O que fazer em Brighton: lugares para visitar e comer

0

Essa é a minha segunda vez visitando a cidade de Brighton na Inglaterra e, sinceramente, eu espero voltar muitas outras vezes (e quem sabe até morar lá). Eu já escrevi aqui no blog um post super completo da minha primeira visita à cidade, mas nesse post eu quero te mostrar o que fazer em Brighton de uma forma diferente e muito melhor aproveitada.

A cidade de Brighton fica localizada no sudeste da Inglaterra, a uma hora de trem de Londres. E por tudo que eu vi e ouvi sobre a cidade, eu acho que não tem definição melhor pra Brighton do que simplesmente assumir o cargo de cidade mais eclética e de vanguarda da Inglaterra.

Brighton sempre esteve à frente do seu tempo, não só em termos de arquitetura e arte, como também de comportamentos e tendências. E, isso fica explícito a partir do momento que você mergulha na história incrível da cidade. Você pode chegar em Brighton e visitar tudo sozinho pulando de lugar em lugar (foi o que eu fiz na minha primeira visita) ou você pode se juntar aos tours que rolam na cidade (alguns pagos e outros gartuitos) e não só visitar os lugares como também entender todo contexto que a cidade viveu no passado e que está inserida nos dias de hoje.

A política de ser diferente e fazer coisas fora da caixa está no DNA da cidade de Brighton. Não por acaso, o único membro do Partido Verde do Parlamento Britânico é da cidade de Brighton (Caroline Lucas). Além disso, a cidade é considerada a capital LGBT e vegana/vegetariana do Reino Unido. Outro marco muito importante da cidade é que na votação do Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia), Brighton teve 68% dos votos pra permanecer na EU, enquanto todos os outros lugares do sudeste votou para sair.

A convite do @visit.brighton nós visitamos Brighton pela segunda vez pra conhecer a cidade de uma forma mais profunda, digamos assim. Nós fizemos um tour de comida, onde aprendemos não só sobre alguns fatos interessantes da cidade como também visitamos comércios locais e independentes. E também fizemos um city tour onde caminhamos pela cidade, conhecendo mais da história de Brighton através de um passeio informal com um morador local.

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores

ATENÇÃO!

O seguro viagem é obrigatório para entrar e viajar pela Europa.

Eu contratei o seguro viagem da Seguros Promo pra minha viagem de 3 meses pela Ásia e curti muito o serviço. O custo X benefício foi maravilhoso e o atendimento foi muito bom (usei o seguro na Tailândia). Use o cupom VIDAMOCHILEIRA5 e ganhe 5% de desconto!

A Seguros Promo tem atendimento e suporte em português tanto em chamadas internacionais quanto pelo Whatsapp: +55 (31) 3972-7096. Explico melhor nesse post como você pode escolher o seu seguro viagem internacional.

No entanto, existe uma opção mais barata pra quem vai fazer viagens mais longas ou vai se tornar um nômade digital. O SafetyWing é o primeiro seguro viagem internacional do mundo desenvolvido para atender às necessidades de nômades digitais ou pessoas vivendo no exterior em todo o mundo. Você paga $37,00 dólares por 4 semanas.

O SafetyWing tem cobertura mundial e cobertura (de 90 dias) no país de origem. Está disponível para compra em 180 países e pode ser comprado ou renovado quando você já estiver viajando. Qualquer pessoa pode adquirir o SafetyWing, não precisa ser nômade digital pra usar esse seguro viagem.

O ponto positivo do SafetyWing é que ele é 1/3 do valor da maioria dos seguros viagens, mas o ponto negativo é que ele ainda não tem atendimento e suporte em português.

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!


O QUE FAZER EM BRIGHTON: PONTOS TURÍSTICOS

  • Queens Road
  • Jubilee Clock Tower
  • Brighton Palace Píer
  • West Píer
  • British Airways i360
  • The Royal Pavilion
  • Brighton Museum & Art Gallery
  • The Bandstand
  • The Lanes (região das lojinhas)
  • North Laine, Bond Street e Kensington Gardens
  • Curtir a orla (andando ou de bicicleta)
  • Free Walking Tour
  • Food Tour (@btnfoodtours)
  • Brighton Greeter Tour
  • Andar de trenzinho na orla da praia (VOLK’S)
  • Sea Life Brighton (aquário)
  • Duke Street
  • Circuito dos Pubs
  • Brighton Toy & Model Museum
  • Preston Manor (aberto só no verão)
  • Newhaven Fort
  • Comer Fish and Chips

O QUE FAZER EM BRIGHTON: TOURS ESPECIAIS

Como eu disse pra vocês, eu fui convidada pelo VisitBrighton para conhecer Brighton de uma forma mais profunda, mas qualquer pessoa pode reservar os mesmos tours que eu fiz. Olha, eu preciso confessar que nunca tinha feito um Food Tour antes, e nem sei dizer o porquê. Um tour de comida é a combinação ideal pra qualquer turista: você conhece a cidade andando (e aprendendo sobre fatos interessantes) enquanto vai comendo coisas deliciosas de comerciantes independentes. Que ideia genial! Sério!

Outro tour que fizemos foi um passeio informal pelas ruas de Brighton acompanhados por um morador local da cidade. Não preciso nem dizer o quão interessante foi esse passeio, né? Imagina você caminhar por uma cidade conversando com quem mora ali há mais de 40 anos (que era o caso do nosso “guia” – Chris Childs) e pode te falar de todas as mudanças de comportamento, políticas e econômicas da cidade. E, pra quem tá pensando que é uma conversa sem fundo histórico, tá enganado. Os moradores que participam desse programa de Greeters são treinados pra oferecer o melhor de Brighton com informações históricas e atuais da cidade. Incrível, né?!

 

FOOD TOUR

Cat e Angela são as fundadoras do conceito do Brighton Food Tours, a primeira e única empresa de passeios gastronômicos em Brighton. E você é um apaixonado por comida e história, vale a pena se juntar a esse tour.

O que eu vi como diferencial desse tour é que ele te conecta exclusivamente com comerciantes locais e independentes, fortalecendo esse cenário de vanguarda de Brighton que conta com mais de 300 comerciantes independentes no mesmo ambiente que grandes empresas e suas filiais.

No Food Tour (@btnfoodtours) você vai caminhar pelas ruas de Brighton por quase 4 horas, ouvindo algumas histórias da cidade e fatos interessantes, e também parando pra ouvir as paixões e políticas por trás dos produtos dos comerciantes locais e independentes que você terá o prazer de experimentar algumas amostras durante o tour.

Você pode agendar o seu tour pelo site do FOOD TOURS. Os valores variam entre 40,00 e 65,00 libras dependendo da experiência que você quer viver. Nós fizemos o V.I.B Food Tour (40,00 libras) e curtimos demais essa forma de conhecer Brighton.

UM POUQUINHO DE COMO FOI O NOSSO TOUR COM O PAUL HARRINGTON

Brighton oferece uma incrível seleção de comidas e bebidas independentes, lojas, cafés e restaurantes. Durante o tour passamos por vários, mas paramos em oito estabelecimentos para experimentar as comidas deliciosas dos comerciantes independentes.

PRIMEIRA PARADA: Brighton Sausage Shop

Paul e Dave têm administrado esta loja desde 2006 e é uma das únicas lojas propriamente de comida na North Laine, pois há muitas cafeterias, mas poucas alternativas decentes frente aos supermercados – sendo a outra a Infinity Foods. Eles que fazem todas as suas próprias linguiças usando os melhores cortes de carne de Sussex. Existem mais de 50 tipos diferentes de linguiça, incluindo sem glúten e sem trigo. No tour, nós provamos o premiado rolo de linguiça Cumberland enrolado na massa de folheado.

SEGUNDA PARADA: Smorl’s Houmous

Casa da lendária Smorl’s, dirigida pelos irmãos Smorl (Sarah) e Christian. Há uma legião de pessoas que seguem eles em Brighton pela comida deliciosa, não só pelo húmus como também pelas saladas veganas e falafels. A Sarah realmente é muito dedicada e estuda bastante para criar o melhor húmus da Inglaterra. A atenção, o tempo e os detalhes que envolvem a fabricação de um pote de húmus “Thunder” garantem que esse produto seja diferente de qualquer outra coisa e que tenha um sabor extremamente especial (eu mesma comprai um pote de 500g pra levar pra casa rsrsrsrs).

TERCEIRA PARADA: Rainbow Organic Chocolates

Suzanne é a única chocolatier profissional treinada em Paris que é 100% orgânica certificada em todo Reino Unido. Ela é formada em Química e faz parte de uma comunidade de cientistas, mas usa a química para criar as suas próprias receitas de chocolate.

QUARTA PARADA: HISBE

HISBE significa How It Should Be (Como Deveria Ser). É um supermercado independente de Brighton, também conhecido como o supermercado rebelde. Esse é um empreendimento social pioneiro e inspirador que revoluciona a indústria alimentícia, tornando-a mais responsável, justa e sustentável. Para cada libra que é gasto nos quatro grandes supermercados da Inglaterra, em média, apenas 7p chega aos produtores, no entanto, no HISBE, 69p volta aos produtores, então eles tentam dar o máximo possível de volta para as pessoas que produzem as comidas.

QUINTA PARADA: Burger Brothers

Um take away independente criado por dois irmãos que se concentram na arte de produzir o melhor hambúrguer de Brighton – eles nem fazem batata-frita pra não se distrair da missão! A carne é 100% de produtores locais e é finalizada em hambúrguer no próprio restaurante. Eles também produzem hambúrgueres vegetarianos maravilhosos. O mais incrível, é que os irmãos estudaram e analisaram o melhor tipo de pão pra sustentar o sabor do hambúrguer que eles produzem. Depois de muita experimentação eles decidiram usar o pão Challah – um pão judeu tradicionalmente consumido em ocasiões especiais.

Se você quiser comer as melhores batata-fritas de Brighton aí você precisa ir no BeFries, que é administrado por outro grupo de irmãos.

SEXTA PARADA: English’s Restaurant

Esse é um dos restaurantes britânicos mais famosos e especializados em frutos do mar de Brighton. A atmosfera e história são autêntica e excêntrica. Gerido pela família Leigh Jones desde 1945 com um restaurante de peixe muito mais antigo nas instalações do final do século XIX. Muitos rostos famosos jantaram aqui ao longo dos anos, incluindo Charlie Chaplin, Sir Ian McKellan e Dame Judy Dench. O English’s Restaurant tem um cardápio incrível e provavelmente é mais famoso por suas ostras (de diversos tipos e tamanhos)!

SÉTIMA PARADA: Happy Maki

Quando a proprietária Anna teve uma experiência de mudança de vida em uma fazenda de pérolas negras no Taiti, ela tomou conhecimento das muitas questões ambientais que afetam a nossa fauna e ecossistemas marinhos. Após seu retorno ao Reino Unido, ela queria aumentar a conscientização sobre isso e decidiu criar um restaurante de sushi vegano. Rolos no estilo burrito são vendidos em sua loja e em suas duas vans de festivais. Duas instituições de caridade recebem o apoio com as vendas dos sushis veganos.

OITAVA PARA: Boho Gelato (Casa Brighton de gelato)

Mais de 600 sabores no menu e todos feitos no local. Ingredientes orgânicos usados ​​para uma autêntica receita siciliana, como o proprietário aprendeu na Sicília por um ano para ser um gelatista. Também tem uma variedade de sorvetes deliciosos com sabores incomuns, mas que trazem uma nostalgia ao paladar.

Você pode agendar o seu tour pelo site do FOOD TOURS. Os valores variam entre 40,00 e 65,00 libras dependendo da experiência que você quer viver. Nós fizemos o V.I.B Food Tour (40,00 libras) com o Paul Harrington e eu super recomendo!

No final do tour você sai super satisfeito como se tivesse almoçado um prato bem servido. Em um dos restaurantes você até toma uma taça de vinho branco pra acompanhar a ostra. Fomos comer de novo depois das 20:00 da noite rsrsrs.

BRIGHTON GREETER TOUR

Lembra que eu falei do passeio informal caminhando com um morador de Brighton apaixonado pela história da cidade? Então, essa é a ideia do Brighton Greeter Scheme!

Esse tour te coloca em contato com um morador de Brighton que tem muito a te contar sobre a cidade, desde questões históricas, políticas e econômicas, até fatos arquitetônicos, culturais e comportamentais da cidade!

O tour é gratuito e dura em torno de duas a três horas caminhando pelas ruas de Brighton. Nosso guia foi simplesmente maravilhoso! O Chris Childs mora em Brighton há mais de 40 anos e foi incrível absorver através do ponto de vista dele tanta história e curiosidades de Brighton.

Pra agendar o seu tour, você precisa entrar no site do Visit Brighton e preencher as informações necessárias pra reservar a sua visita (com antecedência) com um dos 12 guias do Brighton Greeter Scheme. O tour é feito em grupos de no máximo 6 pessoas (você pode reservar um tour mesmo que esteja sozinho – os tours atendem entre uma a seis pessoas).


DICA!

Pra ficar conectado durante toda sua viagem, eu recomendo a Yes Brasil um dos chips de internet que eu usei recentemente numa viagem de Worldpackers no meio do mato na França (era uma fazenda afastada da cidade). A internet pegava perfeitamente e voava. Fora que eles têm atendimento pelo Whatsapp pra qualquer tipo de problema no chip.

Yes Brasil está presente em mais de 100 países em parceria com as melhores operadoras de internet do mundo. Você seleciona os destinos e as datas da sua viagem, encomenda o chip online e ele é entregue na sua casa antes da sua viagem. Existem lojas presenciais também, caso você queira retirá-lo pessoalmente. Use o cupom VIDAMOCHILEIRA10 e ganhe 10% de desconto!


ONDE COMER EM BRIGHTON: RESTAURANTE TRADICIONAL DE FRUTOS DO MAR

Nós jantamos num dos restaurantes mais famosos de frutos do mar de Brighton. O Regency Restaurant funciona desde 1930 e é um dos restaurantes à beira-mar mais antigos e populares de Brighton. Seu foco principal são os peixes frescos pescado no local e os frutos do mar, mas ele também serve massas frescas, bifes, aves e pratos vegetarianos. Todos os pratos são muito bem servidos e o preço é bem justo pelo que oferece.

Do restaurante você consegue apreciar uma vista maravilhosa do Canal da Mancha, do i360 e do West Pier, já que o Regency fica do outro lado da orla.

Nós comemos três refeições:

Entrada: Grilled King Prawns in garlic – £6,95 (Camarões Grelhados ao Alho) e Prawn cocktail £4,75 (coquetel de camarão)

Prato principal: Grilled Fish Medley £14,95 (vários tipos de peixe e batata frita) e Spaghetti Prawns £10,95 (espaguete de camarão)

Sobremesa: Banoffee Pie £4,95 (torta de banana) e Creme Brulee £4,95

Tudo estava absolutamente delicioso e os garçons foram muito atenciosos. Um ponto importante de mencionar, é que apesar do restaurante estar muito cheio (por causa da sua fama), as comidas foram servidas muito rápido (não só na nossa mesa como em todas as mesas que eu observei).


ONDE DE HOSPEDAR EM BRIGHTON

O Visit Brighton nos acomodou em um hotel maravilhoso a 2 minutos do mar. O The White House é um hotel familiar que é gerenciado de pertinho pelos donos Sean e Katy (um ex chef de cozinha e uma enfermeira) que depois de uma conversa em uma praia de Tenerife, decidiram comprar um hotel (que já estava funcionando na cidade a mais de 40 anos) e transformar num Bed & Breakfast desde 2002.

O hotel é impecável, não é à toa que a sua nota no Booking.com é 9.3. Os quartos são super claros e aconchegantes, a decoração é bem clean com cores quentes e frias se misturando, o que pra mim foi a combinação perfeita pra me embalar num sono maravilhoso. Não posso deixar de comentar sobre os detalhes (máquina de café no quarto e tapa ouvido do lado da cama) e a limpeza que foram espetaculares.

O hotel possui 10 quartos e oferece um café da manhã digno de hotel 5 estrelas. Sério! O café da manhã é surreal de bom e já faz você começar bem o dia na cidade, já que é tão bem servido que você só vai sentir fome lá pelas 13:00 da tarde. Ahhh! Além de ficar a poucos minutos da praia, o The White House fica pertinho do Brighton Palace Píer (10 minutos caminhado pela orla) e do centro da cidade.

*** Nossa visita a Brighton foi um convite do Visit Brighton, mas gostaria de dizer que todas as informações acima e a minha opinião sobre os tours, restaurantes e hospedagem são verdadeiras e tenho total responsabilidade com a credibilidade dos conteúdos que eu divulgo. 

DICA DE OURO: Existe uma aba no blog chamada “ROTEIROS GRATUITOS” e lá você pode baixar todas as planilhas que eu tenho de roteiros de viagem. É tudo gratuito e você encontra na planilha não só dica de lugares pra visitar, como também dicas de transportes, hostels e gastos.

Bom, eu espero que esse post tenha sido útil pra você e se você conhece alguém que tá indo viajar, compartilhe esse post pra ajudar mais pessoas.

Ahhh! Não esquece de me seguir no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras em tempo real.

Beijos e até a próxima.

Mary 

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Worldpackers ($10 dólares OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRAWP): Worldpackers
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Cartão de débito internacional: Transferwise
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago (10% OFF VIDAMOCHILEIRA10): @fuigosteitrips
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Seguro Viagem para viagens longas e nômades digitais ($37 dólares por 4 semanas): SafetyWing
– Chip de Internet (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10): Chip de Internet Yes Brasil
– Consultoria de viagens comigo: vidamochileira@gmail.com
– Aluguel de carro: Rentcars

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!