O que fazer em Amsterdam: dicas, passeios e gastos

0
Amsterdam

Amsterdam é uma das minhas cidades preferidas na Europa. Eu acho a cidade um charme, e apesar de eu só a ter visitado no verão, eu acho que ela deve ser ainda mais maravilhosa na primavera. Mesmo sendo considerada uma cidade grande, toda vez que eu chego em Amsterdam tenho uma sensação bucólica inexplicável, talvez seja por conta das milhares de bicicletas que rodeiam as ruas e os canais da cidade e, também, por conta do ar tranquilo de quem vive por lá.

Se você tiver pensando em visitar Amsterdam, prepare-se para se apaixonar a cada esquina, não por pessoas, mas sim por lugares – e talvez por pessoas também hahahahaha.

Esse post é especial porque ele foi escrito de forma compartilhada. Eu visitei Amsterdam duas vezes (uma em 2013 e outra em 2019), mas eu achei que seria ainda mais interessante trazer a visão e as dicas de quem mora na cidade. Por isso, convidei uma amiga (@laracampelo) pra complementar as informações desse post, que você vai ver que está muito rico em dicas. Espero que curta bastante!

 

SOBRE AMSTERDAM

A Holanda é o segundo país do mundo que tem a maior quantidade de pessoas falando inglês, sem ser um país de língua inglesa, ficando atrás só da Suécia. Amsterdam tem mais de 1.500 pontes e tem mais bicicletas do que habitantes. São mais ou menos 800 mil habitantes e quase 1 milhão de bikes.

Como as bicicletas fazem parte do trânsito da cidade, eles tiveram que criar estacionamentos só de bikes e tem um que tem 4 andares. Os canais de Amsterdam são considerados Patrimônios Mundiais pela UNESCO. ⠀

 

MELHOR ÉPOCA DO ANO PARA VISITAR AMSTERDAM

A melhor época do ano é aquela que você tem dinheiro pra ir! Hahahaha

Brincadeiras à parte, na minha opinião a melhor época do ano pra visitar Amsterdam é na primavera (mais especificamente em maio), porque as temperaturas estão amenas, os dias já começam a escurecer um pouco mais tarde e os preços de voos e acomodação ainda não estão tão caros como no verão.

☀ Se for pensar pelo ponto de vista de um turista que quer aproveitar o máximo da cidade, de fato, o verão (junho a setembro) é a época do ano mais recomendada pra quem quer passear pelas ruas da cidade e aproveitar ao máximo os pontos turísticos ao ar livre – os dias são super longos com o sol se pondo depois das 22:00! 😱

No entanto, em contraste, você terá passagens aéreas e hospedagem mais caras devido à alta temporada. O calor, às vezes, é insuportável e as ruas ficam lotadas de turistas. Se você decidir vir nessa época, não deixe de trazer um casaco, porque apesar de Amsterdam ter sim dias muito quentes, o normal do verão é mais frio e chuvoso.

❄ No inverno (dezembro a março), as temperaturas caem bastante (podendo chegar a temperaturas negativas e até nevar) e fica difícil curtir os programas ao ar livre. Além disso, os dias são super curtos, anoitecendo às 17:00. Comparado com o resto do norte da Europa, o inverno na Holanda é considerado ameno. As temperaturas ficam em torno de 10ºC e -2ºC, mas evite ir pra lá entre fevereiro e março, porque nessa época é comum que a sensação térmica chegue até -25ºC.

O ponto positivo dos meses de inverno é que as passagens aéreas e hospedagem ficam com preços bem acessíveis. A Ryanair e a Easyjet (cias aéreas low cost) sempre fazem alguma promoção.

🍂🌼 O outono (setembro a dezembro) e a primavera (março a junho) são estações interessantes pra fazer uma visita à Amsterdam. As temperaturas são amenas, não tem tanto turista na rua como no verão e os preços de passagens aéreas e hospedagem são bem atrativos. Só vale lembrar que durante o outono chove demais, às vezes por semanas a fim. Se isso for um problema pra você, então a melhor opção é a primavera.

O QUE FAZER EM AMSTERDAM

#DIA 1 EM AMSTERDAM

✔ Jordaan District;

✔ Bloemgracht;

✔ Prinsengracht;

✔ Westertoren/Westerkerk (9,00 euros);

✔ Nieuwendijk;

✔ Praça Dam;

✔ Koninklijk (Palácio do Rei – 10,00 euros);

✔ Nieuwe Kerk (9,00 euros);

✔ Magna Plaza;

✔ Monumento Nacional;

✔ Armazéns de Bijenkorf;

✔ Warmoesstraat Street;

✔ Zeedijk Street;

✔ Nieuwmarkt;

✔ De Waag;

✔ Oude Kerk;

✔ Blomenmarkt;

✔ Munttoren;

✔ Begijnhof 34;

✔ Kalverstraat;

✔ Spuistraat Street;

✔ Red Light District (De Wallen – Depois das 22:00) ⠀


MELHOR JEITO DE LEVAR DINHEIRO PRA SUA VIAGEM E ECONOMIZAR!

Novo jeito de viajar pelo mundo sem se preocupar em levar dinheiro vivo pras viagens ou se preocupar em fazer dezenas de cotações diferentes em casas de câmbio.

Com a Transferwise você pode transferir o seu dinheiro pro exterior em menos de 5 dias, de forma super segura (eu já uso os serviços há mais de 6 meses e é realmente rápido e seguro). Você pode criar o seu cartão de débito sem fronteiras pra ser usado no mundo todo. A melhor parte é que a cotação deles é uma das mais baratas do mercado (cotação da Mastercard) e você converte o seu dinheiro pra moeda que você desejar de forma rápida, segura e barata.

ABRA SUA CONTA AGORA, DE GRAÇA, SEM ANUIDADE!

VEJA COMO O SEU DINHEIRO É ENVIADO.

#DIA 2 EM AMSTERDAM

✔ Anne Frank House (10,50 euros – precisa comprar online com, no mínimo, 2 meses de antecedência);

✔ Homo Monument;

✔ Museu of the Canals (15,00 euros);

✔ Leidsestraat Street;

✔ Leidseplein;

✔ Blauwbrug Bridge;

✔ Cruzeiro pelos canais (12,00 euros uma cia específica, mas é mais comum ser por 16,00 euros). Eu comprei um pacote no Get Your Guide (na hora pelo aplicativo mesmo) que era: Passeio de cruzeiro pelos canais + entrada no Museu Red Light Secrets (21,87 euros por pessoa).

✔ Museu Red Light Secrets (10,00 euros);

✔ Plantage (bairro onde tem o Jardim Botânico);

✔ De Gooyer (é o moinho de madeira mais alto na Holanda com 26,6 metros de altura – fica à 40 minutos andando de Plantage);

✔ Pub Crawl

DICA: Se o clima estiver bom e você estiver se sentindo aventureiro, vale a pena alugar um barco pra explorar os principais canais da cidade. Você mesmo pilota e a maioria dos barcos cabem de 6 a 8 pessoas (dá pra ficar com o barco quanto tempo você quiser, mas a média é entre 2 e 3 horas). Com o barco cheio, o preço fica bem acessível – o valor saí entre 60,00 a 90,00 euros, mas ou menos. A principal empresa que faz esse tipo de aluguel é a Mokumboot, mas existem várias outras.


ECONOMIZE!

Ganhe R$179,00 de desconto na sua primeira reserva no Airbnb

O Airbnb é uma ótima opção de hospedagem e dependendo do lugar e da quantidade de pessoas que vão viajar sai mais barato e cômodo reservar pelo Airbnb do que pelo Booking.com. Se você nunca usou o Airbnb experimente, você vai gostar!

Eu escrevi um post detalhado com várias dicas pra usar o Airbnb da melhor forma possível.
Clique no botão abaixo, faça sua pesquisa e na hora do pagamento o seu desconto será aplicado.

FAÇA SUA PESQUISA AGORA!

#DIA 3 EM AMSTERDAM

✔ Brouwersgracht (andar pela região);

✔ Amsterdam Centraal Station;

✔ Adam Lookout (miradouro + balanço): Pra subir no prédio paga 12,50 euros e pra ir no balanço (por 1 minuto) que fica pendurado no topo do prédio paga 5,00 euros (precisa reservar com antecedência – pode ser no mesmo dia, mas tem que se planejar porque as vagas acabam rápido. Eu comprei pelo site do Get Your Guide);

✔ NSDM-WERF (estaleiro antigo que tem um galpão com exposições, grafites e o maior mercado de pulgas da Europa- de 15 em 15 dias das 9:00 às 16:30 – mercado de pulgas é basicamente um brechó de coisas velhas ou novas, mas por preços muito baratos) Ahh! É no NSDM que tem o grafite da Anne Frank feito pelo artista brasileiro @kobrastreetart;

✔ Biblioteca Central de Amsterdam OBA (ver a vista do sétimo andar);

✔ Ons’ Lieve Heer op Solder (12,50 euros);

✔ NEMO museu (17,50 euros – visitar o telhado é de graça);

✔ Amsterdamse Bos (um parque enorme e lindo, afastado do centro – tem que pegar tram ou ônibus);

✔ Winkel 43 (considerada a melhor torta de maçã do mundo). DICA: Perto da Winkel 43 existem 7 miniaturas de casas típicas espremidas entre dois prédios. Dê uma olhada da Rua Westerstraat pra ver se encontra!


ATENÇÃO!

O seguro viagem é obrigatório para entrar e viajar pela Europa.

Eu contratei o seguro viagem da Seguros Promo pra minha viagem de 3 meses pela Ásia e curti muito o serviço. O custo X benefício foi maravilhoso e o atendimento foi muito bom (usei o seguro na Tailândia). Use o cupom VIDAMOCHILEIRA5 e ganhe 5% de desconto!

A Seguros Promo tem atendimento e suporte em português tanto em chamadas internacionais quanto pelo Whatsapp: +55 (31) 3972-7096. Explico melhor nesse post como você pode escolher o seu seguro viagem internacional.

Seguro Viagem: Europa
O que fazer em Amsterdam: dicas, passeios e gastos GTA 60 EUROMAX Assistência médica EUR 60.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 23/dia*
O que fazer em Amsterdam: dicas, passeios e gastos TA 40 Especial - Internacional Assistência médica USD 40.000 Bagagem extraviada USD 1.200 R$ 10/dia*

No entanto, existe uma opção mais barata pra quem vai fazer viagens mais longas ou vai se tornar um nômade digital. O SafetyWing é o primeiro seguro viagem internacional do mundo desenvolvido para atender às necessidades de nômades digitais ou pessoas vivendo no exterior em todo o mundo. Você paga $37,00 dólares por 4 semanas.

SafetyWing tem cobertura mundial e cobertura (de 90 dias) no país de origem. Está disponível para compra em 180 países e pode ser comprado ou renovado quando você já estiver viajando. Qualquer pessoa pode adquirir o SafetyWing, não precisa ser nômade digital pra usar esse seguro viagem.

O ponto positivo do SafetyWing é que ele é 1/3 do valor da maioria dos seguros viagens, mas o ponto negativo é que ele ainda não tem atendimento e suporte em português.

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

#DIA 4 EM AMSTERDAM

✔ Rembrandt Square;

✔ Reguliersgracht (região);

✔ Magere Brug (ponte diferentona – tem várias);

✔ De Pijp (região);

✔ Albert Cuyp Market (fecha aos domingos e nos outros dias funciona das 9:00 às 17:00);

✔ Museumplein (praça dos museus);

✔ Museu Van Gogh (19,00 euros);

✔ Rijksmuseum (19,00 euros online, mas os jardins são gratuitos);

✔ Vondelpark (o parque mais famoso de Amsterdam);

✔ Rembrandt park


DICA!

Pra ficar conectado durante toda sua viagem, eu recomendo a Yes Brasil um dos chips de internet que eu usei recentemente numa viagem de Worldpackers no meio do mato na França (era uma fazenda afastada da cidade). A internet pegava perfeitamente e voava. Fora que eles têm atendimento pelo Whatsapp pra qualquer tipo de problema no chip.

Yes Brasil está presente em mais de 100 países em parceria com as melhores operadoras de internet do mundo. Você seleciona os destinos e as datas da sua viagem, encomenda o chip online e ele é entregue na sua casa antes da sua viagem. Existem lojas presenciais também, caso você queira retirá-lo pessoalmente. Use o cupom VIDAMOCHILEIRA10 e ganhe 10% de desconto!

OUTROS LUGARES PARA VISITAR EM AMSTERDAM

✔ Heineken Experience (18,00 euros);

✔ Zaanse Schans (15,00 euros – 1 hora do centro de Amsterdam indo de transporte público).

✔ Keukenhof Gardens (18,00 euros – 40 minutos do centro de Amsterdam indo de transporte público). Os famosos jardins de tulipas de Amsterdam só funcionam de 21 de Março a 10 de Maio (essas datas precisam ser confirmadas todos os anos);


DICA!

GANHE $10,00 DÓLARES DE DESCONTO NA WORLDPACKERS

A Worldpackers é uma plataforma brasileira que permite você viajar e trabalhar durante a viagem trocando sua força de trabalho (habilidade, vontade de aprender e ajudar) e seu tempo – durante algumas horas do seu dia – por acomodação e comida em vários países do mundo.

Usando meu código VIDAMOCHILEIRAWP você ganha 10,00 dólares de desconto e só paga 39,00 dólares por ano (uma única vez) pra viajar pela plataforma quantas vezes você quiser pra vários países do mundo sem pagar por acomodação e comida.

CUPOM: VIDAMOCHILEIRAWP

TORNE-SE UM MEMBRO VERIFICADO

RESUMO DOS PONTOS TURÍSTICOS EM AMSTERDAM QUE COBRAM ENTRADA

– Westertoren/Westerkerk (9,00 euros);

– Koninklijk (Palácio do Rei – 10,00 euros);

– Nieuwe Kerk (9,00 euros);

– Anne Frank House (10,50 euros)

– Museu of the Canals (15,00 euros);

– Cruzeiro pelos canais (12,00 euros uma cia específica, mas é mais comum ser por 16,00 euros);

– Museu Red Light Secrets (10,00 euros);

– Adam Lookout (miradouro + balanço = 17,50 euros);

– Ons’ Lieve Heer op Solder (12,50 euros);

– NEMO museu (17,50 euros – visitar o telhado é de graça);

– Museu Van Gogh (19,00 euros);

– Rijksmuseum (19,00 euros online, mas os jardins são gratuitos);

– Het Scheepvaart Museum (15,50 euros)

– Museum Van Loon (10,00 euros)

– Heineken Experience (18,00 euros);

– Zaanse Schans (15,00 euros)

– Keukenhof Gardens (18,00 euros) 

DICAS SOBRE OS PASSES DE AMSTERDAM

  • PASSE DE MUSEUS

Existe o Amsterdam Museum Card que é um passe que te dá direito a entrar em mais de 400 museus na Holanda. Custa 59,90 euros pra adultos. O preço inclui uma taxa inicial de 4,95 euros, que deve ser paga apenas na primeira compra do Cartão do Museu. A compra desse cartão pode ser feita online.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Esse cartão é só pra quem mora em Amsterdam. Você até consegue comprar nos museus principais sendo turista e falando que mora aqui, daí eles te dão um temporário, que é o que todo mundo ganha quando compra pela primeira vez, mas pra comprar online é só pra quem tem um endereço válido mesmo.
⠀ ⠀
Tem também o I Amsterdam City Card que te dá direito a visitar várias atrações de graça, acesso ilimitado ao transporte público e descontos em algumas outras atrações e restaurantes.
Você paga por período (de 1 a 4 dias, você que escolhe): 59,00 euros por 24 horas, 74,00 euros por 48 horas, 87,00 euros por 72 horas e 98,00 euros por 96 horas.

  • PASSE DE TRANSPORTES

O transporte público funciona bem! Existem trams e ônibus que vendem a passagem diretamente no transporte (você tem que pagar com cartão de débito nos bus e tram ou em dinheiro nas máquinas da Centraal Station) e tem duas opções: 3,20 euros por 1 hora de passe que pode pegar qualquer transporte (tram, bus, ferry e tram) ou 8,00 euros por 24 horas de passe (da hora que você comprou até a mesma hora do dia seguinte);

Se você for ficar mais tempo e quiser usar bastante os transportes, a melhor opção é comprar um OV-Chipkaart anônimo. Ele é um cartão de transporte pré-pago que você compra nas máquinas de tickets da estação Central. Esse cartão custa 5,00 euros + o saldo que você escolher.

✏ As barcas que saem da Amsterdam Centraal Station até o Adam Lookout e o NSDM-WERF são de graça e você pode atravessar com sua bicicleta, se você tiver alugado uma; ⠀
⠀ ⠀
✏ Quando você compra o seu bilhete no tram ou no ônibus, você precisa validar ele quando entra e quando sai do transporte!

O QUE VOCÊ PRECISA SABER ANTES DE VISITAR AMSTERDAM (DICAS GERAIS)

✏ Existem vários Coffee Shops por Amsterdam, onde você pode comprar diferentes tipos de maconha/baseado (tem até classificação da mais leve pra mais pesada) e os famosos bolinhos de maconha. Um coffee shop muito famoso é o The Bulldog na Red Light District. Eu fui no Paradox em 2013. ⠀
⠀ ⠀ ⠀
‼ Muito cuidado ao provar os bolinhos de maconha porque pode bater uma vibe muito rápido e muito pesada. Às vezes a vibe é positiva e relaxante e, às vezes, é muito negativa, depressiva e aterrorizante (já tive uma bad vibe tão bizarra que achei que nunca mais voltaria ao normal e depois disso jurei nunca mais provar esses tipos de coisas alucinógenas). Você fica por sua conta e risco! 😉 ⠀

COMO ALUGAR BICICLETA EM AMSTERDAM

✏ O aluguel de uma bicicleta em Amsterdam pode ser feito por hora ou por dia (constitui 24 horas, ou seja, pegou num horário e devolve no mesmo horário do dia seguinte) e os valores dependem do tipo de freio que você prefere no pedal (mais barato) ou no guidon: ⠀
– 1 hora: 5,00 ou 7,50 euros
– 3 horas: 7,50 ou 11,00 euros
– 1 dia (24 horas): 9,75 ou 14,75 euros
– Cada dia extra: 7,00 ou 10,00 euros ⠀
⠀ ⠀
✏ O seguro da bicicleta sai por 1,75 euros pra cobrir de 1 a 3 horas ou 3,50 euros pra cobrir 24 horas (existe sim o furto de bicicletas – não tão comum em bicicletas de aluguel, mas existe); ⠀
⠀ ⠀
✏ As bicicletas vem com cadeado. Sempre que for passear sem a bicicleta tenha certeza de que ela está presa em algum lugar pela roda. ⠀
⠀ ⠀
✏ Pra alugar a bicicleta você precisa deixar na loja o seu passaporte ou identidade + 50,00 euros de calção e pegar ambos quando entregar a bicicleta OU pode dar um cartão de crédito que eles vão bloquear um valor nele e quando você voltar com a bicicleta eles vão desbloquear. ⠀⠀
✏ O pagamento é feito geralmente depois que você volta com a bicicleta! ⠀
⠀ ⠀
✏ As bicicletas fazem parte do trânsito real da cidade, ou seja, muitas vezes dividem a rua com carros e trams, por isso é muito importante prestar atenção na sinalização e sinais de trânsito; ⠀
⠀ ⠀
✏ Cuidado com os turistas desavisados! É muito fácil atropelar alguém sem querer. Cuidado também pra não ser atropelado (dê sinal com o braço quando for virar pra direita ou esquerda pros carros e outros ciclistas saberem);

🚨 É proibido usar o celular enquanto pedala (tirar fotos, fazer stories, ver Google Maps ou qualquer coisa que tire a sua atenção da pista). É proibido também usar fones de ouvido (todo mundo que eu vi estava usando fone, mas okay). Se uma policial te pegar infringindo essas leis você pode ganhar uma multa de 95,00 euros.
Depois que descobri isso, rapidinho parei de gravar!

✏ Se você estiver indo visitar alguém que mora em Amsterdam, pergunta se eles têm o passe de transporte nominal. Com esse passe, os moradores podem alugar até duas bicicletas com a própria empresa de transportes. Esse aluguel custa 3,95 euros por dia e é debitado diretamente no cartão de transporte da pessoa que alugou. Mas, lembra que só moradores podem alugar essas bikes!

✏ Alguns hotéis e hostels tem bicicletas incluídas no preço da diária como o The Student Hotel e o The Generator Hostel.

QUANTOS DIAS FICAR EM AMSTERDAM

Eu diria que três dias são suficientes pra conhecer os pontos turísticos principais da cidade, mas se você puder ficar 4 dias em Amsterdam, você vai conseguir pra explorar áreas alternativas e fazer as coisas com mais calma.

Além disso, depende muito da época do ano que você vai. Por exemplo, se você for no verão, vai pegar dias bem longos, com o nascer do sol antes das 6:00 e o pôr do sol depois das 22:00, ou seja, consegue aproveitar muito o dia pra fazer muitas coisas. Já no inverno, além de amanhecer depois das 7:00, a noite chega com tudo lá pelas 17:00 da tarde e o frio dá uma desanimada boa pra quem é como eu que gosta de fazer tudo andando.

Por isso, tenha isso em mente quando for pensar na quantidade de dias que você vai ficar em Amsterdam. No verão, eu diria que 3 dias você consegue tirar muito proveito da cidade e se for no inverno, talvez precise de 5 dias pra conseguir aproveitar tanto quanto quem vai no verão.

A primavera tem temperaturas amenas e dá pra curtir bem a cidade também (talvez 4 dias seja o suficiente), já no outono começa a ficar frio e chuvoso e provavelmente você vai precisar de um dia a mais (eu diria que 5 dia rola de conhecer os principais pontos de Amsterdam no outono).

ONDE SE HOSPEDAR EM AMSTERDAM

Eu já fui duas vezes à Amsterdam. Na primeira vez fiquei em um hostel perto da praça dos museus (Museumplein) e a segunda vez fiquei hospedada na casa de uma amiga que se mudou pra lá – no caso, a Lara (@laracampelo) que tá escrevendo esse post também 😛

Vou listar, abaixo, algumas opções de hostels recomendados pelo Booking.com pensando em localização e preço barato:

Hans Brinker Hostel Amsterdam 

Stayokay Amsterdam Vondelpark 

ClinkNOORD Hostel

Stayokay Amsterdam Stadsdoelen 

The Flying Pig Uptown 

WOW Amsterdam Hostel 

Amigo Budget Hostel 

Stayokay Amsterdam Oost 

Outra opção, é você se hospedar em um Airbnb. Você pode alugar um quarto na casa de alguém ou até mesmo todo apartamento caso esteja viajando em grupo.

Se você estiver a procura de badalação e programas mais agitados, tente encontrar uma acomodação no Centro ou perto da Leidseplein.

A área a Museumplein é boa pra quem gosta muito de museus, porque os principais ficam ali e tem muitos outros por perto.

De Pijp é a zona hipster da cidade e opções de café da manhã não vão faltar, além de ser uma ótima área pra ver como os moradores vivem.

Em Jordaan você vai estar rodeado de prédios tradicionais e canais lindos! É uma área bastante turística, mas muito calma também. Se você quer uma viagem mais tranquila, esse é o lugar.

E, por último, se você quiser uma experiência completamente diferente de hospedagem, procure por uma casa barco! Quando eu (Lara) vim pela primeira vez como turista em 2011, me hospedei numa dessas e foi uma experiência muito legal!

VOCÊ SABIA?

Se você ainda não é um usuário do Airbnb (nunca fez nenhuma reserva) ou nem tem conta nessa plataforma ainda, você pode ganhar R$ 179,00 reais de crédito na sua primeira reserva se cadastrando com o link do Vida Mochileira.

FAÇA SEU CADASTRO E SUA PESQUISA AGORA!

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE PRA VOCÊ QUE CURTE MEU CONTEÚDO: Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

PROSTITUIÇÃO EM AMSTERDAM

Nós fomos no Museu Red Light Secrets, que é um bordel no seu estado original. Ele era famoso, mas em 1956 a prostituta Chinese Annie foi assassinada e nunca pegaram o assassino. O bordel virou então o museu da prostituição que mostra a realidade das mulheres que trabalham como prostituta.

A prostituição é uma das profissões mais perigosas do mundo. Praticamente todos os anos prostitutas são assassinadas enquanto trabalham. O museu tenta mostrar um pouco dessa realidade. ⠀

Apesar de ter muitas informações interessantes que muita gente desconhece, eu achei que faltou abordar mais a fundo a questão das prostitutas que estão ali não porque querem (muitas estão ali porque querem – decidem conscientemente isso – ganhar dinheiro rápido pra um objetivo), mas sim porque são drogadas e forçadas a fazerem isso (seja pelo próprio namorado ou pelo cafetão). O museu também não aborda o tráfico de mulheres que, infelizmente, ainda é comum. ⠀

ALGUMAS INFORMAÇÕES:
✏ A prostituição é legalizada nos Países Baixos desde 2000 e qualquer pessoa com mais de 21 anos, com passaporte europeu ou visto de residência válido pode ser prostituta(o);

✏ O número de vitrines destinadas à prostituição é fixo (400). O aluguel de 10 horas de uma vitrine pode custar até 150,00 euros;

✏ Os preços de uma prostituta variam entre 50,00 euros a 200,00 euros (podendo ser mais) e as visitas duram entre 6 a 15 minutos.

✏ São mais de 6.750 prostitutas em Amsterdam (entre janelas e clubes);

✏ As prostitutas têm um botão de alarme pra caso se sintam em perigo;

✏ Cerca de 3.000 homens são prostitutos;

✏ Em média, uma prostituta trabalha 5 anos na profissão;

✏ 70% das prostitutas são casadas ou têm relacionamentos sérios;

✏ Uma das explicações do nome ser Distrito Vermelho é que Napoleão Bonaparte instaurou uma lei que as prostitutas deveriam ir na polícia quinzenalmente pra fazer exames médicos. As que estavam saudáveis ganhavam um cartão vermelho e podiam trabalhar e as que tinham alguma infecção ou doença ganhavam um cartão branco e não podiam trabalhar até se curarem.

APLICATIVOS QUE PODEM TE AJUDAR NA VIAGEM:

📍 Wiki Triip: Além de ser um guia completo das principais atrações da cidade, ele também te apresenta a história do lugar e as curiosidades sobre a cultura. Tem também indicações de empresas de passeios e restaurantes. Fala do clima, como chegar, como usar o transporte público e lugares pra fazer compras; ⠀
⠀ ⠀
📍 Get Your Guide: Maravilhoso pra quem gosta de promoções de combos (2 ou mais atrações juntas no mesmo pacote) e odeia enfrentar fila. A compra é online, super rápida e pode ser cancelada em até 24 horas caso você se arrependa. Ahhh! Nesse app eles também são as coordenadas de como chegar nos lugares (então, mesmo que você não vá comprar nada nele, dá pra usar de guia! 🙊🤣); ⠀
⠀ ⠀
📍 Google Maps: Além de ajudar você a se guiar pelas ruas de forma, quase sempre, muito precisa, ele também mostra os horários dos transportes públicos e até dá pra se planejar pelo horário que você quer chegar em algum lugar.

GASTOS EM AMSTERDAM

A média de gastos em Amsterdam vai depender muito de como você consome, se alimenta e das coisas que quer visitar. Dá pra fazer muitas coisas de graça em Amsterdam e se divertir tanto quanto quem entra em todos os museus e atrações pagas.

Abaixo, eu listo a média dos meus gastos em 4 dias de viagem em Amsterdam. Lembrando que eu não gosto de museus e, por isso, vou contar no meu cálculo apenas o museu dos canais, Museu Red Light Secrets e a casa da Anne Frank. Além disso, como eu me hospedei na casa de uma amiga, peguei como referência o valor da diária de um dos hostels que indiquei acima.

Um detalhe importantíssimo pra quem visita a Holanda é que muitos lugares não aceitam cartões de crédito e outros não aceitam dinheiro. Se você não encontrar nenhuma placa indicando e estiver na dúvida se o lugar que você está aceita ou não o seu método de pagamento, pergunte antes de fazer qualquer gasto.

GASTOS COM ALIMENTAÇÃO: € 70,00 euros (pra 4 dias de viagem durante o verão)

GASTOS COM ATRAÇÕES E PASSEIOS: € 64,87 euros (Anne Frank House + Museu dos Canais + Adam Lookout + Cruzeiro pelos canais + Museu Red Light Secrets)

GASTOS COM TRANSPORTE: € 6,40 euros (fizemos praticamente tudo a pé – média de 22 Km andando por dia – eu amo andar)

GASTOS COM HOSPEDAGEM: € 130,00 euros (pra 4 dias de viagem durante o verão)

TOTAL DE GASTOS PRA 4 DIAS EM AMSTERDAM (POR PESSOA): 271,27 euros

10 Curiosidades sobre Amsterdam

DICA DE OURO: Existe uma aba no blog chamada “ROTEIROS GRATUITOS” e lá você pode baixar todas as planilhas que eu tenho de roteiros de viagem. É tudo gratuito e você encontra na planilha não só dica de lugares pra visitar, como também dicas de transportes, hostels e gastos.

Espero que esse post tenha sido útil e se você conhece alguma pessoa que precisa ler isso, compartilha o link com ela!

Ahh! Não esquece de me seguir no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas aventuras!

Até a próxima!

Beijos,

Mary

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Worldpackers ($10 dólares OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRAWP): Worldpackers
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Cartão de débito internacional: Transferwise
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago (10% OFF VIDAMOCHILEIRA10): @fuigosteitrips
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Seguro Viagem para viagens longas e nômades digitais ($37 dólares por 4 semanas): SafetyWing
– Chip de Internet (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10): Chip de Internet Yes Brasil
– Consultoria de viagens comigo: vidamochileira@gmail.com
– Aluguel de carro: Rentcars

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!