Pamukkale Turquia: o que fazer e como chegar

0

Oiii Genteee!!!

Que tal uma uma relaxada nas piscinas termais de Pamukkale?!

Você com certeza já ouviu falar das maravilhosas mesquitas de Istambul e no indescritível voo de balão pela Capadócia, porque são paradas mais do que certas na Turquia, né? Caraaaa! Se tu ainda não ouviu falar disso é porque tá muito tempo no Whatsapp! Vamos conversar mais com os amiguinhos e ler mais sobre o mundo, né? rs 

E Pamukkale? Já ouviu falar desse paraíso? Pois é! Ele nem tava no início do meu planejamento (sabia nem que existia, coitado rsrsrsrs), mas sabe como é, né? A gente vai fuçando na internet, vai perguntando pra amigos que já foram até que um amigo me disse: VOCÊ NÃO PODE IR À TURQUIA E NÃO IR AO PAMUKKALE.

Putzzzz! Me fudeu, né? Tu já fica com sentimento de obrigação, porque sabe lá Deus quando tu vai voltar na Turquia e aí se nego te perguntar um dia (claro que ninguém pergunta): Você já foi ao Pamukkale? Tu vai bater no peito e dizer: Claroooo que já! Não tem como você ir à Turquia e não passar por Pamukkale! Rsrsrsrsrsrsrs

Istambul e Capadócia já têm o carinho incondicional dos turistas. Geral que vai pra Turquia inclui esses dois lugares no roteiro de bate e pronto sem nem pensar duas vezes, mas se eu puder te persuadir só um pouquinho e mudar sua vida eu diria: INCLUI PAMUKKALE QUE VAI SER FODA! De verdade! Você vai amar!!!!!

O que fazer em Pamukkale Turquia?

Pamukkale é um conjunto de piscinas termais (a água é super quentinha e dá pra dar uma boa relaxada) de origem calcária. O solo das piscinas é bem similar a uma argila, não sei bem descrever, mas pense numa argila bem molinha…. é simplesmente delicioso sentar naquelas piscinas quentes e relaxar nessa “argila”! Tem umas pessoas que passam a argila na pele (talvez seja bom pra pele, não sei bem, mas é claro que passei na minha cara…. na dúvida, né? A gente imita os outros….rsrsrsrsrs).

Dentro da própria Reserva de Pamukkale, você também pode curtir as Piscinas de Cleópatra (Antique Pool), visitar o antigo teatro de Hierápolis, o museu arqueológico de Hierápolis  e dar uma caminhada por todo território que abriga dezenas de ruínas. Pra entrar na Reserva de Pamukkale você paga 25 liras turcas por pessoa e pode desfrutar das piscinas termais tranquilamente + ruínas de Hierápolis.

Eles “enchem” as piscinas a partir das 11:00 da manhã, pelo que entendi. Chegamos lá às 9:00 e tinham apenas três piscinas cheias pela metade (pensamos: putz! Que merda caraaa! A galera vem aqui faz mergulho (zoa) e o escambal e a gente com a água no tornozelo?! Que vacilooooo! Ficamos meio chateados no começo, mas o lugar é tão fantástico que você simplesmente esquece os problemas e curte a beleza da natureza. Mas, pra nossa surpresa, encheram depois todas as outras piscina e foi incrível!

No entanto, as principais piscinas (as famosas piscinas centrais que aparecem nos cartões postais e na maioria das fotos do Google) não estavam cheias – não sei se por uma questão de sustentabilidade ou pelo fato de talvez não ser o pico da alta temporada. O fato é que poucas piscinas eram de fato naturais (o clima vem mudando drasticamente e alguns pontos turísticos como o Pamukkale vem sendo impactados). Além das piscinas, tem uma levada  (tipo um valão cheio de água corrente) que desde lá do topo até o início da Reserva de Pamukkale com água bem morninha que a galera põe os pés e relaxa!

Pra visitar as piscinas de Cleópatra você precisa pagar mais 32 liras turcas (extras – além das 25 liras que você já tinha pago pra entrar em Pamukkale) e não tem direito de entrar e sair quando quiser (você paga uma vez e entra e só pode sair pra ir no banheiro por 10 min, se passar de 10 min, tem que pagar de novo pra entrar – sacooooo isso!).

Dizem que as águas termais das piscinas de Cleópatra, ricas em minerais, têm propriedades medicinais e que são boas para dores musculares (exaustão física), disfunções nervosas, problemas de circulação e doenças de pele. Essas piscinas são responsáveis por dar à Hierápolis o apelido de “centro de saúde” durante a dominação do Império Romano.

Dentro do espaço onde se encontram as Piscinas de Cleópatra você encontra uma boa infraestutura de lojas de souvenirs, restaurantes, vestiários, banheiros e serviços de spa. Você pode usar esses serviços a parte sem necessariamente ter que pagar pra usar as piscinas de Cleópatra.

O teatro de Hierápolis e as ruínas você pode visitar de graça e o museu arqueológico você também precisa pagar a parte. Na época que fomos o valor do ingresso pro museu custava 3 liras turcas.

 

“Dentro da própria Reserva de Pamukkale, você também pode curtir as piscinas de Cleópatra, visitar o antigo teatro e o museu e dar uma caminhada por todo território que abriga dezenas de ruínas.”

 

Pamukkale Turquia: o que fazer e como chegar

Qual foi a atração que eu mais gostei? Por quê?

Com certeza foram as piscinas naturais… entrar naquela água quentinha, sentar, respirar fundo e admirar tudo aquilo me fez ver o quão pequenos nós somos frente à natureza, que é simplesmente perfeita!

 

Quantos dias devo ficar em Pamukkale?

Apenas um dia (chegue de manhã e vá embora à noite), não tem necessidade de dormir lá. Aproveite a noite para fazer o translado pro próximo destino. Nós fomos de Pamukkale pra Capadócia e compramos o ticket de ônibus na hora (60,00 liras por pessoa) na empresa chamada Pamukkale e a viagem durou 10 horas (aí a malandragem é que tu já economiza em uma diária de hotel, né?).  NÃO tem necessidade MESMO de dormir lá.

 

Como chegar em Pamukkale Turquia?

Você chega em Pamukkale de ônibus ou van. A cidade é muitooooo pequena. A van te deixa exatamente na entrada da Reserva de Pamukkale e lá dentro você anda e visita tudo!

Fomos de Istambul para Denizli de avião pela Turkish Airlines e pagamos 158,00 liras turcas. Chegando no aeroporto de Denizli você pega um ônibus (13,00 liras turcas) até a entrada da “cidade” de Pamukkale. Lá você espera uma van (paga mais 13,00 liras turcas) para te levar até a porta da entrada da Reserva de Pamukkale (o seu ticket do ônibus está atrelado ao seu ticket da van, mas você tem que pagar duas vezes – vai entender essas pessoas! Acho que o fato de você pegar o ônibus te garante espaço na van, mas não quer dizer que você não tenha que pagar o ticket da van, entendeu? Meio confuso, mas no final dá tudo certo hahahaahahah).

Existem também várias companhias de ônibus que ligam as principais cidades turcas a Denizli, onde você vai ter que trocar de ônibus (às vezes gratuitamente) até à Reserva de Pamukkale. Tem também a opção de tour de dia inteiro caso você esteja em algum destino turístico nas regiões próximas de Denizli. Eles partem de diversas cidades em passeios de bate-volta com um dia todo no parque. Confira essa opção numa agência de turismo da cidade que você estiver.

Quando visitar Pamukkale Turquia?

No verão (entre Junho e Setembro), o calor é bem intenso e é alta temporada, mas os dias são praticamente sem nuvens. Vira e mexe tem as famosas chuvas de verão. Muita chuva no final da tarde e depois o tempo limpa novamente.

No inverno (entre Dezembro e Março), o frio é mais rigoroso e pode não ser legal pra aproveitar tudo que o lugar tem pra oferecer. Se você escolher ir no verão, procure ir nos meses de Junho e Setembro, quando o lugar está um pouco mais vazio. O pico da alta temporada por lá é entre os meses de Julho e Agosto.

 

Horário de visitação de Pamukkale e valores:

Aberto das 9:00 às 17:00 (exceto às segundas)

Entrada na Reserva de Pamukkale (ruínas de Hierápolis e piscinas termais de Pamukkale): 25 liras turcas

Museu Arqueológico de Hierápolis: 3,00 liras turcas

Antique Pool (Piscinas de Cleópatra): 32,00 liras turcas

 

Espero que tenham curtido as dicas de Pamukkale! É um lugar incrível e é meio esquecido na hora de fazer o roteiro pela Turquia! Colocaaaa no seu hein!

Qualquer dúvida me manda um email, tá?

O Instagram tá cheio de dica boa também. Me segue lá: @vidamochileira

 

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Worldpackers ($10 dólares OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRAWP): Worldpackers
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago (10% OFF VIDAMOCHILEIRA10): @fuigosteitrips
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Seguro Viagem para viagens longas e nômades digitais ($37 dólares por 4 semanas): SafetyWing
– Chip de Internet (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10): Chip de Internet Yes Brasil
– Consultoria de viagens comigo: vidamochileira@gmail.com
– Aluguel de carro: Rentcars

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!