KOH TAO (Roteiro completo – 3 dias)

maya bay 1
KOH PHI PHI (Roteiro completo – 3 dias)
17 de junho de 2017
Gerês
GERÊS – Um paraíso escondido em Portugal
3 de julho de 2017
 
Falaaaa galeraaaaa!

Antes de começar a falar qualquer coisa, CLIQUE AQUI e assista o vídeo que eu e Mark gravamos na Tailândia pra você ler esse post com mais emoção.

Como a Tailândia se tornou um dos destinos mais cobiçados dos últimos tempos, resolvi detalhar o meu roteiro em forma de “diário” pra explicar tim tim por tim tim como foi minha viagem por esse país sensacional.

Pra facilitar a busca de vocês e ser mais detalhista em informações, vou separar minha viagem em quatro posts (Bangkok, Railay Beach, Koh Phi Phi e Koh Tao), não vou escrever sobre Chiang Mai, porque infelizmente não tivemos tempo de conhecer essa cidade, já que fomos pra lá só pra ir ao Elephant Jungle Sanctuary – CLIQUE AQUI e leia o post.

E se fotos não são suficientes pra mostrar a grandiosidade dessas criaturas, CLIQUE AQUI e assista o vídeo mais fofo que você respeita.

Ahhhhh! Lembrando que você pode baixar a planilha completa com o meu roteiro e os gastos dessa viagem CLICANDO AQUI.
OBS: Fiz um post detalhado sobre “Onde comer e dormir na Tailândia”. CLIQUE AQUI e veja meus comentários e dicas.

Antes de irmos pros relatos diários da minha estadia em Koh Phi Phi é muito importante que você defina fazer sua viagem na melhor época possível para evitar perrengues ou transtornos.

A Tailândia tem um clima tropical que pode ser dividido em duas estações: o período seco e o período de chuvas. Você pode visitar o país durante quase todo o ano, mas o período de chuvas pode acabar com os teus dias de praia e pele morena!

O país pode ser dividido em 3 áreas diferentes e cada uma delas tem suas respectivas épocas secas e de chuvas. Dessa forma, para encontrar a melhor época pra visitar a Tailândia, é importante entender suas regiões pra saber se encaixa com teu planejamento de viagem.

CLIQUE AQUI e leia o post sobre as dicas gerais da Tailândia.

Essas praias da costa leste não são tão famosas quanto às praias da costa oeste, mas posso dizer que são tão lindas quanto! As praias da costa leste são banhadas pelo Golfo da Tailândia e são afetadas pelas monções depois que o período de chuvas na outra costa encerra.

Na costa leste o período de monções começa em Agosto/Setembro e chega o auge em Outubro e Novembro, chovendo bastante até meados de Dezembro. Sendo assim, a melhor época para visitar o Golfo da Tailândia vai do finalzinho de Dezembro até Maio, mas Junho e Julho ainda são boas opções.

ROTEIRO DE 3 DIAS EM KOH TAO
Quando estávamos organizando o roteiro da Tailândia, uma das nossas maiores dificuldades foi encaixar Koh Tao num roteiro tão apertado. Isso porque não existem muitas opções rápidas de travessia de um lado pro outro do país: tipo a gente queria sair de Koh Phi Phi pra Koh Tao, mas quase não achamos informações sobre esse trajeto e quando achávamos não tinham muitas opções de empresas.

Depois de procurar muito, achamos uma empresa terceirizada chamada Get Your Guide que faz esse tipo de transfer (ferry + bus+ ferry). Havia também a possibilidade de fazer tudo por conta própria (comprar o ferry de Koh Phi Phi pra Krabi e de lá comprar uma passagem de ônibus pro outro lado do país e de lá comprar um ferry pra Koh Tao), mas achamos que dessa forma podia dar merda.

Por isso, decidimos pagar um pouco mais (acho que a diferença não foi nem de 5,00 libras pra gente) pra fechar o pacote do translado com uma única empresa que iria nos direcionar corretamente. Compramos esse translado com antecedência pelo site de Get Your Guide que saiu pra gente algo em torno de 30,00 libras pra cada (1.297,00 Bahts).

Na verdade, não ficamos três dias inteiros em Koh Tao. Ficamos dois dias e meio, porque o dia que saímos de Koh Phi Phi foi quase todo dedicado ao translado, porque saímos de Koh Phi Phi de manhã e só chegamos em Koh Tao à noite.

Decidimos ir à Koh Tao por dois motivos:

1- Tínhamos visto umas fotos da praia Koh Nang Yuan no Google e ficamos apaixonados;

2- Descobrimos que Koh Tao é o lugar mais barato do mundo pra fazer curso de mergulho

Eu acho que o tempo que fiquei em cada lugar foi ótimo e suficiente pra conhecer tudo que eu queria (talvez tivesse acrescentado um dia em Koh Lanta pra fazer snorkeling em Koh Rok), mas o único lugar que eu realmente senti que faltou mais tempo foi em Koh Tao. Como a gente tava com roteiro bem apertado, acabamos não conseguindo fazer o curso de mergulho que precisa de três dias para ganhar a certificação. Em vez disso, fizemos um mergulho de batismo que foi muito irado, mas não nos dá a certificação internacional.

Não me arrependi de ter colocado Koh Tao num roteiro tão apertado (algumas pessoas me perguntam por que não cortei Koh Tao e fiquei mais dias em outras ilhas). Me arrependi de não ter ficado mais por lá.
 
# TRANSLADO DE KOH PHI PHI PRA KOH TAO (# DIA 1)
SaÍmos de Koh Phi Phi às 9:08 e chegamos em Krabi às 10:57.
Saímos do porto de Phi Phi sem nenhuma informação! O cara do barco pegou nosso ticket e mandou a gente tirar foto (já fiquei tensa aqui)! A viagem até Krabi foi tranquila, mas até então continuávamos no escuro sem saber o que fazer depois que chegássemos lá.

Quando chegamos em Krabi fomos andando até a porta da frente do porto (que mais parece um aeroporto)! Tudo desorganizado! Fomos perguntando pras pessoas até que um cara disse que era com ele! Quando conferiu no papel dele os nossos nomes não estavam na lista (eu paguei 30,00 libras em cada ticket e recebi email de confirmação)!

Aí um outro cara chegou e ligou pra agência pra confirmar que a gente tinha pago! Fomos andando até uma van e saímos do estacionamento do porto às 11:15 (tudo bem cagado e desorganizado)! As pessoas se aglomeraram na porta de saída do porto (depois de passar pelos corredores, do lado de fora tem mó galera perdida e a solução é você ir perguntando pra todo mundo até achar alguém que te dê minimamente uma informação aceitável). Chegamos na agência às 11:23. Lá recebemos os tickets do ferry e um adesivo pra gente colocar na camisa e se identificar como grupo. Tem tipo uma sala de espera com uma cantina pra comprar suco, água e lanche.

Saímos da agência às 12:30 num ônibus de dois andares com banheiro e ar condicionado. Chegamos no píer às 15:15. Às 16:05 pegamos o ferry e saímos do porto em direção à Koh Samui (primeira parada) e chegamos lá as 16:55.

Saímos às 17:05 de Koh Samui em direção à Koh Phangan (segunda parada) e chegamos lá às 17:35.

Saímos de Koh Phangan às 17:45 e chegamos em Koh Tao (terceira parada) às 18:48.

*** Basicamente você pega um ferry que vai parado em várias ilhas, mas você não saí do ferry até chegar na sua ilha de destino. Algumas pessoas do nosso grupo, por exemplo, desceram em Koh Samui e Koh Phangan, mas como a nossa era a última parada, ficamos no barco direto até chegar nossa ilha.

Chegando na ilha, andamos um pouco pra sair da muvucada do píer e pegamos um “táxi”, que na verdade era um 4X4, na rua paralela ao píer. Pagamos 100,00 Bahts cada um (depois de negociar muito) e fomos logo procurar nosso hostel que ficava na região de Sairee: Pranee Guesthouse.

Comentários: Hotel bem localizado perto da praia e das escolas de mergulho (5 minutos andando até a praia). O quarto era aconchegante e limpinho. O chuveiro tinha água quente e fria. Tinha opção de quarto com ar condicionado ou com ventilador. Não tem café da manhã incluído.

Deixamos as coisas no nosso quarto e partimos pra procurar algum lugar pra jantar. Encontramos o Su Chili que ficava praticamente do lado do nosso hostel e era muito bom e tinha um preço acessível!

Nossa intenção era tentar fechar o mergulho já naquela noite, mas descobrimos que as escolas de mergulho abrem às 8:30/9:00 e fecham às 18:00/20:00. Aí como já tava tarde, decidimos acabar de jantar e descansar (a gente tava só o oco depois das longas horas de viagem de Phi Phi até Koh Tao).

Decidimos fechar o mergulho no dia seguinte bem cedo pela manhã.

 
# DIA 2
Acordamos bem cedo, tomamos café no 7 eleven e fomos rodar pela “cidade” pra fazer pesquisa de preços. Fomos em umas seis ou sete escolas de mergulho diferentes pra pesquisar o melhor preço e quase todas aplicavam o mesmo valor, então decidimos ir na que tinha mais referências no TripAdvisor.

Fizemos o mergulho pela Roctopus e pagamos 2.000 Bahts (algo em torno de R$ 200,00 reais) por pessoa e depois pagamos mais é 1.000 Bahts extras pra fazer outro mergulho em outro lugar. Em Koh Phi Phi o mergulho era 3.400,00 Bahts.

Escolhemos a Roctopus por outro motivo: a equipe foi super simpática e muito atenciosa com a gente. Quase todos os instrutores são ingleses, então tinham um inglês limpo e sem sotaque. Fomos em uma escola que o instrutor era tailandês e eu não tava entendendo nada do que ele tava falando, aí me bateu um certo medinho ir pra alto mar e não entender as explicações do mergulho.

A maioria das empresas começa os grupos de mergulho de batismo às 10:00/10:30. A nossa começou às 10:30.

Começamos o treinamento na sala de aula às 10:35 e acabamos a parte acadêmica às 11:15. Nessa parte eles ensinavam pra gente várias técnicas e dicas do que fazer debaixo d’água. Por exemplo: Como evitar a dor no ouvido, como limpar a máscara debaixo d’água, o significado dos sinais...

Às 11:30 saímos da empresa em direção ao píer e chegamos no píer às 11:40. Já no barco tivemos algumas outras instruções e fomos separados em quatro grupos, cada um com um instrutor diferente. Acho que cada instrutor tinha no máximo quatro pessoas. O nosso grupo era eu, Mark e mais uma menina!

OBS: O barco ofereceu água, frutas e biscoito. Ahhhh!!! Não pode levar a Gopro em nenhum momento do mergulho.

Quando chegamos em Aow Leuk - local do nosso primeiro mergulho (que foi mais pra testar nosso aprendizado), eles nos disponibilizaram todo o equipamento (roupa, máscaras, snorkeling,pé de pato, etc..) e fomos pra água. Cada grupo estava num lugar diferente.

Fizemos uns 20/30 minutos de treinamento na água (treinando a respiração, os sinais e a limpeza da máscara debaixo d’água). Depois fizemos um mergulho de 30 minutos de 8 metros de profundidade.

O segundo mergulho (aquele que tem que ser pago à parte) foi na Shark Island e também ficamos 30 minutos debaixo d’água, mas dessa vez descemos até 13 metros de profundidade!

Nossa instrutora foi a Natalie! E ela foi maravilhosa! Chegamos de volta ao píer às 17:00.

OBS: Existe um lugar muito foda pra fazer mergulho em Koh Tao que se chama Sail Rock, mas é só pra quem tem certificado e sai aos domingos (pela Roctopus). 2.600,00 Bahts por pessoa.

Voltamos do passeio e fomos logo jantar no Su Chili pra depois ver o pôr do sol na Sairee Beach! Que coisa linda genteeee!

Tomei a liberdade de copiar as informações no site da Roctopus pra quem quiser tirar a certificação da OPEN WATER, que é a certificação mais comum (tá em inglês porque não quero omitir nenhuma informação):

"No previous dive experience is required and upon completion of the course students will be certified to dive to a depth of 18m (60ft) with a dive buddy of equal or higher certification. The certification is valid for the rest of your life, meaning that you can dive with any dive shop, anywhere in the world!

The 3-day OW course guides students through a 3-phase process including Dive theory, shallow water skill work and Open Water experience dives.

Cost – 8,600 THB (includes):

OW course e-manual
Rental Dive equipment
Dive computer rental
SSI certification fee
Dive Logbook
Roctopus taxi pick-up from the pier on arrival

Pre-requisites:
A minimum of 10 years old
Ability to swim 200m un-aided & tread water for 10 minutes
Good physical health (Those with known medical conditions may need written approval from a dive medic)

Itinerary

Day 1
4pm – Orientation, meeting your instructor, other students and watching the course videos. (approximately 2 hours).

Day 2
8-10.30 Academics
1.30 – 4pm Confined water training at a shallow dive site or pool.

Day 3
8-10.00 Academics
11.30 – 4pm Dives 1&2

Day 4
6am-11.00 Dives 3 & 4
Midday – Certification! (Then meet again at 7pm to watch the video we made of your group as we celebrate your new certification.)

Later that evening we meet up at our beach bar, Victor’s, for a special screening of your open water movie and to celebrate your first night as a fully certified open water diver…Roctopus style.

If you would like your dives filmed by our in house professional videographer, we offer this service for an additional fee. Check out Fat Fish movies on YouTube.

We can arrange accommodation for you upon request. Have a look at our Accommodation pages for more info…..

Please note that you must leave 18 hours between your last dive and flying on a commercial aircraft.

If you have any questions, please email us at info@roctopusdive.com"

A qualidade da foto não é das melhores, mas queria mostrar pra vocês o flyer que eles distribuem com os cursos que eles oferecem na Roctopus.
 
# DIA 3
Acordamos cedo de novo (ó que novidade) e fomos tomar café no 7 eleven e de lá já estávamos decidimos a ir pra Koh Nang Yuan.

Nossa ideia na verdade era ir na Koh Nang Yuan e depois voltar pra Sairee, alugar um scooter e rodar pelas outras praias, mas como nem eu e nem o Mark tínhamos pilotado uma scooter na vida a gente achou melhor não arriscar e acabamos ficando na Koh Nang Yuan até tarde umas 16:00.

OBS: Pra alugar uma scooter em Koh Tao sai por 200 Bahts o dia!!!

Fomos andando do nosso hostel pra Sairee Beach (5 minutinhos) e de lá rolam vários barquinhos (táxi boat) pra Koh Nang Yuan e você consegue uns descontos se negociar. Nós pagamos 250,00 Bahts pra cada e saímos de Sairee Beach às 10:10 e chegamos em Koh Nang Yuan às 10:20. A mulher da barraquinha do táxi boat pergunta que horas você quer voltar da ilha, porque o barco te busca no horário que você quiser. A gente pediu pra voltar às 16:00.

A Koh Nang Yuan abre às 10:00 e fecha às 17:00 e tem que pagar 100,00 Bahts de taxa de preservação! Teoricamente não pode levar água em garrafinha de plástico porque muita gente idiota joga a garrafinha fora no mar. Então, pra evitar a poluição eles proibiram garrafinhas de plástico. Eu escondi a minha dentro da toalha e consegui passar. Ou você leva água em garrafa metálica ou esconde bem a garrafinha de plástico e tome cuidado pra não deixar lixo!

DICA: Assim que você chegar na ilha, vá direto ao view point. Importante chegar às 10:00 (no máximo às 10:30 no view point porque às 10:45 começou a lotar muitoooo)! A fila começa por volta das 10:45 e fica muito grande! Pode chegar a 45 minutos de espera!

Nós demos muita sorte! Começamos a trilha do view point às 10:35 (trilha bem marcada e cheia de escadas) e chegamos lá no topo às 10:43! Chegamos lá e não tinha ninguém! Conseguimos tirar várias fotos sem qualquer problema, mas em menos de 5 minutos uma cabeçada começou a chegar e quando a gente tava descendo, a fila já tava ficando bem grande.

OBS: É proibido colocar canga ou toalha na areia, porque segundo eles, as pessoas podem “roubar” a areia da praia. Por isso, se você quiser sentar sem ser direto na areia tem que pagar 150,00 Bahts pra alugar duas cadeiras de frente pro mar (o preço é o mesmo pra uma cadeira só) com um guarda sol.

A comida em Koh Nang Yuan é muito cara! Por isso, leve muitas coisas pra comer! Como a gente ficou metade de um dia lá, levamos bananas, biscoitos e uns sanduíches. Não vi nada dizendo que comida era proibido, mas tome cuidado com os lixos (leve saquinho plástico pra colocar seu lixo e jogue fora na lata de lixo).

Voltamos pra Sairee lá pelas 16:00 e como a gente tava morrendo de fome fomos logo pro Su Chili jantar (comemos todos os dias nesse restaurante hahahahaha eu amei a comida de lá e não quis arriscar em outro lugar. Como você sabem, eu tenho intolerância à comida apimentada e esse restaurante servia super bem).

Acabamos de jantar e fomos correndo pro hostel tomar um banho, por que a gente queria ver o pôr do sol da Sairee Beach. Foi lindo! Tava rolando música nos bares e tornou aquele pôr dol sol ainda mais especial.

Encontramos uma brasileira e uma holandesa por lá e ficamos tomando umas cervejas até uma certa hora. Depois voltamos pro hostel pra arrumar as coisas, porque no dia seguinte sairíamos bem cedo pra pegar o ferry pra Koh Samui e ficar lá metade de um dia.

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Existem outros passeios legais que você pode fazer em Koh Tao.
Um deles que eu cheguei até pensar em fazer é o Snorkeling Trip, mas no final acabamos optando por ficar só na Koh Nang Yuan, em vez de fazer essa trip.

*** Pra ser bem sincera, me arrependo um pouco de não ter feito esse passeio, porque depois conheci algumas pessoas que fizeram e falaram que foi muito bom!

Snorkeling Trips (9:00 às 17:00) – 750,00 Bahts por pessoa

09:00 – Pega você no seu hotel
10:00 – Todos se encontram no Maehaad Píer
10:30 – Shark Bay (snorkeling) | Às vezes dá pra ver tartarugas e tubarões nesse point.
11:30 – Aow Leuk Sandy Bay | Água bem transparente e cheia de corais.
12:30 – Hin Wong Bay
13:30 – Mango Bay | Almoço
14:30 – Koh Nang Yuan | Paga 100,00 Bahts extra de taxa de preservação
16:30 – Retorna ao píer
17:00 – Chega de volta ao hotel.

O que tá incluso no passeio:
- Transfer (ida e volta);
- Equipamentos para snorkeling;
- Almoço, água, café, frutas e chá;
- Guia em inglês;

 
# IDA DE KOH TAO PRA KOH SAMUI
A ideia de ir pra Koh Samui era pra pegar o avião no aeroporto de Koh Samui e ir pra Bangok da onde nosso voo sairia pra Inglaterra.

Existem várias opções de ir de Koh Samui pra Bangkok (trem, ônibus e avião), mas como a gente tava com o tempo bem apertado, decidimos pagar um pouco mais pela rapidez e comodidade do avião.

Saímos de Koh Tao às 9:00 e chegamos em Koh Samui às 11:50. Como nosso voo era só às 20:00, a gente ficou com algumas horinhas pra conhecer Koh Samui.

Como a gente tava com os mochilões e não achamos locker no píer, decidimos rodar por ali por perto pra ver se a gente achava algum hostel que aceitasse guardar os mochilões. Aí, bem pertinho do píer achamos o hotel Boutique The Green que aceitou guardar os nossos mochilões por 7 horas pelo valor de 100,00 Bahts (os dois juntos). Pagamos o valor e saímos andando meio sem rumo.

Achamos um restaurante por ali por perto e decidimos almoçar com calma. Depois de comer uma comidinha super gostosa, fomos andando até o templo do Big Buda (fica a uns 10 minutos do píer andando) e depois fomos ao Wat Plai Laem fica a 10 minutos do Big Buda andando).

Como a gente tava muito cansado, decidimos voltar pro hotel pra descansar na recepção. Depois pegamos um táxi no píer e fomos pro aeroporto (10 minutos). De Koh Samui voamos pra Bangkok e de Bangkok voamos pra Londres! E assim acabou nossa trip maravilhosa pela Tailândia. Foi muito fodaaaaaa!

Espero que vocês tenham curtido o meu diário de viagem de Koh Tao e se tiverem qualquer dúvida sobre os passeios ou sobre o roteiro é só me mandar email (contato@vidamochileira.com.br) ou um direct no Instagram que eu respondo rapidinho.

Até a próxima!

 


Maryana Teles
Maryana Teles
Carioca, publicitária e apaixonada (digamos que, talvez, viciada) por viagens de estilo low cost. 25 países na bagagem e muitas histórias, micos, dicas e inspirações pra quem também vive (ou quer viver) uma VIDA MOCHILEIRA!