O que fazer em Paraty e Trindade – RJ

0
117

 

A primeira vez que eu fui à Paraty também foi a primeira vez que eu cheguei sem roteiro num destino. Confesso que no começo estranhei um pouco, mas depois foi super legal e espontâneo. Eu fui à Paraty usando a plataforma da Worldpackers (confira como foi a minha experiência) e enquanto eu viajava eu também trabalhava numa pousada pra ganhar acomodação e comida, ou seja, eu trocava a minha força de trabalho por acomodação e comida ‘grátis’ pra baratear os meus gastos na viagem.

Eu fiquei apenas 4 dias em Paraty, mas poderia ter ficado fácil fácil 1 semana. A cidade é simplesmente incrível e transmite uma paz fora do normal. Eu amei a experiência de trabalhar enquanto eu viajo e consegui conhecer muitas coisas legais que a minha anfitriã (pessoa que me recebeu na pousada que eu trabalhei) me recomendou.

Eu vou listar aqui todas as atrações que você pode conhecer tanto em Paraty quanto em Trindade (cidade que fica ao lado de Paraty). Vou fazer esse post em forma de listinha (tipo checklist, sabe?) com tudo que a minha anfitriã me indicou e ser um pouco mais detalhistas nas atrações/passeios que eu fui. Infelizmente não consegui fazer tudo que eu queria, mas aproveitei muito bem tudo que eu fiz.

MELHOR ÉPOCA DO ANO PRA VISITAR PARATY

Quando eu faço esse tópico nos meus posts geralmente foco na questão climática, mas se tratando de Paraty fica difícil focar só nesse aspecto quando você precisa decidir quando quer ir. Isso porque além do clima interferir muito no proveito da sua viagem a questão dos festivais também influencia muito na lotação e valores das hospedagens da cidade.

Paraty é uma cidade história linda repleta de festivais. Quando falo repleta, digo LOTADA de festivais. Você vai encontrar, pelo menos, um festival diferente por mês e, é claro, que tem os festivais mais populares e os festivais mais locais. A não ser que você realmente queira participar de um dos festivais populares, eu recomendo você fugir dessas datas porque a cidade fica realmente muito cheias e os preços de acomodação e comida sobem muito. Mais abaixo eu vou listar os principais festivais da cidade pra você se informar se eles caem na data que você pretende viajar.

Mas, agora vamos falar da parte climática, né?

VERÃO – Dezembro a Março

Época mais cheia da cidade por causa do período de férias escolares. Apesar de ser verão e as temperaturas serem mais altas nesse período, o nível de chuva também é maior e isso pode interferir no proveito da sua viagem, já que a maioria dos passeios envolve praias, cachoeiras e atividades ao ar livre.

Além disso, a época do verão é a pior em termos de hospedagem. Como a procura é muito grande os hotéis e pousadas acabam aumentando muito os valores das reservas e isso acaba influenciando o gasto final da sua viagem.

OUTONO – Final de Março a Junho

É uma época agradável de ir com temperaturas mais amenas – à noite geralmente faz um friozinho gostoso – e as chuvas começam a dar uma trégua e a cidade não fica tão cheia, influenciando diretamente nos valores mais acessíveis dos hotéis e pousadas.

No entanto, evite a Semana Santa porque a cidade lota muito e você pode acabar não curtindo direito sua viagem.

INVERNO – Final de Junho a Setembro

O inverno é a estação mais seca de Paraty (poucas chuvas) com o sol agradável e céu azul e limpo. A única coisa ruim dessa época do ano é que as temperaturas variam entre 18°C e 25°C e isso pode ser um empecilho pra quem gosta de cachoeira, já que a água fica simplesmente congelante, mas nada impossível se você realmente quiser (hahahahaha).

Os valores das hospedagens são muito mais convidativos e a cidade fica bem mais tranquila e romântica pra quem quer curtir uma taça de vinho no centro histórico num friozinho gostoso.

No entanto, evite ir pra Paraty no final de Julho porque é quando ocorre a FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty) e a cidade simplesmente lota demais. Mas, se seu objetivo de fato é ir pra Paraty pra participar da FLIP então recomendo que você reserve a sua hospedagem com o máximo de antecedência possível pra não ficar de fora.

PRIMAVERA – Final de Setembro a Dezembro

A primavera é a estação mais recomendada pra se visitar Paraty, já que é excelente pra quem quer fugir da chuva, do frio e dos preços absurdos de hospedagem da alta temporada. Eu arriscaria dizer que Setembro é um dos melhores meses pra você arrumar as malas e partir pra Paraty. Outubro ficava nessa listinha, mas ultimamente – com as mudanças climáticas – tem chovido praticamente todo dia junto com uma ventania chata. Final de Novembro e início de Dezembro também podem ser boas épocas pra investir numa viagem à Paraty, apenas tenha cuidado com os 6943 feriados de Novembro, porque aí a cidade vai lotar de qualquer forma.

Durante a primavera a temperatura começa a subir e as chuvas de verão ainda não chegaram com força total. Como eu disse lá em cima, confira o calendário da cidade pra ver se na data que você quer ir tem algum festival agendado pra você se planejar com antecedência e não ter imprevistos.

Essas são as médias anuais de temperatura e índice pluviométrico:

Janeiro – entre 23°C e 30°C / 264 mm

Fevereiro – entre 23°C e 30°C / 234 mm

Março – entre 23°C e 30°C / 245 mm

Abril – entre 21°C e 28°C / 160 mm

Maio – entre 19°C e 26°C / 97 mm

Junho – entre 17°C e 25°C / 67 mm

Julho – entre 17°C e 25°C / 74 mm

Agosto – entre 17°C e 25°C / 63 mm

Setembro – entre 18°C e 25°C / 134 mm

Outubro – entre 19°C e 26°C / 177 mm

Novembro – entre 20°C e 27°C / 203 mm

Dezembro – entre 22°C e 29°C / 250 mm

 

Meses mais chuvosos – Novembro a Março.

Meses mais secos – Junho, Julho e Agosto;

Alta temporada: Verão, férias escolares, todos os feriadões e a FLIP.

Praia do Meio em Trindade

QUANTOS DIAS FICAR EM PARATY?

Eu diria que 5 dias seria o ideal se você quiser conhecer todas as atrações turísticas de Paraty e Trindade (não tem como ir à Paraty e não conhecer Trindade) e se você quiser fazer os passeios de barco e Jeep que todas as agências de turismo oferecem (que realmente parecem valer muito a pena).

Mas, se você só tiver um daqueles feriadões de 3 dias pra visitar Paraty, dá pra você usar esses dias de forma otimizada se você se planejar e acordar cedo pra aproveitar ao máximo de cada lugar. Dá pra fazer muita coisa em 3 dias e visitar as principais atrações das cidades de Paraty e Trindade.

 

COMO CHEGAR EM PARATY

Como eu saí do Rio de Janeiro pra ir pra Paraty, eu posso orientar vocês que saindo da Rodoviária Novo Rio tem ônibus das 4:00 da manhã até às 21:00 da noite (12 frequências). A companhia que faz esse trajeto é a Costa Verde e os ônibus são convencionais, estão em bom estado, são confortáveis/espaçosos e tem ar condicionado funcionando muito bem. As passagens variam em torno de R$ 70,00 a R$ 85,00 reais (preços de outubro de 2018) e o trajeto Rio x Paraty demora em média 4h30min. O trajeto inverso Paraty x Rio tem a mesma média de valores e o primeiro ônibus sai às 2:20 da madrugada e o último às 21:20 da noite (12 frequências).

Mais informações e compra de passagens, direto no site da empresa: http://www.costaverdetransportes.com.br/

Eu sei que existem ônibus saindo de São Paulo do Terminal Rodoviário do Tietê (https://www.reunidaspaulista.com.br/) e de Belo Horizonte pra Angra dos Reis via Paraty (http://www.util.com.br/). Recomendo sempre entrar no sites das companhias pra se informar melhor sobre locais, duração das viagens, valores e horários.

 

O QUE FAZER EM PARATY E TRINDADE

Como eu disse lá no começo no post, eu vou listar aqui todas as atrações que você pode conhecer tanto em Paraty quanto em Trindade (cidade que fica ao lado de Paraty). Vou fazer esse post em forma de listinha (tipo checklist, sabe?) com tudo que a minha anfitriã (@minas.paraty / @brisapenaforte) me indicou e ser um pouco mais detalhistas nas atrações/passeios que eu fui.

PARATY

  • Centro Histórico de Paraty

Ahhh! O famoso centro histórico de Paraty com suas casinhas bucólicas de portas e janelas coloridas, seus artesanatos e artistas de rua! Como eu amei o centrinho de Paraty. Se você sair da rodoviária, pergunte às pessoas da região onde é o Centro Histórico de Paraty (é importante falar histórico, porque existe também o centro da cidade hahahaha).

Lá você vai encontrar muitos restaurantes com comida boa e bebidas típicas da região e muitas lojinhas de souvenires. Vai ver muita carrocinha vendendo doces e salgados caseiros e na Rua do Comércio você vai encontrar dezenas de artesãos com artesanatos lindos e muitos artistas de rua que vão desde poetas até músicos e dançarinos.

Não tem como não se apaixonar por esse Centro Histórico que além das casinhas de portas e janelas coloridas (que vão te conquistar na primeira foto), tem também 5 igrejas lindas e importantes pra história da cidade.

Minha dica é: Apenas passeie sem rumo curtindo a energia bucólica desse Centro Histórico, se perdendo pelas ruelas e se apaixonando por cada porta colorida diferente. Pare pra ver e ouvir os artistas de rua (ajude se puder com qualquer quantia), tome um café num restaurante desses na parte da tarde, curta um vinho à noite e aproveite a paz que essa cidade tem pra oferecer.

Ahh! Dizem que o entardecer no Centro Histórico é lindo em dias ensolarados! Dá um ar ainda mais bucólico e romântico!

  • Cais (passeio de barco nas ilhas da cidade);

CACHOEIRAS DE PARATY

  • Poço do Tarzan;
  • Poço dos Ingleses;
  • Cachoeira do Iriri;
  • Cachoeira do Saco Bravo;
  • Cachoeira do Tobogã (ou da Penha);
  • Poço da Laje;
  • Cachoeira Pedra Branca;
  • Cachoeira Poço das Andorinhas;
  • Cachoeira das Galhetas;

PRAIAS DE PARATY

(NÃO são próprias pra banho, mas você pode sentar lá pra curtir um visual legal)

  • Jabaquar;
  • Pontal

 ALAMBIQUES DE PARATY

  • Cachaça Paratiana;
  • Pedra Branca;
  • Engenho d’Ouro;
  • Cachaça Maria Izabel 

TRINDADE

PRAIAS DE TRINDADE

  • Praia do Meio

A praia do Meio é a minha queridinha de Trindade, isso porque além de ser linda por ter uma vegetação exuberante nas montanhas que a cercam ela é uma praia que tem onda e eu, particularmente, amo praias que tem ondas boas pra pegar jacaré (pegar jacaré é quando a gente pega onde com nosso corpo sem auxílio de prancha). A praia do meio é extensa e a partir dela você consegue fazer algumas trilhas muito legais pra conhecer lugares incríveis.

A Praia do Meio tem uma pedra grande (me disseram que o nome dessa pedra era Pedra do Leão, mas não sei se é isso não hahahaha) que você pode subir pra ter um visual lindo lá de cima e tirar altas fotos.

Da Praia do Meio você pode fazer as trilhas pra:

– Praia do Caixa D’aço;

– Piscinas Naturais (na verdade a trilha começa no final da Praia do Caixa D’aço, mas pra chegar no Caixa D’aço você precisa sair da Praia do Meio rsrsrsrs);

– Pedra que engole e muitas outras cachoeiras ao longo da trilha.

A Praia do Meio não fica a mais ou menos 5 minutos do ponto de ônibus e não tem como errar! É só perguntar a qualquer pessoa onde é a Praia do Meio que qualquer pessoa te indica.

Tem vários estacionamentos perto das praias de Trindade pra quem vai de carro, mas o valor começa a partir de R$ 20,00. Ou você pode pegar um ônibus em Paraty por R$ 4,25 que em 40 minutos você chega no ponto final na vila de Trindade e de lá dá pra ir andando até às praias, inclusive até a Praia do Meio.

Nessa vila/cidade você encontra vários comércios, restaurantes, bares e mercados. Então, fica tranquilo que dá de boa pra você passar o dia na Praia do Meio fazendo as trilhas e aproveitando a praia e depois pode almoçar ou beliscar alguma coisa na vila.

  • Praia do Caixa D’aço

A Praia do Caixa D’aço fica praticamente do lado/em frente à Praia do Meio (depende do seu ponto de vista hahahaha). Mas, basicamente você caminha até o final da Praia do Meio e logo vai ver o início da mata no seu lado esquerdo (na vez que eu fui tinha uma moça vendendo cangas logo no início da trilha e também tinha tipo um córregozinho que passava pela areia e desembocava no mar), ali você vai fazer uma trilha de dificuldade fácil e curta que não dura nem 10 minutos e já sai no início da Praia do Caixa D’aço.

A Praia do Caixa D’aço é muito bonita também e bem mais tranquila que a Praia do Meio tanto em termos de onda quanto em termos de movimentação e aglomeração, porque como a sua extensão é bem maior que a Praia do Meio isso faz com que não pareça tão cheia.

  • Piscinas Naturais do Caixa D’aço

Dizem que você não conhece Trindade se não for às Piscinas Naturais. Realmente são muito bonitas e ótimas pra quem tem criança pequena (tirando a parte da trilha que deve ser um saco carregar a crianças, mas tem opção de barco também hahahaha).

Como eu disse acima, a trilha pras Piscinas Naturais começam no final da Praia do Caixa D’aço. Isso significa que você vai ter que andar a Praia do Caixa D’aço toda por uns 12/15 minutos e iniciar a trilha que tem dificuldade média. No início da trilha você já vai encontrar uma bifurcação e me disseram que os dois caminhos dão no mesmo lugar, mas eu escolhi ir pela esquerda e foi tranquilo tirando apenas duas partes: uma que tem que ter muito cuidado pois o espaço é muito estreito entre as pedras e um “precipício” e uma outra parte que você precisa meio que descer as raízes de uma árvore e se não tiver cuidado pode escorregar e se machucar.

Tirando essas duas partes, achei a trilha de boa. O trajeto dura em torno de 20/25 minutos caminhando com tranquilidade e cuidado. Mas, como eu disse, existe a opção de ir e voltar de barco. Eu não sei onde você pega o barco pra ir, mas desconfio que seja na Praia do Meio e pra voltar você só precisa esperar o barco chegar e pedir pra voltar com eles. O valor pra voltar de barco é R$ 15,00 por pessoa e desconfio que o valor da ida de barco seja o mesmo por pessoa.

As Piscinas Naturais são bem tranquilas e são chamadas assim justamente pelo fato da água que vem do mar ficar retida numa área que é rodeada de pedregulhos, fazendo com que não tenha ondas nessa parte. Além disso, se o tempo tiver ensolarado você consegue ver uma água azul esverdeada cristalina e muitos peixes.

O único problema das Piscinas Naturais é que como não tem areia pra sentar, todo mundo precisa se acomodar nas pedras (o que eu acho meio chato e pouco prático) e como as Piscinas Naturais não são tão extensas quanto às praias acaba lotando muito rápido, ficando um pouco tumultuado.

Dica: Chegue cedo pra aproveitar esse lugar lindo sem muita gente!

  • Praia do Cepilho (para surfistas);
  • Praia de Fora;
  • Praia dos Ranchos;
  • Praia Brava;
  • Cabeça do Índio (mirante RJ/SP)

 

CACHOEIRAS DE TRINDADE

  • Pedra que Engole

A pedra que engole em Trindade é famosa porque as pessoas sentam na boca de um buraco em uma pedra e escorregam pra dentro dessa pedra! SIM! Você entra dentro de uma pedra e lá dentro tem um poção que você nada até a saída! ⠀

Pra chegar na Pedra que Engole você anda literalmente até o final da Praia do Meio e bem no finalzinho vai ver uma vegetação e muitas árvores e olhando pra sua direita você vai ver o início de uma trilha e aí segue por essa trilha mesmo, que eu achei de dificuldade fácil. Ou seja, em vez de seguir a trilha da esquerda pra Praia do Caixa D’aço siga mais em frente e vire à direita perto da vegetação.

Você vai ver depois de caminhar uns 2/3 minutos pela trilha uma placa escrito “Cachoeira Grande” e aí segue toda vida nesse caminho até chegar numa cachoeira no final da trilha. Quando encontrar essa cachoeira vai ter a opção de você atravessar o córrego pelas pedras (que eu acho perigoso porque é bem escorregadio) ou ir por dentro do poço da cachoeira (que é rasinho) e subir uma pedra meio inclinada. No alto dessa pedra você vai encontrar a famosa Pedra que Engole. Qualquer coisa é só perguntar pras pessoas que elas te informam. Não tem erro!

OBS: É muito importante ter atenção com os formigueiros enormes que ficam no meio da trilha e também onde você apoia sua mão pra subir ou descer a trilha, isso porque tem algumas árvores que tem o tronco e os galhos repletos de espinhos enormes.⠀

Você consegue ver vídeos dessa pedra que engole no meu Instagram. Olha aqui!

✏️ É seguro descer na Pedra que Engole? Várias pessoas tinham ido antes de mim e eu perguntei como era e como estava o poção antes de me enfiar lá dentro. Se você tem claustrofobia num nível muito elevado não recomendo. ⠀

✏️ Não existe uma queda! Você literalmente escorrega pra dentro da pedra (uma escorregada curta) e depois se rasteja até o poção e nada até a saída. Não tem nenhuma queda! ⠀

✏️ Na hora de se posicionar pra escorregar pra dentro da pedra fique deitado mais pra direita do buraco! ⠀ ⠀

✏️ Você escorrega, rasteja (respira), nada o poção (dá pra ir por debaixo d’água ou nadando cachorrinho respirando) e na hora de sair dá um mergulho pra não bater a cabeça na pedra. Dá pra respirar de boa dentro da pedra!

✏️ Dá pra ver a saída ou é tudo escuro lá dentro? É escuro sim, mas não completamente sem visão. Você consegue ver a formação da pedra e também a saída, que é uma pouco apertada então tem que dá um mergulho básico pra não bater com a cabeça. ⠀

✏️ Tenha sempre cuidado em cachoeiras porque as pedras são escorregadias e você pode cair. Sempre pergunte pra alguém se é seguro antes de entrar numa cachoeira, às vezes pode ter chovido no dia anterior e ter tromba d’água.

  • Poço das Duas Paredes;
  • Cachoeira do Chuveiro;
  • Cachoeira do Escorrega;
  • Cachoeira do Poço Fundo;
  • Cachoeira da Praia Brava
Pedra que engole

OUTRAS VILAS VIZINHAS QUE VALEM A PENA SEREM EXPLORADAS

LARANJEIRAS

  • Praia do Sono (considerada, pela maioria, a mais bonita da região de Paraty);
  • Praia da Villa;
  • Praia do Condomínio;
  • Praias de Antigos e Antiguinho;
  • Praia de Ponta Negra

PARATY MIRIM

 

PASSEIOS QUE VOCÊ PODE FAZER EM PARATY

Todos esses passeios são oferecidos em qualquer agência de turismo que você entrar na cidade. Os preços do passeio de barco são tabelados, mas os outros passeios não. Por isso, pesquise bastante e faça comparação de preço e custo X benefício pra avaliar bem as empresas e escolher a que melhor te agrada.

Como eu não fiz nenhum desses passeios, não consigo recomendar uma agência que eu confie e acredite na qualidade do serviço de olhos fechados. Vocês sabem que sempre que eu uso um serviço e gosto da empresa eu recomendo pra vocês, mas nesse caso não consigo opinar. De qualquer forma, segue a lista de passeios que você pode fazer em Paraty:

OBS: Vou colocar os valores dos passeios (por pessoa) que eu vi numa agência pra vocês terem uma ideia de valores, mas, como eu disse, vale a pena comparar preços e pesquisar em várias agências diferentes.

  • Jeep Tour 4X4 (Cachoeiras e alambiques de cachaça): R$ 80,00

Passeio pelo Parque Nacional da serra da Bocaina, com paradas pra banho nas cachoeiras: Pedra Branca, Tobogã e Poço do Tarzan. Visita e degustação nos alambiques de cachaça. Visita ao Marco do Caminho do Ouro.

Saída: 10:30 | Duração: 6 horas

  • Jeep Tour completo

5 cachoeiras + 3 alambiques

Saída: 11:00 | Duração: 6 horas

  • Trindade (Vila dos pescadores + 4 praias): R$ 80,00

Além da Vila dos pescadores e praias, tem também um trekking pela Mata Atlântica até as Piscinas Naturais do Caixa D’Aço.

Saída: 10:00 | Duração: 6 horas

  • Trindade

6 praias + Trilha + Piscinas Naturais

Saída: 8:30 e 12:00 | Duração: 5h30min

  • Passeios de Escuna: Preços variam entre R$ 70,00 e R$ 90,00

Parada em 4 praias paradisíacas pra fazer snorkel.

Os roteiros de escunas podem incluir: Lagoa Azul, Praia da Lula, Praia Vermelha, Praia da Conceição, Saco da Velha, Ilha do Algodão, Saco do Mamanguá, Ilha Comprida, Ilha da Cotia, Ilha Rasa, Ilha Duas Irmãs, Praia do Engenho e Praia de Jurumirim, entre outras.

Saída: 10:00, 10:30 e 11:00 | Duração: 5 horas

  • Escuna Sul

2 ilhas + 2 praias

Saída: 11:00 e 11:30 | Duração: 5 horas

  • Saco do Mamanguá: R$ 120,00

Explore o Saco do Mamanguá com 3 paradas pra snorkel.

Saída: 9:00 | Duração: 4 horas

  • City Tour

Visitas com guias credenciados à igrejas, sobrados e os principais monumentos do século XVIII.

Saída: 17:00 | Duração: 1h30min

  • Caminho do Ouro

Caminhe pela Estrada Real para entender mais sobre o ciclo do ouro.

Saída: 8:15 | Duração: 5 horas

  • Praia do Sono

Trekking pela Mata Atlântica, passeio pela vila dos pescadores e Praia do Sono.

Saída: 9:00 | Duração: 6 horas

  • Passeios de Kayak (Saída: 9:00 | Duração: 4 horas);
  • Observação de pássaros (Saída: 6:00 | Duração: 5 horas);
  • Mergulho (Saída: 9:00 | Duração: 5 horas);
  • Cavalgada (Saída: 10:00 | Duração: 3 horas);
  • Trekking Pico do Mamaguá (Saída: 8:30 | Duração: 5 horas);
  • Parque de aventuras

 

PACOTES:

  • Jeep Tour + Bike Tour + Escuna: R$ 180,00;
  • Trindade + Jeep Tour: R$ 150,00
  • Escuna + City Tour + Jeep Tour: R$ 170,00
  • Escuna + Trindade: R$ 150,00
  • Saco do Mamaguá + Passeio ecológico: R$ 185,00
  • Jeep Tour + Trindade + Escuna: R$ 225,00

ONDE COMER EM PARATY E TRINDADE?

Restaurantes recomendados em Paraty:

  • Sarau;
  • Pimenta Malagueta;
  • Paraty 33;
  • Gato Seco;
  • Manuê;
  • Emirados Árabes;
  • Mandala

Restaurantes recomendados em Trindade:

  • Laricas;
  • Laranjas;
  • Branca’s;
  • Bar do Neguinho

 

CALENDÁRIO DE PARATY 2018

*Em negrito e destacado estão os principais festivais da cidade

JANEIRO
01 – Ano novo

FEVEREIRO
09 A 13 – Carnaval
23 a 25 – Festival Internacional de cerveja artesanal de Paraty
28 – Aniversário de Paraty

MARÇO
9 a 11 – Festival MPB Paraty
11 – Mini Maratona de Paraty
16 a 18 – Fest Juá
25 a 31 – Semana Santa
29 a 01/04 – Encontro de ceramistas

ABRIL
01 – Semana Santa
01 – Encontro de ceramistas
06 e 07 – UB 515
13 A 15 – Beach tênis
*Festival Estações Musicais

MAIO
01 – Feriado do Dia do trabalhador
11 a 20 – Festa do Divino Espírito Santo
25 a 27 – Bourbon Festival (Jazz & Blues)
31 – Corpus Christi
*Festival Estações Musicais

JUNHO
22/06 a 01/07 – Festa de São Pedro e São Paulo

30/06 a 01/07 – Festival do Camarão
15 a 17 – Festival de Chorinho – Chorando sem Parar – Paraty / São Carlos
*Festival Estações Musicais

JULHO
06 a 15 – Festa de Santa Rita
25 a 29 – FLIP: Festa Literária Internacional de Paraty (literatura)

AGOSTO
05 a 11 – Semana Internacional de Música Clássica – SIM CLASS Paraty
09 a 11 – Festival de Vinhos, Espumantes e Harmonização
16 a 19 – Festival da Cachaça, Cultura e Sabores de Paraty
*Festival Estações Musicais

SETEMBRO

30/10 a 08/09 – Festa de Nsa. Sra. Dos Remédios de Paraty
07 a 09 – Feriado da Independência
13 a 16 – Festival Aves de Paraty
19 a 23 – Paraty em Foco (fotografia)

22 a 30 – Encontro SESC de Cinema de Animação
28 a 30 – Festival MIMO Paraty (música)

OUTUBRO
12 a 14 – Feriado Nsa. Sra. Aparecida
18 a 21 – Festival Eco Paraty
19 a 21 – Festival Internacional de Arte de Paraty

NOVEMBRO
30/10 a 4/11 – Folia Gastronômica de Paraty

02 a 04 – Feriado de Finados
9 a 11 – Salão Paraty Off Road
9 a 18 – Festa de São Benedito e Nsa. Sra. do Rosário

16 a 18 – Cultura Negra (Quilombo do Campinho)
15 – Proclamação da República
20 a 25 – AWA Festival SESC da Cultura Negra

DEZEMBRO
1 e 2 – X Terra (esportes off-road)

07 a 09 –  Cine Estrela
25 – Natal

 OBS: É muito importante que você confira o calendário da cidade de Paraty todos os anos. Os festivais geralmente acontecem nos mesmos meses todos os anos, mas as datas podem mudar um pouco dentro daquele mês dependendo de cada ano. Então, vale a pena conferir no site da cidade antes de viajar!

Confira o site da cidade aqui: http://www.paratyonline.com/jornal/ 

Centro Histórico de Paraty

ONDE FICAR EM PARATY

Eu vou recomendar a pousada que eu trabalhei porque sei da receptividade dos funcionários e que todos os chalés são cuidados com muito carinho. Além disso, eu realmente gostei da energia desse lugar que fica no meio de muitas árvores, tem uma pequena cachoeira/riacho atrás dos chalés onde os hóspedes podem curtir um banho gostoso de rio em meio à natureza e é possível ouvir o canto dos pássaros o tempo todo por causa do silêncio que tem naquela região (só de vez em quando passa uns carros buzinando).

A pousada fica de frente pra rodovia Rio Santos e localizada exatamente no meio do caminho entre Paraty e Tiradentes (20 minutos pra cada lado). Essa pousada é excelente pra quem tem carro, mas é super tranquilo pra quem vai de ônibus também (eu fui de ônibus). Os ônibus da região custam R$ 4,25 e tem um ponto em frente à pousada – é só pedir pra descer no ponto do Córrego dos Micos.

– Pousada e Chalé Minas Parati

 

Espero que esse post tenha sido útil e se você conhece alguma pessoa que precisa ler isso, compartilha o link com ela!

Ahhh! Me segue lá no Instagram (@vidamochileira) pra ver as minhas aventuras em tempo real.

Beijos

Mary⠀ ⠀

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Worldpackers ($10 dólares OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA#WP): Worldpackers
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Fale Inglês de GRAÇA (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10): Fale Inglês de GRAÇA
– Aluguel de carro: Rentcars
– Passeios no Atacama e Salar de Uyuni (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10):
Entre em contato com a @fuigosteitrips pelo e-mail: trips@fuigosteicontei.com.br

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!