Tá tudo bem por aqui! [carta aos avós]

Sem Título-1
Eu não quero ser sua ídola. Eu quero ser sua inspiração! [carta à irmãzinha]
11 de junho de 2016
essaa3
Um dia eu volto – ainda não sei quando, mas eu volto! [carta ao namorado]
11 de junho de 2016
 
Tá tudo bem por aqui!

[Você pode ler esse relato ao som de 93 Million Miles]

Queridos avós,

Eu escrevi essa carta pra tranquilizar vocês. Eu sei que essa história de ficar viajando por aí assusta um pouco. Que essa vida de ir dormir numa cidade e acordar na outra, pegar vários aviões em poucos dias, dormir em ônibus, falar com estranhos e dormir com 19 cabeças no mesmo quarto de hostel não agrada vocês nenhum pouco, e também sei que minha vó passa noites acordada rezando até eu dar sinal de vida. Desculpa! Às vezes, é difícil achar internet por onde eu ando, não é de propósito!

Eu sei que ando fazendo você perderem o sono de tantas histórias que tenho contado pro meu pai e ele fofoqueiro vai logo contar pra vocês. Eu só quero dizer que ta tudo bem por aqui!

Não vó! Não é perigoso voar de avião! Sim vô! Eu peguei mais de cinco aviões em menos de 30 dias! Eu to comendo direito, vó! To usando agasalho, vô! Sério! Ta tudo bem por aqui!

Como eu queria poder trazer vocês numa dessas minhas aventuras. Vocês iam amar! Tem tanto lugar lindo por esse mundão, tantas pessoas maravilhosas espalhadas pelos continentes, as mais legais e com mais histórias pra contar, geralmente, têm um mochilão nas costas e o tênis velho e meio rasgado de tanto andar por aí.

O meu tênis ainda não posso dizer que é velho a ponto de estar rasgado, mas eu posso dizer que já andei muito, mas muito mesmo e que meu mochilão carrega tantas histórias que agora chega até a pesar um pouco mais nas minhas costas, mas eu não to nem aí, é um peso tão bom de carregar que, às vezes, eu paro pra descansar um pouco e me dá vontade de compartilhar todas essas histórias e de alguma forma eu me sinto bem mais leve.

Quem diria que a sua netinha, aquela que não comia nada quando era pequena e que não conseguia dormir na casa das primas porque ligava no meio da noite pedindo pra voltar pra casa, hoje estaria por aí com mais de 25 países na bagagem e cheia de histórias pra contar.

Eu já conheci muitos lugares, mas até agora nenhum me fez sentir em casa como a casinha dos meus avós faz! Eu prometo que mando notícias toda vez que conseguir internet! Não se preocupem comigo. Tá tudo bem por aqui!

Amo muito vocês.

"O meu tênis ainda não posso dizer que é velho a ponto de estar rasgado, mas eu posso dizer que já andei muito, mas muito mesmo e que meu mochilão carrega tantas histórias que agora chega até a pesar um pouco mais nas minhas costas..."

 
Curtiu essa cartinha? Guentaaaa coração! Vem muito mais por aí.


Maryana Teles
Maryana Teles
Carioca, publicitária e apaixonada (digamos que, talvez, viciada) por viagens de estilo low cost. 25 países na bagagem e muitas histórias, micos, dicas e inspirações pra quem também vive (ou quer viver) uma VIDA MOCHILEIRA!
  • Hannah

    ai que fofo! Coração mochileiro é assim….<3

    • Maryana Teles

      Ainnn Hannah! Coração de mochileiro é completamente bipolar! hahahahahahah né não?!