Grand Canyon de Chiang Mai – Dicas importantes

0

O Grand Canyon de Chiang Mai é aquele tipo de passeio que você faz pra relaxar. É pra esquecer da correria da viagem ou simplesmente pra contemplar a beleza da natureza e se presentear com um descanso merecido depois de alguns dias em Bangkok ou até mesmo rodando pela Tailândia pulando de cidade em cidade como um macaco pula de galho em galho.

Apesar de ser muito conhecido pelos Tailandeses e pelos turistas asiáticos, o Grand Canyon ainda é pouco explorado pelos brasileiros, que focam nos templos de Chiang Mai e infelizmente esquecem de vivenciar mais a natureza incrível da cidade. Se você tiver metade de um dia livre no seu roteiro, eu super recomendo que você visite o lindo Grand Canyon de Chiang Mai porque você não vai se arrepender!

Sabe aquele tipo de lugar que você vai e se pergunta: Meu Deus! Como é possível ser tão lindo? E, depois de alguns minutos você vai entender que além de lindo o Grand Canyon de Chiang Mai ainda possui uma energia positiva incrível que vai fazer você sorrir o resto do dia inteiro.

Ahhhh! Só indo pra entender do que eu tô falando! 😊

 

O QUE É O GRAND CANYON DE CHIANG MAI

O Hang Dong Canyon que também é conhecido como Grand Canyon de Chiang Mai, tem 48.000 metros quadrados e fica a mais ou menos 40 minutos do centro de Chiang Mai.

Algumas pessoas dizem que o Grand Canyon era uma antiga mina que foi alagada e virou uma atração turística super popular entre os tailandeses, principalmente no verão. Outros dizem que era apenas uma pedreira de calcário abandonada quando o dono do terreno fez um buraco de 50 metros de profundidade e depois de alguns anos o buraco foi naturalmente preenchido com água pelas chuvas de monções e tornou-se o que a gente conhece como Grand Canyon.

Sendo uma antiga mina ou não, a verdade é que não existe qualquer perigo pra saúde (ou pra pele) você mergulhar na água ou passar o dia nadando nesse paraíso. Pelo contrário, você vai sair de lá se sentindo muito bem e super feliz.

MELHOR ÉPOCA PRA IR NO GRAND CANYON DE CHIANG MAI

A melhor época pra viajar pra Tailândia, de uma forma geral, é durante os meses de Novembro e Abril, que é quando nenhuma chuva é esperada, mas há grandes variações de temperatura. Novembro e Dezembro tem temperaturas mais amenas e a partir de Janeiro as temperaturas sobem tanto que podem chegar aos 40ºC.

Em Maio chegam as monções e começa a estação de chuva na Tailândia. No início, as pancadas de chuva podem durar algumas horas, diminuem de intensidade entre os meses de Junho e Julho e atingem seu máximo em Agosto e Setembro e podem chegar até meados de Outubro (durante esses três meses, vale você repensar sua ida ao país).

Nós fomos entre o final de Maio e o comecinho de Junho em Chiang Mai e pegamos um dia lindo no Grand Canyon, bastante sol e céu completamente azul sem nenhuma nuvem, mas nos outros 5 dias que ficamos em Chiang Mai pegamos um tempo meio estranho, com sol e calor de manhã e pancadas de chuvas à tarde e um pouco à noite. O tempo nunca era estável e mudava muito rápido, às vezes, tava mó sol e do nada vinha uma nuvem escura e começava a chover.

 

COMO CHEGAR NO GRAND CANYON DE CHIANG MAI?

– Moto: Essa é a opção mais barata e mais flexível pra chegar no Grand Canyon. Isso porque você consegue alugar scooters pelo preço de 150,00 Baht a 300,00 Baht por dia (entre R$ 15,00 a R$ 30,00) + o valor da gasolina que gira em torno 90,00 Baht pra encher o tanque (R$ 9,00).

Alugar moto te dá flexibilidade pelo fato de você poder ir e voltar a hora que quiser sem ter que depender de ter táxi disponível ou esperar o horário marcado com o tuk-tuk.

Alugar moto na Tailândia é super fácil e você não precisa ter carteira de moto pra alugar uma. Nós alugamos a nossa moto (por 150,00 Baht por dia) com a nossa carteira de motorista de carro, mas cuidado com as blitzes que sempre rolam em Chiang Mai!

Você pode entender tudo sobre alugar moto e as blitzes de Chiang Mai CLICANDO AQUI.

Tuk-Tuk coletivo (songthaew ou redtruck): Essa é a opção mais cara pra chegar no Grand Canyon, pois ele cobram entre 500,00 a 800,00 Baht (entre R$ 50,00 a R$ 80,00). Essa opção vale a pena pra quem tá viajando em grupo, tipo 4 a 6 pessoas, porque aí o valor não sai tão caro assim se dividido por 4 (mais ou menos 200,00 Baht pra cada um – R$ 20,00). Esse valor pode ser negociado com o motorista dependendo do número de pessoas que vão no carro. Ah! Tenha certeza de que você está combinando o valor pra ida e volta e o mais importante, marque o horário que você quer que o motorista de busque, caso ele não fique esperando.

– Táxi ou Uber: As corridas de Uber ou táxi variam entre 100,00 e 200,00 Baht (entre R$ 10,00 e R$ 20,00) por trajeto. Dependendo de quantas pessoas forem com você, essa também pode ser uma boa opção. Na hora da volta, você pode combinar com o mesmo motorista de te buscar e fazer o mesmo valor ou você pode pegar um tuk-tuk coletivo que faz tipo lotação até o centro de Chiang Mai (eles juntam uma galera e quando atingem um número X de passageiros seguem em direção à cidade, aí a corrida saí mais ou menos 100,00 Baht pra cada passageiro – R$ 10,00).

 

QUANTO CUSTA PRA ENTRAR E QUAL HORÁRIO DE FUNCIONAMENTO?

Valor da entrada: 100,00 Baht (R$ 10,00) por pessoa

Horário de funcionamento: 9:00 às 19:00

Localização: 244 M.3 T.Namphrae A.hangdong, Chiang Mai, Tailândia 50230

 

O QUE TEM PRA FAZER NO GRAND CANYON DE CHIANG MAI?

Como eu disse antes, o Grand Canyon é um lugar pra você relaxar, simplesmente curtir a natureza, desacelerar e curtir um dia de sol no meio do paraíso.

A atração principal do Grand Canyon obviamente é o “lago”, onde você pode fazer algumas atividades – gratuitamente (as atividades já estão inclusas no valor da entrada) –  como:

– Pegar uma bóia e ficar ali boiando só curtindo uma musiquinha boa e a vibe do lugar;

– Fazer stand-up paddle;

– Pular no lago de uma altura de 7,5 metros;

– Nadar no lago;

Tem mais uma atividade que é a tirolesa, mas pra fazer você precisa pagar a parte 300,00 Baht (R$ 30,00).

Além das atividades, o Grand Canyon também tem algumas lojinhas de roupas e acessórios pra quem quiser fazer umas comprinhas e também tem um restaurante pra quem quiser beber uns drinks ou fazer uma boquinha.

OBS: Os preços do restaurante variam bastante (eu achei um pouco caro pro que é servido), e você não pode trazer comidas e/ou bebidas de fora – é proibido.

Preço das comidas: variam entre 89,00 e 219,00 Baht (entre R$ 8,90 e R$ 21,90);

Preço das bebidas: variam entre 99,00 e 199,00 Baht (entre R$ 9,90 e R$ 19,90).

VALE A PENA IR NO GRAND CANYON EM CHIANG MAI?

Eu, particularmente, amei a experiência de passar um dia relaxando num lugar que tinha uma vibe incrível e que realmente me deixou muito feliz e cheia de disposição durante todo o resto do dia. Eu saí de lá bem feliz e satisfeita.

Quando fui pro Grand Canyon eu não tinha nenhuma expectativa e sabia que seria um dia pra fazer nada, sabia que o Grand Canyon era apenas um lago no meio de um desfiladeiro e que a ideia principal do passeio era de fato aproveitar toda energia da natureza e me enturmar com as pessoas. Tanto que fizemos uns amigos lá e passamos horas conversando e trocando figurinhas sobre viagens e tal.

Acho que se você vai pro Grand Canyon sabendo que é pra relaxar e curtir a vibe tranquila do lugar, você se surpreende, mas se você vai criando muita expectativa de ver isso ou aquilo, acaba se frustrando porque essa realmente não é a ideia e nem o objetivo do lugar.

 

O QUE LEVAR NA MOCHILA?

  • Dinheiro pra pagar a entrada: 100,00 Baht;
  • Dinheiro pra consumir lá dentro: Eu levaria uns 300,00 Baht (just in case), caso você queira comer e beber lá dentro, apesar de eu achar que as coisas lá dentro são um pouco caras;
  • Dinheiro pro seu transporte de ida e volta (planeje-se antes pra ter noção de quanto vai precisar);
  • Toalha;
  • Canga;
  • Óculos de sol;
  • Protetor solar;
  • Roupas extras se você quiser se trocar pra aproveitar o resto do dia seca(o) sem precisar voltar no hostel/hotel;
  • Boné ou chapéu (se você quiser);
  • Câmera ou Gopro (+ acessórios se precisar);
  • Chinelo
  • Cadeado (esse item foi importante porque na hora de ir na água as mochilas ficaram sozinhas com o dinheiro. Tudo bem que quando fomos o Grand Canyon não tava tão cheio, mas é sempre bom ter um cuidado extra, né? Então, além de esconder o dinheiro dentro das roupas, a gente ainda passou o cadeado na mochila – Just in case).

OBS: Eles não oferecem lockers no Grand Canyon, então suas coisas ficam na cadeira, num cantinho ou na mesa. Algumas pessoas tinham bolsa impermeável e levavam com elas no lago. Eu, sinceramente, não senti necessidade de carregar minhas coisas comigo pra água. Me senti tranquila deixando as mochilas na cadeira num lugar que eu tinha visão o tempo todo, então tava sempre de olho.

DICAS IMPORTANTES

  • A entrada de 100,00 Baht por pessoa, inclui um colete salva-vidas. Sempre que você tiver no lago é obrigatório que tenha seu colete com você (mesmo que não esteja vestindo, tem que carregar o colete pra cima e pra baixo);
  • O estacionamento é gratuito;
  • É proibida a entrada de alimentos e bebidas de fora;
  • Todas as atividades são gratuitas, com exceção da tirolesa que custa 300,00 Baht (R$ 30,00) a parte;
  • Tente chegar cedo pra não pegar o Grand Canyon lotado, principalmente se você for na alta temporada. Nós fomos no final de Maio e chegamos às 13:00 num sábado e estava vazio, depois foi enchendo, mas nada bizarro não. Fomos embora lá pelas 17:00 e curtimos bastante.

DICA DE OURO: Mas, se eu pudesse te dar um conselho seria: Tome um bom café da manhã em Chiang Mai e chegue cedinho no Grand Canyon (às 9:00) e aproveite toda manhã por lá e volte pra Chiang Mai por volta das 12:00 ou 13:00 e almoce em Chiang Mai e aproveite o resto da tarde e da noite na cidade (conhecendo templos e os mercados noturnos da cidade).

 

TEM DOIS GRAND CANYONS EM CHIANG MAI?

Essa pergunta não é muito comum, porque as pessoas não sabem da existência nem de um Grand Canyon que dirá de dois, né?

Mas, a verdade é que existe apenas um desfiladeiro com um grande lago que foi otimizado pra dois objetivos diferentes. Eles dividiram o Grand Canyon original (esse que eu vim falando o tempo todo nesse post) no meio e transformaram uma parte em um lago tranquilo, pra relaxar e curtir a vibe tranquila do lugar (o Grand Canyon que eu fui e falei no post) e a outra parte eles fizeram um parque aquático com brinquedos infláveis.

Em agosto de 2016, o parque aquático Chiang Mai Grand Canyon foi inaugurado e pelo que eu pude ver – da frestinha entre o lago que eu tava e o lago que tava o parque aquático – a proposta do parque é ser tipo aquelas Olímpiadas do Faustão, sabe? Vários brinquedos infláveis, escorregas, tirolesa e wakeboard.

Você pode alugar um armário por 50,00 Baht (R$ 5,00) e precisa dar 100,00 Baht de depósito (reembolsável) pra chave do vestiário. Eles também oferecem o colete salva-vidas incluso no valor da entrada e também é obrigatório o uso em todos os momentos que estiver no lago.

Pelo que vi, a galera se diverte muito lá e parece ser bem engraçado e divertido mesmo. Óbvio que é uma ideia completamente diferente do Grand Canyon que fomos, onde o objetivo é relaxar com música boa e curtir uma vibe tranquila.

No entanto, os “dois Grand Canyons” ficam bem perto um do outro e você pode decidir na hora qual quer visitar.

Valor da entrada: 450,00 Baht (R$ 45,00) por pessoa

Horário de funcionamento: 09:00 às 18:30

Localização: 202 Moo 3, Nam Phrae, Hang Dong

Site: https://www.facebook.com/Grandcanyonwaterpark

 

Bom, espero que esse post tenha sido útil pra você e se você tem algum amigo indo pra Tailândia ou conhece alguém que precisa ler essas dicas, por favor compartilhe esse post!

Ahhh! Me segue lá no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras em tempo real.

Beijos e até a próxima

Mary Teles

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Worldpackers ($10 dólares OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRAWP): Worldpackers
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago (10% OFF VIDAMOCHILEIRA10): @fuigosteitrips
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Seguro Viagem para viagens longas e nômades digitais ($37 dólares por 4 semanas): SafetyWing
– Chip de Internet (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10): Chip de Internet Yes Brasil
– Consultoria de viagens comigo: vidamochileira@gmail.com
– Aluguel de carro: Rentcars

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!