precisam obter vistos (de turista ou para aprender inglês por até 3 meses) para entrar em Malta.

Contras: Grande quantidade de estudantes brasileiros, o que faz com que seja um desafio praticar o idioma fora da escola.

9 destinos para aprender inglês no exterior
Foto by Thiago Rocha

Lembrando que o seguro viagem é obrigatório para entrar e viajar pela Europa.

seguro viagem é o tipo de coisa que você paga e reza pra não usar, né? Eu já precisei acionar meu seguro viagem duas vezes numa mesma viagem e não consigo nem descrever o alívio que foi não ter que pagar a conta altíssima do hospital (tanto da consulta quanto dos medicamentos).

Pense nos imprevistos da sua viagem: Acidentes, voos cancelados, malas extraviadas, passaporte roubado… Tendo um seguro viagem você estará coberto pra todos esses imprevistos.

Eu uso e recomendo duas empresas de seguro viagem: Seguros Promo e Safety Wing.


Como baratear o curso de inglês no exterior?

Quando você faz um intercâmbio pra aprender inglês você paga não só pelo curso como também pela acomodação e comida. E, na maioria dos casos, o custo de acomodação chega a ser maior que o valor do curso em si!

Uma ótima dica é conciliar o seu curso de inglês com o voluntariado. Dessa forma, a única coisa que você precisa pagar é o valor do curso, já que a sua acomodação e comida serão partes do benefício do voluntariado.

Observação importante: Quando você faz voluntariado você sempre ganha a acomodação e (quase sempre) a comida, mas os custos de transporte, seguro viagem e visto de turista (se precisar, como nos EUA, Canadá e Austrália), assim como passeios e tours é por conta do viajante.

Fazer voluntariado é trocar as suas habilidades (e algumas horas do seu dia) por acomodação e comida. Você trabalha entre 3 a 5 horas por dia no projeto de voluntariado que você escolher (com direito a dias de folga) e depois tem o dia todo pra aproveitar da forma que você quiser (seja turistando ou estudando um novo idioma).

Na Inglaterra, por exemplo, você pode ficar até 6 meses como turista (e estudando) sem precisar de visto e existem diversas opções de voluntariados que dão acomodação, 3 refeições por dia e outros benefícios. Dá uma olhada nessas opções de voluntariado na Inglaterra.

A plataforma de voluntariado que eu, Maryana, uso é a Worldpackers e ela está presente em mais de 130 países, incluindo todas as cidades que o Thiago mencionou nesse post para aprender inglês.

Fora que fazendo voluntariado você não só economiza como pratica 24 horas por dia tudo que você aprende no curso de inglês (ou outro idioma)! Se você ficou curioso pra entender mais sobre os voluntariados em viagens, eu escrevi um post completo sobre como funciona a Worldpackers.

A única coisa que você precisa fazer é avisar no seu voluntariado que você também tem a intenção de fazer um curso de línguas, para que os horários não conflitam. O ideal é que você avise isso na hora do chat com o anfitrião, antes mesmo de viajar. Uma vez que tudo estiver alinhado, aí sim, é só comprar a passagem e ir! 

A Worldpackers é confiável? É seguro de usar?

Espero, realmente, que você tenha gostado dessa rápida passada por esses destinos para aprender inglês. A Wander está à disposição para qualquer dúvida e no que você precisar para fazer o planejamento e a realização do seu intercâmbio.

Alerta promoção!

Como eu e Mary somos amigos e eu adoro o conteúdo que ela produz, eu decidi oferecer um desconto especial de até 30% – em alguns pacotes – para todos os seguidores do Vida Mochileira que quiserem fazer um intercâmbio pela Wander, basta fazer o seu cadastro aqui e, ao entrarmos em contato, mencionar que você é seguidor do Vida Mochileira para receber seu desconto especial.

Grande Abraço

9 destinos para aprender inglês no exterior

 

Sou engenheiro e estudei Empreendedorismo Social na Oxford University e há 3 anos mudei a minha vida. Já conheci 45 países e consegui adicionar à minha vida nômade a criação da minha agência online de intercâmbio: Wander.

A Wander chegou para trazer uma nova cara para o mercado de intercâmbios. Não cobramos nenhum tipo de taxa de agenciamento, oferecemos aula de inglês com professor nativo para o pré-embarque e parte do nosso lucro patrocinamos aulas de inglês em comunidades carentes.

9 destinos para aprender inglês no exterior

 

Gostou das dicas do blog?
Aproveite os descontos abaixo para economizar nas suas viagens!

Toda vez que você usa um link do blog, o Vida Mochileira ganha uma pequena comissão e você NÃO paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso nas minhas viagens e recomendo:
– Voluntariado em viagens: Worldpackers (U$10 OFF)
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb (até R$179 OFF)
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago: @fuigosteitrips (5% OFF)
– Seguro Viagem: Seguros Promo (5% OFF), SafetyWing ($37 dólares por 4 semanas)

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas aventuras!

Maryana Teles
Carioca, publicitária, mergulhadora e produtora de conteúdo, eu também sou apaixonada por viagens de estilo low cost. Eu amo viajar sozinha e fazer voluntariados. Eu uso as minhas viagens como uma ferramenta de autoconhecimento e aprendizado e quero compartilhar esse processo com você. Bora?!