Um dia eu volto – ainda não sei quando, mas eu volto! [carta ao namorado]

destque avos
Tá tudo bem por aqui! [carta aos avós]
11 de junho de 2016
mochilão 1
Bolívia – Chile – Peru em 23 dias (Abril/2016) por $1.300,00 dólares
13 de junho de 2016
 
Um dia eu volto - ainda não sei quando, mas eu volto!

[Você pode ler essa carta ao som de I’m Yours]


Amor,

Já fazem três meses que eu arrumei minhas duas malas de 32kg, coloquei meu mochilão nas costas e parti com a promessa de voltar um dia. Às vezes, me pego rindo da contradição que é viver voando por aí e, ao mesmo tempo, ter meu coração ancorado ao seu lado.

Sim! Eu vou voltar um dia pra gente andar de mãos dadas de novo como naqueles fins de tarde chuvosos onde a gente se espremia num só guarda-chuva. Eu vou voltar quando você menos esperar e te abraçar de surpresa como eu costumava fazer, lembra?

Vou voltar logo logo pra gente fazer planos malucos que temos quase a certeza de que não acontecerão, mas tudo bem pra gente. Afinal, planos são planos, não é mesmo?

Eu vou voltar pra te fazer perder o sono de tantas novidades e histórias que tenho pra te contar. Você sabe que eu amo falar e com você o tempo voa e eu nem vejo a hora passar – eu sei que você vê rs.

Eu volto em breve pra te fazer companhia de baixo do edredom, naquela nossa rotina de Netflix, brigadeiro e pipoca, que a gente tanto curtia.

Eu vou voltar pra te acordar de manhã cedo cantando no seu ouvido e por que não te fazendo cócegas, como nos velhos tempos?

 
Vou voltar pra gente ir naquela festa de terça-feira, tomar uma tequila no meio da semana e dançar no nosso próprio ritmo. Afinal, a gente nunca ligou muito pra opinião dos outros quando estávamos juntos, né?

Você pode ter certeza Amor que eu vou voltar um dia, mas não por sua causa – eu sou muito independente pra isso – eu volto logo por causa de mim mesma, porque eu decidi arriscar tudo pra correr atrás da minha felicidade. Eu volto pro seu lado, porque você sabe como me fazer feliz do jeito que eu sempre quis ser.

Mas, não se engane Amor, eu sou viajante, sou do mundo e dona do meu próprio nariz. Vou continuar viajando por aí, conhecendo milhares de pessoas novas e visitando todos aqueles lugares que antes eu só via em cartão postal. Eu vou fazer tudo que tiver vontade e tudo que eu achar que me faz bem, mas não se preocupe Amor, você pode ter certeza que eu sei muito bem pra onde eu vou voltar.

Eu te amo – de um jeito um tanto quanto independente, mas eu te amo muito!

"Eu volto pro seu lado, porque você sabe como me fazer feliz do jeito que eu sempre quis ser!"

 
Curtiu essa carta? Então, se prepara que tá vindo muito mais por aí!


Maryana Teles
Maryana Teles
Carioca, publicitária e apaixonada (digamos que, talvez, viciada) por viagens de estilo low cost. 25 países na bagagem e muitas histórias, micos, dicas e inspirações pra quem também vive (ou quer viver) uma VIDA MOCHILEIRA!