Como levar dinheiro para o exterior

0

RELATO ESCRITO POR ANDREA

Oi Gente!

Eu convidei a Andrea (@andiesss) que é seguidora do Vida Mochileira e tá fazendo uma viagem pela Europa (sem data pra terminar) usando só a Worldpackers. E como a viagem dela é bem longa, eu pedi pra ela fazer esse post explicando como levar dinheiro para o exterior. Como ela faz pra administrar o dinheiro dela e como ela faz em relação a movimentação do dinheiro.

Ela foi super enfática dizendo que não viaja com dinheiro (cash) porque além de ser perigoso acaba perdendo muito valor por causa dos câmbios variados das agências. Ela, então deu várias dicas de como viajar usando cartão sem ter que sofrer com as taxas e o IOF depois da viagem.

Como levar dinheiro para o exterior

Quando você viaja, seu dinheiro fica na carteira?

O meu não fica, não. Em 2019, viajar com dinheiro vivo virou coisa do passado e é algo que faz o seu suado dinheirinho valer muito menos do que poderia. Nesse post eu vou te contar onde colocar sua graninha enquanto você viaja e como fazer o seu dinheiro (e você) irem mais longe.

Os bancos digitais facilitando a vida dos viajantes.

De 2010 pra cá, várias start-ups surgiram na Europa com um conceito diferente de contas bancárias. São bancos completamente digitais e que, como não gastam mantendo agências físicas, podem oferecer mais vantagens para os seus clientes. Na Inglaterra, onde morei por 7 anos e posso falar com mais propriedade, as estrelas são o Monzo e o Starling Bank. A Alemanha vem desbancando todo mundo com o seu N26. E o Brasil vem engatinhando com seu Nubank.

Esse tipo de banco digital costuma oferecer apps super inteligentes que te ajudam a monitorar o seu dinheiro, categorizando suas despesas e mostrando os seus gastos mês a mês. Além disso, possuem um serviço de atendimento através de um chat dentro do app que costuma ser muito mais rápido e eficiente do que ficar ouvindo a velha musiquinha de espera no telefone por horas quando se tenta falar com seu banco tradicional. O atendimento é personalizado e o atendente tem rápido acesso às suas informações sem precisar passar por milhões de procedimentos de segurança.

Mas o pulo do gato para os viajantes está nas taxas!

Além de oferecerem ótimas funcionalidades nos seus países, muitos desses bancos oferecem 0% de taxas sobre gastos em qualquer país do mundo, incluindo saques em dinheiro na moeda local. Infelizmente o brasileiro Nubank ainda não oferece essa vantagem, mas continua lendo que eu vou te mostrar como conseguir entrar nessa sendo brasileiro!

Já imaginou gastar em outra moeda e não pagar NENHUMA taxa em cima do seu gasto. Vamos fazer uma comparação: eu era a louca dos pastéis de nata quando estava em Portugal. Um pastel de nata da Mantegaria (o publi é de graça porque o trem é bom) custa €1,00 euro. Quando pagava por eles com meu cartão da Monzo, ele me custava um total de… €1,00 euro ou R$ 4,34 reais. Se você comprar o mesmo pastel de nata com cartão de débito brasileiro, ele vai custar os R$4,34 + 6.4% de IOF em cima. Ou seja, você pagaria R$ 4,61 reais pelo mesmo pastel de nata.

“Ai, mas são só centavos de diferença!” Acontece que centavos quando somados dia após dia acabam se tornando muito dinheiro que você poderia ter usado durante a viagem. Se torna também uma questão de princípio de não entregar o seu rico dinheiro de mão beijada para instituições financeiras sem motivo algum.

 

Dinheiro vivo X Contas digitais

As taxas de conversão oferecidas por casas de câmbio são como um assalto não-anunciado. Se trocar dinheiro no Brasil então, você vai continuar pagando o IOF e taxas administrativas.

Os cartões desses bancos digitais, além de não cobrarem taxas em gastos e saques internacionais, usam as taxas de conversão da bandeira do cartão. E essas são muito mais competitivas do que trocar dinheiro em casa de câmbio. Utilizei no exemplo abaixo uma casa de câmbio famosa em Goiânia que eu costumava usar antes de descobrir a magia do Monzo.

Quantos reais são necessários para comprar €1,00 EURO utilizando:

Mastercard: R$ 4,33

Visa: R$ 4.35

Confidence câmbio: R$ 4.57 (incluindo IOF)

 

Brasileiros podem conseguir esses cartões?

Atualmente, apenas um desses bancos aceitam o passaporte brasileiro como documento  para abertura da conta digital. Esse banco é o alemão N26. Ele funciona de forma parecida com o Monzo, que eu utilizo e demonstrarei abaixo, mas ele tem outras vantagens como a possibilidade de incluir um seguro-viagem com o cartão.

Porém, os brasileiros que quiserem obter uma conta com o N26 precisarão fornecer um endereço na Europa (ou, em breve, também nos Estados Unidos) para receberem o cartão. Por exemplo, encontrei casos em Lisboa de brasileiros que utilizaram o endereço do hostel onde estavam para receber o cartão. Esse método funciona, mas certifique-se de que o endereço é de alguém de confiança e que você tenha acesso ao correio.

Outra coisa para se ficar atento também é o momento de passar o seu dinheiro em reais para a sua conta do N26. Você vai ter que fazer uma transferência bancária internacional, mas não utilize a transferência normal dos bancos brasileiros! Eles vão te cobrar o IOF e taxas do mesmo jeito e aí não adiantou nada todo o esforço. Utilize serviços como o TransferWise ou WorldRemit que te permitem mover dinheiro de um país para outro com taxas consideravelmente menores e com uma taxa de conversão competitiva. Tente transferir o máximo de dinheiro possível de uma vez para maximizar a economia.

Minha conta digital: Monzo Bank

O Monzo foi um dos bancos digitais pioneiros na Inglaterra. Para ter conta com ele, infelizmente é necessário um documento de identidade britânico ou um visto de residência. Na época em que abri minha conta, eu tinha um visto de trabalho e morava no país já há alguns anos.

Para brasileiros que morem na Inglaterra: na época em que eu abri essa conta, o Monzo era a melhor opção, mas hoje já existem outros bancos digitais que oferecem mais vantagens. Por exemplo, o Starling Bank oferece saques ilimitados sem taxa em qualquer moeda, enquanto o Monzo passou a limitar saques sem taxa para até £200 por mês em junho de 2018. O Starling Bank também paga um pequeno rendimento sobre o saldo da conta, free money!

Vou mostrar pra vocês agora algumas das coisas que mais gosto da minha conta do Monzo. O N26 funciona de uma forma bem parecida.

 

Resumo dos gastos:

O app do Monzo é super intuitivo e ilustra os seus gastos de uma forma fácil de entender.  Por exemplo, quando quero mostrar aos meus seguidores no Instagram (@andiesss) quanto gastei em uma viagem, um simples screenshot do app é suficiente para todo mundo ver o quanto gastei no mês e com o quê.

Essas categorias fazem toda diferença também! O app permite que você mesmo categorize cada gasto de uma forma que faz sentido pra você. Eu, por exemplo, gosto de ver o quanto gastei com Groceries (supermercado) vs. Eating Out (Comer Fora) para ver se eu deveria estar cozinhando mais no hostel e comer menos em restaurante. Normalmente o meu maior gasto de todos é Eating Out, oops!

O app também te permite colocar uma meta de gastos por mês e ainda te avisa se você estiver perto de estourar a sua meta (como é o meu caso ali, eu culpo os pasteis de nata!)

Segurança:

O que acontece se você perder ou roubarem o seu cartão de débito do Brasil? Vão-se aí horas e horas no telefone tentando congelar o cartão e obter outro. Fora a preocupação de alguém estar fazendo a festa com seu dinheiro nesse meio tempo! E se você esquecer a senha? É mais tempo perdido que você poderia estar usando para conhecer um lugar novo durante a sua viagem.

O Monzo oferece as opções de congelar o cartão imediatamente apenas apertando um botão. Se depois de um tempo você encontrar o seu cartão, também pode desbloqueá-lo imediatamente. Se não o encontrar, a Monzo te envia outro rapidamente.

Se esquecer a sua senha, você pode pedir a dica da senha com um botão. A Monzo te envia um e-mail com a dica da senha e assim você poderá recuperá-la. É bom lembrar que para entrar no app em si é necessário colocar a sua digital, então nada de estranhos tentando ver a sua senha!

 

Atendimento ao consumidor:

Eu passei por uma experiência em Portugal onde um caixa automático específico estava me cobrando uma taxa horrenda por saques, mesmo com o meu cartão da Monzo que promete saques sem taxa até £200 todo mês.

Entrei em contato com eles pelo chat do app. É como um chat de Facebook, mas seguro e você fala diretamente com um atendente (um ser humano, vale ressaltar, e não um robô). A Monzo me explicou que eu não poderia tirar dinheiro naquele caixa específico e me deu um mapa com caixas que não me cobrariam taxas. E o melhor de tudo: a Monzo me ressarciu de todas as taxas que eu paguei e ainda incluiu um agrado na recompensa.

Essa experiência para mim é o que faz a maior diferença e isso prevalece nesse tipo de banco digital, incluindo o N26. Eles primam por um atendimento ao consumidor de qualidade e se certifiquem de que você não tenha problemas. Muitos desses bancos ainda dependem de investidores privados para sobreviver como empresa e, portanto, mais um motivo para oferecem um atendimento eficiente. Nunca mais eu ouvi musiquinha no telefone depois de abrir minha conta na Monzo!

Vale ressaltar mais uma vez que o Monzo só está disponível para residentes da Inglaterra, mas o N26 funciona de uma maneira muito parecida e, em muitos aspectos, é ainda melhor que o Monzo.

Espero que as dicam sejam úteis para vocês! Qualquer dúvida deixe aqui nos comentários ou no meu Instagram (@andiesss).

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Worldpackers ($10 dólares OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRAWP): Worldpackers
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Chip de Internet (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10): Chip de Internet Yes Brasil
– Aluguel de carro: Rentcars
– Consultoria de viagens comigo: vidamochileira@gmail.com
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago (10% OFF VIDAMOCHILEIRA10): @fuigosteitrips

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!