Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

0

RELATO ESCRITO POR CAROLINE CRUZ

Oiii gente!

Como vocês sabem eu fiz meu mochilão pela América Latina em 2016 e passei pela Bolívia, Chile e Peru. Quando eu fiz essa viagem em abril de 2016 ainda não existiam as novas regras de Machu Picchu e eu senti que precisava trazer essa informação pra vocês.

Como vocês gostam de relatos bem detalhados e eu não voltei a Machu Picchu desde 2016, convidei a Carol (@mochilaetc) que é uma seguidora antiga aqui do Vida Mochileira pra escrever esse relato do jeitinho que vocês gostam. A Carol usou o meu roteiro de 2016 como base pra planejar o roteiro dela em 2018 e detalhou tudo que vocês precisam saber sobre as novas regras de Machu Picchu.

Ahhh! Inclusive, a Carol (@mochilaetc) contou como foi a viagem dela inteira no Instagram, então quem quiser ler um relato um pouco mais atualizado (2018) e super detalhado sobre a famosa trip Bolívia – Chile – Peru, vale a pena seguir a Carol no Insta: @mochilaetc.

Observação: Em 2017 foram implementadas novas regras de visitação a Machu Picchu. A ideia é fiscalizar e controlar a quantidade de turistas dentro do Parque, visando uma maior conservação e proteção ao local. Em 2019, novas regras foram lançadas, mas pouca coisa mudou desde 2017 ou de fato entrou em vigor.              Confira abaixo um relato detalhado de março de 2018 e busque se informar também sobre as novas regras lançadas em 2019. 

Vamos ao post maravilhoso da Carol?!

 

INGRESSO DE MACHU PICCHU

Comprei o ingresso pelo próprio site do Machu Picchu

*Eles só aceitam cartão VISA e precisa ter o selo verified by Visa no cartão.

Se você pretende subir alguma montanha (como foi o meu caso), recomendo comprar com antecedência, comprei em fevereiro e na época só consegui ingresso pra Montaña Machu Picchu (a principal montanha que escolhem para subir é a Wyana Picchu e é a que esgota mais rápido).

Valor:

*Retirados do site oficial no dia 28/01/2019

Machu Picchu: R$+/- 180,00 (PEN 152,00)

Machu Picchu + Montaña OU Waynapicchu: R$+/- 210,00 (PEN 200,00)

*Estudantes tem desconto

*O site foi modificado e parece que está mais intuitivo

SITEhttps://www.machupicchu.gob.pe/inicio

Tempo de permanência ideal:

3 à 2 dias e meio. (1 dia de chegada, 1 dia Machu Picchu, 1 dia retorno)

Mas se você estiver com o roteiro apertado, também rola de fazer um bate e volta.

 

COMO CHEGAR EM MACHU PICCHU

OPÇÃO 1 – Trem

Você pode gastar de R$300,00 à R$ 3.000,00 no trajeto ida e volta.

Dicas:

  • Se você está com o tempo curto é possível fazer em um dia – pegue o primeiro trem e volte no último trem
  • Época de baixa temporada você encontra promoções no site da PeruRail e IncaRail
  • A INCARAIL é a empresa mais barata.

Opções:

Exitem duas empresas que fazem esse trajeto Peru Rail e Inca Rail.

SITE: https://incarail.com/pt/

https://www.perurail.com/

* Saindo direto de Cusco

** Saindo de Ollantaytambo

*** Saindo da Hidrelétrica *** Existe uma estação bem no pé da trilha e li alguns relatos dizendo que era possível pegar o trem a partir de lá por uma tarifa bem mais em conta. Mas sinceramente, chegar no pé da trilha e decidir ir de trem não era nem de longe uma opção. Por isso acabei seguindo a trilha e não coletei essa informação.

OBSERVAÇÃO: Se a sua opção for ir de trem, opte por chegar a noite no dia anterior e voltar no último trem.

O tempo de permanência ideal em Águas Calientes são de 3 à 2 dias e meio. (1 dia de chegada, 1 dia Machu Picchu, 1 dia retorno)

 

OPÇÃO 2 – Trilha Inca de 3 à 5 dias

Essa é a opção mais longa na qual você chega por dentro de Machu Picchu.

Exige um certo tipo de preparo físico e é preciso contratar uma agência especializada para fazer esse trekking. Considero uma experiência interessante e pretendo fazer em uma próxima oportunidade. O valor pelo que pesquisei na época era algo em torno de $ 500,00 à $ 400,00 dólares (R$ 1800,00 à 2.000,00).

*** Lembrando que são de 3 à 5 dias de trilha, com guia, alimentação, camping, ingresso pro parque e o retorno de trem.

 

OPÇÃO 3 – Trilha Salkantay + Hidrelétrica

Essa opção apesar de ser mais curta é mais intensa. Também é preciso contratar guia e é necessário preparo físico.

Na trilha Salkantay você passa pela Laguna Humantay.

O valor custa cerca de $ 500,00 à $ 400,00 dólares (R$ 1800,00 à 2.000,00).

*** Lembrando que são de 3 à 4 dias de trilha, com guia, alimentação, camping, ingresso pro parque e o retorno de trem.

 

OPÇÃO 4 – Machu Picchu By Car 

É basicamente a 5ª opção, mas você contrata através de agência e faz com um guia. Óbvio que sai bem mais caro rs.

 

OPÇÃO 5 – Trilha da Hidrelétrica (MINHA OPÇÃO)

Essa é a opção mais em conta e comparando todas as opções anteriores, essa de fato é a que mais chama atenção dos mochileiros.

Existe um ônibus que sai de Cusco com parada em Ollantaytambo e custa R$ +/- 25,00 e a parada final é praticamente no pé da trilha.

*IDA E VOLTA R$ +/- 60,00

A trilha é uma caminhada pela lateral do trilho do trem de 11 km, super tranquila, com poucas subidas. Indicada para todas as idades.

É bem sinalizado, dá pra ouvir o trem vindo de longe, durante o trajeto tem alguns restaurantes e um jardim botânico.

Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

TRAJETO CUSCO/OLLANTAYTAMBO > ÁGUAS CALIENTES

Opções:

Existe a opção do ônibus da prefeitura, que foi o transporte que escolhi, porém tem também van e táxi.

Eu peguei o primeiro que apareceu em Ollantaytambo (praça principal) e por sorte foi o ônibus. Com ar, confortável e seguro.

Horários:

Cusco > Hidrelétrica 07:00 AM

Ollantaytambo > Hidrelétrica 08:00 AM

Hidrelétrica > Cusco: 12:00 PM / 14:00 PM

*Valor PEN 25,00 (+/- R$27,00) o trajeto | valor de 2018

Observação: Vale sempre conferir se houve alteração nos horários.

DICAS IMPORTANTES: O trajeto até Hidrelétrica Santa Maria conta muitas subidas, curvas e precipícios.  Se você costuma ficar enjoada, tome remédio pra enjoo antes mesmo de entrar no ônibus.

Se você tem medo de altura, na ida opte por sentar do lado direito do ônibus e na volta sente do lado esquerdo.

 

MELHOR ÉPOCA DO ANO PARA CONHECER MACHU PICCHU

A melhor época do ano para conhecer Machu Picchu é entre maio e setembro, época de tempo mais estável.

Porém tudo vai depender do seu tempo, planejamento e se pretende incluir outros destinos no roteiro.

MINHA ESCOLHA

Escolhi final de março para conhecer Cusco e Machu Picchu. Quando montei meu roteiro me atentei muito a todas as datas, fases da lua, dias de semana.

Planejei tudo minuciosamente para que pudesse sair do jeito que queria. Eu sonhava muito em ver o  Salar do Uyuni alagado e se escolhesse viajar à partir de abril seria bem provável passar muito frio e ver o salar seco.

Final de março o tempo já começa a ficar mais estável, porém eu fui na sorte e DEI sorte.

 

QUAL MELHOR HORÁRIO PRA VISITAR MACHU PICCHU?

Independente se você for ou não escolher o trekking pelas montanhas, minha dica é VÁ NO PRIMEIRO HORÁRIO.

Mas Carol, agora tem tempo de permanência no parque, não seria melhor escolher ir mais tarde.. NÃO !

Eles não fiscalizam nada, e o lugar é ENORME, então vale MUITO a pena passar o dia inteiro por lá explorando e reexplorando cada cantinho.

Cheguei lá as 07:00 AMe saí 15:30 PM e faltou muita coisa pra conhecer. Sinceramente, não é o tipo de lugar pra “turistar”, dar só uma espiadinha e tirar umas fotos. O lugar é um dos principais pontos de uma civilização muito rica em cultura –  a energia é sensacional. É o tipo de lugar que é pra você SENTIR e OBSERVAR, então vá com tempo.

Óbvio que se você quiser ir com pressa.. pode ir também né.. mas eu vi muita gente saindo de lá desesperada com medo de perder o horário do trem pois acabou ficando mais tempo do que devia.

Então fica a dica: Esse controle de entrada e saída de horário é só uma forma de tentar amenizar o impacto, mas depois que você entra eles não conferem mais nada.

 

TREKKING DAS MONTANHAS

Escolher ou não escolher alguma montanha?

Isso é um assunto muito complexo, pois vai depender do gosto de cada um. Digo apenas GOSTO, esqueça essa coisa de preparo físico. Digo isso pois fui no auge no meu sedentarismo e consegui completar a trilha (acredite, se eu consegui QUALQUER UM CONSEGUE).

Importante avisar: Se tem medo de altura e vertigem, não é indicado. Você realmente passa por alguns penhascos, eu cheguei a ficar com “medinho” em algumas partes.

Mas é só tomar cuidado e ir com calma.

Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

QUAL MONTANHA ESCOLHER: MONTAÑA OU WAYNAPICCHU?

Montaña MachuPicchu

Possui 3.082 metros de altura, o percurso tem cerca de 2 km, apesar de ser a montanha mais alta, dizem ser a mais tranquila de se subir, inclusive vi muitas crianças fazendo esse trekking.

Seu topo possui uma vista panorâmica para cidade Inca e para Waynapicchu.

Tempo total de percurso: 3h 30minutos

Montaña Waynapicchu

Possui 2.693 metros de altura, percurso tem cerca de 2 km, em um trajeto mais íngreme. Não é recomendado para quem possui vertigem, pois sua caminhada é feita por meio de uma trilha estreita em que muitas vezes é preciso usar cordas.

Em seu percurso é possível visitar o templo da lua e o topo possui vista panorâmica para cidade.

Tempo de percurso: 2h 30minutos

 

QUAL HORÁRIO ESCOLHER PRA SUBIR AS MONTANHAS?

Existem duas opções de horário pra escolher subir a montanha, de preferência para o segundo horário – são dois horários na parte da manhã (escolha o segundo horário), pois o tempo só começa a abrir no parque depois das 10:00 da manhã. Ou seja, o ideal é chegar em Machu Picchu fazer a primeira rota (com ou sem guia), fazer o trekking da montanha, explorar Machu Picchu já com o tempo aberto.

MINHA ESCOLHA:

Machu Picchu + Montaña Picchu

Experiência SUPERAÇÃO.

 

RESUMO DAS NOVAS REGRAS DE MACHU PICCHU

Horário de visitação / Divisão por grupos: Esse foi meu maior medo, pois justamente quando decidi realizar meu sonho de conhecer Machu Picchu, as regras mudaram. Limite de visitantes, grupos divididos por horários. Como assim 6 horas para visitar um complexo daquele tamanho!?

A realidade é que depois que você está lá dentro, eles não ligam pra nada.

 

Banheiro > Entrada e Saída do Parque: Parece que agora você tem o direito de entrar e sair do parque apenas 1 vez. Caso queira fazer isso óbvio que recomendo que faça durante o tempo que ainda é permitido você estar dentro do parque de acordo com seu ingresso. Como eu só sai na hora de ir embora, não posso comentar muito sobre isso.

 

Guia obrigatório: De acordo com as novas regras de visitação só é permitido visitar o parque com um guia credenciado, mas li alguns relatos que não tinha esse tipo de fiscalização e deixei pra contratar um guia na hora se fosse o necessário. E não precisei contratar nenhum, na hora da entrada (principalmente no primeiro turno) é tanta gente entrando que não dá tempo pra conferir.

Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

LUGARES EXTRAS PRA CONHECER PERTO DE ÁGUAS CALIENTES

Águas Termais de Cocalmayo 

Pegar um táxi no ponto final do ônibus (início da trilha) ou na cidadezinha *Santa Maria que tem antes.

*Custa cerca de PEN 20,00 por pessoa o trajeto de ida e volta.

*Entrada custa PEN 10,00 por pessoa

 

Cachoeiras de Mandor – Machu Picchu 

Mandor é uma cidade que está localizada no Km 114 da ferrovia Cusco – Hidrelétrica uma hora a pé de Machu Picchu Pueblo.

Um trekking ótimo para apreciar a diversidade da flor e fauna de Machu Picchu

Dias e Horários de Visitação: Diariamente de 06:30 AM às 16:30 PM

 

Centro de Pesquisa de Flora y Fauna – Green Point Peru – Centro de Pesquisa de Borboletas

Localizado no Km 112 da ferrovia Cusco – Hidrelétrica

Centro de observação de fauna e flora, é possível ver a coleção de plantar medicinais

Dias e Horários de Visitação: Diariamente de 07:00 AM às 16:30 PM

Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

DICAS DE ROUPA /NECESSAIRE / EQUIPAMENTOS

Dica: Vá com um sapato confortável e deixe sua mochila cargueira no hostel em Cusco!

MOCHILA Carol 3 dias Mochila Bernardo 3 dias 
01Óculos de sol Óculos de sol
01Óculos de grau 01 Sunga
01 Meia calça de lã 04 Cuecas
01 Maiô 04 Pares de meia
04 Meias 01 Gorro
04 Calcinhas 01 Par de luvas
02 Tops 01 Canga
01 Sutiã 01 Toalha seca rápido
01 Par de luvas 01 Fleece
01 Gorro 01 Anorack
01 Encharpe 2 T-shirts
01 Toalha seca rápido 01 Bermuda/Calça
01 Fom 01 Calça moletom
01 Capa de chuva 01 Blusa segunda pele
01 Fleece 01 Calça segunda pele
01 Anorack 01 Chinelo
02 Blusas segunda pele 01 Bota de trekking
01 T-shirt
01 Blusa sem manga
02 Leggings
01 Calça de pano
01 Chinelo
01 Bota de trekking

 

Necessaire Higiene : Remédios: 
Condicionador Neosaldina
Shampoo Sorine
Sabonete Colirío
Hidratante Diomax
Protetor corpo/labial/rosto Dorflex
Repelente Dramin
Alcóol em gel Vitamina C
Lenço umedecido
Rímel
Bepantol
Perfume
Desodorante
Band-aid
Esparadrapo
Papel higiênico

 

Mochila Attack 10 L Eletrônicos Mochila Attack MP
Snacks Carregador portátil Documentos e ingressos
Água Bateria extra GoPro Repelente
Documentos Celulares Água
Eletrônicos Cabos Snacks
 Cartão de memória extra Protetor solar, labial, facial
Óculos de sol e grau
Eletrônicos
Canga
Capa de Chuva

 

Observações:

–  A relação de gastos abaixo estará em formatação de viagem casal.

– Fiz a conversão Soles / Dólares > Real pra ter uma noção do valor gasto em real, porém o valor pode variar.

 

ROTA

Ollantaytambo > Hidrelétrica Santa Maria > Águas Calientes

Águas Calientes > MachuPicchu + Montaña Machu Picchu > Águas Calientes

Águas Calientes > Hidrelétrica Santa Maria > Cusco

Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

RELATO DETALHADO DE MACHU PICCHU (MARÇO 2018)

27/03/2018 – Ollantaytambo > Hidrelétrica Santa Maria > Águas Calientes

Acordamos por volta de umas 06:30, tomamos café no hostel e fomos até a praça principal para esperarmos o ônibus, no dia anterior perguntamos muito sobre o horário, mas ninguém sabia informar e sempre nos indicavam fazer o trajeto de trem.

A informação que tinha anotado era que o ônibus saia da praça principal de Ollantaytambo por volta das 08:00 AM. Chegando lá encontramos uma senhora que disse que o transporte saia sim às 08:00 AM e que custava PEN 35,00 para pagarmos para ela

(erro nosso rs, nunca pague nada sem pegar o recibo).

*O Valor correto é PEN 25,00 (por pessoa), mas por falta de informação acabamos sendo enrolados pela única pessoa que sabia nos dar uma informação sobre o horário do ônibus e pagamos PEN 35,00 (por pessoa).

  • Ônibus Ollantaytambo > Hidrelétrica  PEN 70,00 (+/- R$ 80,00)  pros dois

O ônibus foi praticamente vazio, trajeto de muita subida e muitas curvas, se você fica enjoado facilmente sugiro tomar um Dramin. Bernardo tomou Dramin e em menos de 30 minutos já estava apagado, eu fui o trajeto todo curtindo a vista dos penhascos, a estrada é linda.

Chegamos na trilha por volta de 12:00 PM.

No “pé” da trilha tem umas lanchonetes e umas vendinhas, decidimos comer alguma coisa antes de seguir o caminho e também aproveitei pra ir no banheiro.

  • Duas hamburguesas + 01 coca 600 + 2 sorvetes PEN  20,00 ( +/- R$ 23,00) pros dois

 

TRILHA

Seguimos pelo trilho do trem e logo no começo tinha uma placa sinalizando a trilha, subimos para chegar no trilho certo.

Após isso seguimos em linha reta por um bom tempo, no caminho passamos por alguns restaurantes, uns campings e até uma espécie de jardim botânico.

*O trajeto é lindo, vale a pena fazer com calma e observar a natureza exuberante a sua volta. Sempre que vem um trem você vai ouvir um barulho de buzina e aí é só encostar (dar espaço).

Chegando mais pro final da trilha vimos uma placa sinalizando um desvio (é importante prestar atenção em todas as placas durante a trilha, pois no final existe um túnel que só o trem passa).

Depois desse desvio caminhamos por mais  30 minutos e chegamos no Pueblo de Águas Calientes. Demoramos cerca de 2 horas e 30 minutos para fazer esse trajeto, são 11 km e apesar de longo achei bem tranquilo.

* Pegamos um pouco de chuva no caminho e a capa de chuva foi essencial.

CHEGADA NO PUEBLO MACHU PICCHU

Chegamos meio perdidos, não tínhamos feito nenhuma reserva (assim como em todos os lugares). Nessa altura do campeonato já estava bem vida louca e nem olhava mais meu roteiro que fiz com tanto carinho. Decidimos parar em um bar para tomarmos uma cerveja e aproveitar o wi-fi para procuramos hospedagem.

Paramos em um restaurante pra comer, pedimos um menu do dia estava muito ruim (um macarrão à bolonhesa sem carne moída e sem gosto) ☹️

Tomamos uma cerveja também.

  • Comida + Cerveja – PEN 50,00 (55,00) pros dois

Depois de procurarmos pela internet, Bernardo saiu em busca dos hostels. Acabamos achando um bem simpático e que servia café da manhã a partir das 04:00 AM (isso é muito importante pra chegar cedo em Machu Picchu no dia seguinte). O único problema é que só estava disponível o quarto com duas camas de solteiro (mas pegamos mesmo assim rs). Quarto ótimo, roupa de cama limpa, banheiro com água quente de verdade rs, achamos um ótimo custo benefício.

*Como disse, o Bernardo foi sozinho fechar o hostel, eu fiquei no restaurante.

Ele disse que a mulher falava espanhol e até arriscava em portunhol, chego eu lá e ela começa a falar inglês dando todas as explicações 😂 Esperei ela terminar, ri e falei que era brasileira.

  • Hostal Nusta Wasi 02 diárias  PEN 160,00 (+/- 180,00) pros dois

Tomamos um banho, descansamos um pouco e saímos novamente pra rua pra comprar o bilhete pro ônibus e água para o dia seguinte.

Pueblo Águas Calientes é um lugar bem democrático, você vai achar desde ótimos hotéis e restaurantes à hostels e restaurantes bem simples. Tem que saber procurar de acordo com seu gosto. A “cidadezinha” é muito charmosa e dá até vontade de ficar mais dicas curtindo (maaaas… “Money que é good nóis no have”).

Na praça principal tem uma estátua bem legal pra tirar fotos, um centro de informações turísticas (você consegue comprar ingresso pra Machu Picchu lá – não aconselho) e uns restaurantes.

Ahhh! Também tem uma espécie de “spa” com águas termais, mas nem cheguei a ir porque minha ideia seria ir para Águas Termais de Cocalmayo na volta.

Passamos por um lugar que tinha uns doces MUITO bonitos em uma espécie de padaria. Eu sou A LOUCA dos doces, então compramos um para experimentar (bonito, caro e ruim). Depois disso fomos até o guichê do ônibus e compramos os bilhetes para subida.

  • Doce bonito e ruim da padaria aleatória PEN 15,00 (+/- R$17,00) pros dois

Opções de ônibus Pueblo Águas Calientes > Machu Picchu

Ida: $ 12,00 dólares por pessoa

Ida x Volta $ 24,00 dólares por pessoa

Você pode comprar só a ida e se quiser voltar de ônibus tem a opção de comprar lá em Machu Picchu na volta.

Compramos só a ida, mas o cara nos deu um bilhete de ida e volta 🤷🏼‍♀️

  • Bilhete ônibus Pueblo > Machu Picchu $ 24,00 (+/- R$ 91,53) pros dois

Continuamos caminhando, mas estávamos cansados e decidimos ir pro hostel descansar, mas antes paramos em um mercadinho para comprar água.

  • Água + chocolate PEN 8,50 (+/- R$10,00) pros dois

 

GASTOS DO DIA –  VALOR DO CASAL

Ônibus Ollanta > Hidrelétrica PEN 70,00

Lanche PEN 20,00

Almo/janta PEN 50,00 

Hostal Nusa Wasi 02 diárias PEN 160,00

Doce ruim PEN 15,00

Ônibus Pueblo > Machu Picchu $24,00

Água + Snacks Pen 8,50

 

TOTAL:

Pen 323,50

Dólar: 24,00

+/-  R$ 462,00

Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

28/03/2018 – O dia de subir Machu Picchu

Acordamos 04:30 AM, tomamos café

De toda viagem foi um dos melhores (pão, iogurte, cereal, frios, suco, café, leite, ovos, frutas… estava bem completo)

Depois disso fomos para fila do ônibus, já estava com uma boa fila, mas foi rápido. Alguns guias ofereceram o serviço e dizendo que era proibido entrar no parque sem guia, mas preferimos arriscar e se fosse o caso fechar lá na entrada.

 

Águas  Calientes > Machu Picchu

Pra quem não quer pagar os $12,00 e prefere caminhar, já aviso logo que é uma LONGA caminhada, longa MESMO rs. Sinceramente não vale nem um pouco a economia, durante o trajeto vimos algumas pessoas caminhando.

 

Machu Picchu 

Chegamos na entrada do Parque Machu Picchu às 06:40 AM, muito frio e muita névoa, entramos e ninguém pediu guia e nem revistou nossas bolsas e Bernardo na maior cara de pau ainda pediu um mapa para o funcionário do parque e conseguiu um mapa ótimo.

Começamos nossa andança seguindo uma das rotas do mapa, às vezes parávamos estrategicamente perto de algum grupo com guia para ouvir um pouco a explicação rs. O nosso horário de subida para Montaña MachuPicchu era só as 09:00 AM, então antes disso decidimos andar pelo parque, mas estava tudo muito nublado e não conseguimos ver muita coisa.

 

Trekking Montaña MachuPicchu

As 08:50 já estávamos na entrada aguardando o horário. Para subir você assina um livro com seu nome, número da identidade, data e horário de subida. Um funcionário informa que você tem apenas 2h:30 minutos para ir e voltar e que o tempo de trilha é de 40 minutos (pausa para os risos).

Pois bem, às 09:00 começamos a subida, a cada 10 passos o ar acabava e eu achava que ia morrer, mas bora lá né.. Depois de aproximadamente UMA HORA E TRINTA MINUTOS finalmente cheguei no topo.

E se você está se perguntando se vale a pena esse esforço todo, eu te digo que SIM, vale MUITO. Vale tanto que que quero voltar para fazer a WaynaPicchu rs,

Vale lembrar que quando eu fiz o trekking não tinha preparo físico NENHUM, então o tempo pode sim variar muito de pessoa para pessoa, o Bernardo por exemplo se fosse no ritmo dele iria fazer facilmente em 40 minutos, mas como ele tem amor pela vida, foi pacientemente no meu ritmo de tartaruga e fui passada por idosos e crianças e óbvio que fique sendo zoada por ele. Porém, é importante você saber seu ritmo e ir no seu tempo.

Chegando no topo o tempo ainda estava fechado, e eu vi muitas pessoas simplesmente completando o trekking, tirando uma foto e voltando… COMO ASSIM? Maior dificuldade para subir naquela bagaça, eu me RECUSAVA a descer rs. Bernardo ficou preocupado de extrapolarmos o tempo permitido e ganhar uma multa na descida, mas eu realmente ignorei completamente essa preocupação. Foi muito sofrido chegar lá no topo. Apreciei a vista CALMAMENTE como se tivesse todo tempo do mundo. Depois de algum tempo as nuvens foram sumindo e o tempo foi abrindo. Foi bem legal ver o tempo abrir lá de cima e olhar a Ciudad Perdida, a sensação de superação se misturou à felicidade de estar realizando um sonho e foi um dos momentos mais especiais da viagem.

Depois de algumas fotos, de descansar, comer um snacks e apreciar MUITO a vista, chegou a hora de descer. E ai você acha.. moleza.. não queridxs… a perna já estava dolorida e tremida então pra descer não foi tão fácil assim, mas tudo certo, depois de 40 minutos estávamos no “pé” da trilha novamente, assinamos a lista e tudo certo (sem esporro, sem multa rs). Nosso trajeto subida > topo > descida durou cerca de 3h 30minutos e eu amei MUITO.

Depois disso decidimos parar em algum lugar para descansar um pouco e apreciar a vista e foi aí que achamos uma espécie de “terraço” com uma ótima vista para Cidade Machu Picchu e foi lá que ficamos o resto do tempo, já estava tão feliz e cansada que não quis explorar mais o parque e ficamos lá até umas 15:30 PM quando decidimos ir embora, pois a fome estava apertando.

Observação: É comum ver muitas lhamas, elas andam livres pelo complexo.
Algumas são mais amigáveis e permitem os turistas se aproximarem para umas fotos, mas é importante usar o bom senso.

Dica: em hipótese alguma alimente as lhamas ou qualquer animal.

Dicas básicas: Recolha seu lixo, não retire plantas locais (aliás isso é crime)

* Nesse dia em específico o parque fechava as 15:30 por motivos de obras de contenção, então a fila do ônibus estava quilométrica. Muitas pessoas que tinham comprada o trajeto Ida > Volta optaram por descer a pé. Vi muita gente também desesperada pois comprou o trajeto bate e volta de trem e já estava com o horário próximo de embarque (por isso é importante se programar bem se for fazer isso e contar com imprevistos).

* Pra quem tem passaporte, existe um carimbo de Machu Picchu quer você pode carimbar seu passaporte na entrada. É só pedir que eles te mostram aonde fica.

Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

NOTAS FINAIS

Nosso ingresso era para o primeiro turno 06:00 AM > 12:00 PM, mas saímos de lá às 15:00 PMe  ninguém conferiu nada

  • Não nos cobraram guia
  • Não revistaram nossa mochila
  • Compensa pagar o ônibus para subir até a entrada do parque
  • É tranquilo voltar de trilha de Machu Picchu até Águas Calientes

Trilha Machu Picchu > Águas Calientes

Bem na entrada do Parque tem um atalho pra descer a trilha (é tudo sinalizado), esse atalho faz você cortar uma boa parte do trajeto do ônibus.

Demoramos cerca de 40 minutos descendo e caminhando até o Pueblo Águas Calientes, no final eu já não sentia minhas pernas e elas tremiam involuntariamente rs

Chegamos e a primeira coisa que compramos foi uma garrafa de 1 litro de gatorade rs

  • Gatorade PEN 6,00 pros dois

Depois disso fomos a procura de alguma coisa pra comer e em nossas andanças acabamos escolhendo o de sempre: PIZZA rs, o garçom nos prometeu que a pizza grande iria sair pelo preço da pizza média e aquele blablabla todo decidimos entrar no restaurante. Pedimos 2 pizzas grandes e tomamos umas 2 garrafas de cerveja e 1 coca, na hora da conta.. nada de desconto e veio cobrando 12% de desconto. Depois de muito reclamarmos eles deram o desconto, mas continuaram cobrando 12% falando que era obrigatório, falei que só pagaria mediante a nota fiscal com o descritivo da cobrança de 12% e bom… o final da história é que me deram o tal desconto lá que o garçom falou que iria dar e não nos cobraram a “gorjeta” ou como eles chamam “propina”.

Eu sou carioca e já estou mais do que acostumada com a tal “malandragem”, então fica aqui a dica NÃO DEIXE ninguém tentar te enrolar, se desconfiar que está sendo enganada(o) peça a nota fiscal com o descritivo do serviço prestado.

No Pueblo Machu Picchu tem prefeitura e serviço de atendimento ao turista e também uma polícia turística (eles têm muito medo da polícia rs).

  • Almoço restaurante treta – 2 pizzas grandes + 2 cervejas 600 ml + 1 coca PEN 72,00 pros dois

Depois disso fomos pro hostel tomar um booom banho e descansar um pouco, quando deu umas 20:00 PM decidimos dar uma volta. Tivemos a PÉSSIMA ideia de passar pela feira de artesanato… Por que péssima ideia? Porque foi lá que eu fui a falência e gastei um dinheiro que não estava no meu orçamento rs.

Eu e Bê nos empolgamos um pouco e saímos de lá com 4 pingentes de prata, 3 correntes, 6 anéis e gastamos PEN 435,00. Prata no Peru é relativamente barato, um anel que pagaríamos em média R$ 80,00 no Brasil, lá pagamos uns R$ 50,00, porém esse gasto não fazia parte do nosso orçamento.

  • Pratas PEN 435,00

Depois desse pequeno surto em achar que sou rica, decidimos que seria melhor comer alguma coisa e ir dormir rs. Paramos novamente em uma pizzaria (sim, amamos pizza)

  • Pizza + Coca 2 lt PEN 46,00 pros dois
  • Chocolate PEN 4,50 pros dois

 

GASTOS DO DIA – VALOR DO CASAL

Almoço PEN 72.00

Janta PEN 46,00

Chocolate PEN 4.50

Gatorade PEN  6,00

Prata PEN 435,00

 

TOTAL:

PEN 563,00

+/- R$646,00

Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

29/03- Águas Calientes > Hidrelétrica > Cusco 

Acordamos cedo pois queríamos chegar mais cedo na Hidrelética para irmos até as águas termais de Cocalmayo, mas chovia muito então decidimos esperar um pouco mais.

Tomamos café, arrumamos tudo e saímos em direção a Hidrelétrica às 10:00 AM, paramos na praça principal para tirarmos umas fotos e aproveitamos pra comprar água

  • Água PEN 6,00 pros dois

Chegamos na hidrelétrica por volta de 12:30 PM, paramos para almoçar antes em um restaurante que tem no início da trilha.

  • Menu Turístico + coca 600 ml PEN 30,00 pros dois

Depois esperamos até dar o horário do ônibus 14:00 PM e embarcamos.

  • Ônibus Hidrelétrica > Cusco PEN 50,00 pros dois

O trajeto até Cusco é longo, e durante esse trajeto o ônibus faz uma parada pra você comprar algum snack e ir no banheiro, não estava com muita fome, mas comprei umas besteiras.

  • Snacks PEN 10,00 pros dois

Depois de umas 6 horas, finalmente chegamos em Cusco. O ônibus não para próximo a Plaza de Armas principal, mas no ônibus tinham umas pessoas que estavam indo nesse sentido e decidimos caminhar junto a elas, terminamos nossa noite no Mc Donalds.

  • Mc Donald’s 2 trios  PEN 44,00 pros dois

Matando a fome e depois seguimos para nosso hostel.

 

GASTOS DO DIA – VALOR DO CASAL

Água PEN6,00

Almoço PEN 30,00

Ônibus PEN 50,00

Parada de ônibus PEN 10.00

Mc Donald’s PEN 44,00

TOTAL

PEN 140,00

+/- R$ 160,00

Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

VALORES FINAIS MACHU PICCHU

Ingresso Machu Picchu + Montaña Picchu (comprei pela internet) PEN 416,00 

Hostal Nusta Wasi 02 diárias PEN 160,00

Ônibus Cusco>Hidrelétrica (ida e volta) PEN 120,00 

Ônibus Pueblo > Machu Picchu (ida) $ 24,00

Prata PEN 435,00

Alimentação*incluindo bebida PEN 262,00

Água + Snacks PEN 35,00 

 

TOTAL

PEN 1442,00 + $24,00 (+/- R$ 1756) O CASAL

OU

PEN 721,00 + $12,00 (R$ 878,00) POR PESSOA

*** COTAÇÃO DA ÉPOCA: R$ 1,00 = PEN 0,90

Dicas para economizar: Não compre muambas e não beba álcool rs

 

Bom gente! Espero que vocês tenham curtido esse relato tanto quanto eu e que ajude vocês a planejarem melhor o roteiro de vocês.

Se você conhece alguma pessoa que precisa ler isso, compartilha o link com ela!

Beijos e até a próxima.

Tudo sobre as novas regras de Machu Picchu

Olá, me chamo Caroline Cruz, sou responsável pelas dicas e relatos do instragram @MochilaEtc.

Depois de quase um ano, decidi compartilhar no blog da Mary o meu relato de experiência em Machu Picchu e todas as dicas que reuni.

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Worldpackers ($10 dólares OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRAWP): Worldpackers
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago (10% OFF VIDAMOCHILEIRA10): @fuigosteitrips
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Seguro Viagem para viagens longas e nômades digitais ($37 dólares por 4 semanas): SafetyWing
– Chip de Internet (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10): Chip de Internet Yes Brasil
– Consultoria de viagens comigo: vidamochileira@gmail.com
– Aluguel de carro: Rentcars

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!