Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores

0

Oi Gente!

Eu acabei de voltar de Brighton Inglaterra e posso dizer que essa cidade é simplesmente incrível. Com quase 289 mil habitantes, Brighton tem tudo que uma cidade grande oferece, com o ar acolhedor de uma cidade pequena. A cidade é relativamente pequena em termos de quantidade de pontos turísticos, ou seja, você consegue conhecer todos os principais pontos turísticos andando e em um dia.

A cidade tem uma vibe vintage bem nostálgica, apesar de ter bastante jovens, estudantes e turistas explorando as ruas da cidade.

SOBRE BRIGHTON (ALGUMAS CURIOSIDADES)

A cidade de Brighton fica localizada no sudeste da Inglaterra e bem pertinho da famosa Londres, ou seja, você consegue incluir essas duas cidades no seu roteiro se você se planejar direitinho.

Por ser “vizinha” de Londres, Brighton recebe uma média de 8 milhões de turistas por ano, incluindo muitas excursões estudantis (vimos vários grupos de estudantes estrangeiros em Brighton: franceses, poloneses e tchecos).

Brighton Inglaterra pode ser uma ótima opção para brasileiros que querem aprender inglês. Existem diversas escolas com cursos de inglês, que devem ter preços mais acessíveis do que Londres (não perguntei valores, mas acredito que deva ser mais barato).

A praia é de pedrinha, ou seja, não crie a expectativa de que você vai chegar em Brighton e estender sua canga na areia pra tomar sol. Você provavelmente não vai se sentir muito confortável deitando em várias pedrinhas rsrsrsrs.

Brighton é uma cidade cosmopolita e me pareceu bem aberta à diversidade, desde pessoas com roupas e cabelos bem peculiares a restaurantes com diversas cozinhas diferentes. A comunidade vegana tem bastante influência na cidade e você contra lojas, restaurantes e até cafés veganos. É em Brighton que acontece uma das maiores paradas gay da Inglaterra e a comunidade LGBT tem voz e é respeitada por lá. Inclusive, gostaria de enfatizar que eu fico muito feliz de poder viajar e ver que ainda é possível achar lugares onde o respeito pelo próximo é cultivado: dos mais ricos aos hippies, das pessoas locais aos imigrantes, entre mulheres, homens e crianças. Felizmente, eu não vi raça, gênero, idade ou nacionalidade serem alvo ou motivo de discriminação em Brighton.

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
Brighton Palace Píer

MELHOR ÉPOCA DO ANO PARA VISITAR BRIGHTON

AVISO: Estamos falando do clima inglês, ou seja, um clima impermanente, instável, maluco, traiçoeiro e completamente duvidoso rsrsrsrs. Você olha a previsão do tempo e diz que vai chover e fazer frio e quando você chega lá, faz sol e até um pouquinho de calor ou diz que vai fazer sol e não ventar e você literalmente parece que caiu dentro de um tornado.

BIZU DA MARY: Não importa a estação do ano que você vá, existe uma grande probabilidade de chover, então leve guarda-chuva. Mesmo que você vá na primavera, as temperaturas podem cair bruscamente, então leve um casaco quentinho e uma calça (fomos no final de abril e pegamos 7 graus no fim de tarde, por exemplo).

Brighton é uma cidade que por sua natureza é chuvosa, nublada e com temperaturas baixas, além de dias com muito vento, mas você pode dar sorte e pegar dias ensolarados e bem quentes também, tipo, literalmente do nada. Pra você ter noção, no dia 21 de abril de 2019 fez 25 graus, um sol quente de outro país (provavelmente do Brasil rsrsrs) e no dia que fomos (26 de abril de 2019) – uma semaninha de diferença – fez 7 graus e estava ventado muito (usei cachecol e luva hahahaha)!

Se for pensar pelo ponto de vista de um turista que quer aproveitar o máximo da cidade, de fato, o verão é a época do ano mais recomendada pra quem quer passear pelas ruas da cidade e aproveitar ao máximo os pontos turísticos ao ar livre – quase todos os pontos turísticos em Brighton são ao ar livre. No entanto, em contraste com o clima agradável você terá ruas mais movimentadas e hospedagens mais caras devido à alta temporada. Sério! Imagina uma cidade litorânea no verão europeu… É o fervo!

No inverno, as temperaturas caem drasticamente (podendo chegar a temperaturas negativas em janeiro e fevereiro) e a frequência de ventos aumenta bastante. O problema do inverno é que como as temperaturas são muito baixas, as pessoas não costumam ficar pelas ruas e a cidade fica com um ar de triste. O ponto positivo dos meses de inverno é que tem menos turistas nas ruas e as hospedagens são mais baratas.

O outono e a primavera são estações interessantes pra fazer uma visita à Brighton. As temperaturas são amenas (como eu disse, às vezes calor, às vezes muito frio), não tem tanto turista na rua como no verão e os preços de hospedagem são bem atrativos. Na primavera, em especial, eu acho que é um dos momentos mais lindos de visitar Brighton, pela beleza das flores que tomam conta dos parques, as gramas verdinhas, as flores nas árvores dando um contraste lindo na cidade. 

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
Orla de Brighton

COMO CHEGAR EM BRIGHTON INGLATERRA

Brighton é um destino muito popular entre os próprios ingleses, ou seja, existe ônibus e trem de tudo quanto é canto pra você chegar na cidade.

Nós, por exemplo, saímos do sudoeste da Inglaterra (Exeter), pegamos um ônibus da National Express e em 6 horas estávamos em Brighton.

Mas, nesse post vamos focar em quem vai sair de Londres, porque eu acredito que é a localização inglesa mais popular entre os brasileiros e, por isso, a maioria deve sair de lá pra visitar Brighton.

TREM

O jeito mais rápido e fácil de ir de Londres para Brighton é de trem e, acredite se quiser, às vezes sai mais barato do que ir de ônibus. O trajeto de trem dura em torno de 1 hora e a viagem é super tranquila.

OBS: Os trens que saem da estação St Pancras International levam em torno de 1h30min pra fazer o trajeto até Brighton, mas em geral o trajeto dura 1 horinha.

Você pode conferir os horários dos trens e os preços dos bilhetes no site da Trainline. Esse site é ótimo, porque te mostra não só os valores mais baratos dos trens e os horários, como também compara com os valores dos ônibus.

São várias as estações de trem em Londres que fazem serviço para Brighton, mas as principais são: London Blackfriars, London Bridge, London Kings Cross, London Paddington, London St Pancras International e London Victoria.

É possível encontrar passagens super baratas de trem, como ida e volta por 10,00 libras (se compradas com antecedência). Mas, mesmo para as pessoas que são impulsivas e decidem viajar de última hora tem como encontrar passagens com preços atrativos, como por exemplo 12,00 libras cada trajeto (chegando na estação e comprando o ticket pra embarcar logo em seguida – foi o que fizemos quando fomos de Brighton para Londres rsrsrsrsrs).

Mas, em geral o valor do trem sai por 18,60 libras cada trajeto ou 34,10 libras (ida e volta), se você não encontrar promoção ou não comprar com antecedência.

ÔNIBUS

Outra opção super atraente e barata é fazer a viagem de Londres até Brighton de ônibus. O trajeto dura em torno de 2 horas (o ônibus mais rápido), mas tem ônibus que faz várias paradas e o trajeto pode durar mais de 3 horas (preste atenção nos horários que você vai comprar o bilhete).

A companhia de ônibus que faz viagens por toda Inglaterra é a National Express e você pode comprar as passagens pela internet ou diretamente no guichê da rodoviária (London Victoria Coach Station).

Se você comprar as passagens com, pelo menos, um mês de antecedência, consegue comprar cada trajeto por menos de 5,00 libras e ida e volta por menos de 10,00 libras. É surreal de barato, né?

Mas, se você não conseguir se programar com tanta antecedência, os valores das passagens de ônibus de Londres pra Brighton saem em torno de 10,00 libras cada trajeto, o que eu ainda acho muito barato.

Enfim, a conclusão é que além de ser muito fácil ir de Londres pra Brighton, é também muito rápido e barato e vale muito a pena incluir esse bate e volta no seu roteiro quando você vier para as terras da Rainha.

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
West Píer
Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
Trilha das Seven Sisters

O QUE FAZER EM BRIGHTON INGLATERRA

  • Queens Road
  • Jubilee Clock Tower
  • Brighton Palace Píer
  • West Píer
  • British Airways i360
  • The Royal Pavilion
  • Brighton Museum & Art Gallery
  • The Bandstand
  • The Lanes (região das lojinhas)
  • North Laine, Bond Street e Kensington Gardens
  • Curtir a orla (andando ou de bicicleta)
  • Free Walking Tour
  • Andar de trenzinho na orla da praia (VER)
  • Sea Life Brighton (aquário)
  • Duke Street conhecer a loja Choccywoccydoodah
  • Circuito dos Pubs
  • Comer Fish and Chips

SOBRE CADA PONTO TURÍSTICO EM BRIGHTON INGLATERRA

QUEENS ROAD

A Queens Road é a rua principal da cidade e é repleta de lojinhas: roupas, souvenirs, acessórios e outros. Se você chegar em Brighton de trem quando você sair da estação já vai estar na Queens Road e percorrendo ela em frente toda a vida você vai passar pela Clock Tower e seguindo mais um pouco em frente você chega na orla e de lá já consegue ver o Brighton Palace Píer, o West Píer e o British Airways i 360.

Outra opção, se você estiver na Queens Road, é pegar a North Street (uma das ruas perpendiculares) e seguir direto pro Royal Pavilion. Os pontos turísticos são bem próximos, então, em no máximo 25 minutos de caminhada você chega entre um ponto e outro (levando em consideração os mais afastados). Então, independente do roteiro que você faça – começando pela orla ou pelo Royal Pavilion – tudo é bem pertinho e não faz muita diferença.

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores

CLOCK TOWER

A Jubilee Clock Tower em Brighton Inglaterra é um dos marcos da cidade. Ela foi projetada por John Johnson em 1888 pra comemorar o Jubileu de Ouro da Rainha Victoria do ano anterior. A Clock Tower tem um estilo arquitetônico clássico com algumas pegadas de barroco e possui quase 23 metros de altura. Vale parar e prestar atenção nos detalhes da estrutura.

BRIGHTON PALACE PÍER

Esse lugar é simplesmente mágico! Digo isso porque senti uma felicidade inexplicável de entrar pelo portão e ver aquela magia vintage no ar. Talvez eu estivesse embalada pelas memórias de vários filmes antigos que tinham um parque de diversão no final de um píer, ou talvez fossem as cores e as faixadas das barraquinhas de comida que me remetiam à minha infância. A única coisa que eu tenho certeza é que meu lugar favorito em Brighton é o Brighton Palace Píer, eu podia passar o dia inteiro lá não só curtindo o parque, como sentada no banquinho de madeira apreciando as gaivotas brincarem no céu (ou atacarem pessoas distraídas com suas comidas rsrsrsrs).

O Brighton Palace Píer foi inaugurado em 1899 e foi o terceiro píer a ser construído em Brighton, já que o Chain Píer desabou em 1896 e o West Píer ficou destruído depois de dois incêndios em 2003 (já estava fora de operação desde 1975). Hoje em dia, o Palace Píer é o único em operação na cidade.

O Brighton Palace Píer, na verdade, é o substituto do Chain Píer que foi construído em 1823 e coexistia com o West Píer. Depois que o Chain Píer desabou, algumas de suas partes foram usadas na construção do Palace Píer que hoje ocupa o seu lugar.

Horário de funcionamento:

Aberto todos os dias da semana o ano todo, com exceção do Natal!

Píer funciona das 10:00 às 21:00

Atrações funcionam das 11:00 às 19:00 (seg a sex) e das 10:00 às 19:00 (sáb e dom)

Restaurante/bar: das 10:00 às 19:00 (seg a sex) e das 10:00 às 20:00 (sáb e dom)

Entrada: GRATUITA – você não pagar para passear pelo píer, paga apenas se quiser brincar no parque ou comer nas barraquinhas/restaurante.

Atrações: O valor das atrações muda, mas pelo que percebi o valor médio dos brinquedos gira em torno de 4,50 libras

Barraquinhas: Lá você encontra barraquinhas de comida pra todos os tipos de gosto – tem barraquinha de fruta, algodão doce, crepe, sorvete, pipoca, fish and chips, churros e mais.

Além disso tem bares e restaurantes ao longo do píer, assim como lojinhas de souvenirs e muitos brinquedos!

WEST PÍER

O West Píer foi o segundo píer a ser projetado em Brighton e foi construído em 1866 e chegou a coexistir com o Chain Píer (1823). O West Píer teve seu auge entre 1918 e 1919, mas após a Segunda Guerra Mundial, sua popularidade começou a cair e os investimentos começaram a parar de chegar. A estrutura começou a ficar sucateada e o local completamente abandonado e falido, tendo que parar de operar em 1975.

A ruína do West Píer foi em 2003 quando dois incêndios destruíram completamente o lugar, deixando só os pilares da estrutura à mostra. Mesmo sendo só uma grande estrutura vazia de ferro, ele foi mantido dessa forma e virou um dos pontos turísticos da cidade, que você pode ver caminhando pela praia ou pela orla.

Em 2016 construíram a torre de observação British Airways i360 em frente ao West Píer, possibilitando a todos que sobem na torre, ver a estrutura completa do West Píer de cima, com uma visão bem bonita do que restou do píer no meio do mar (não tem passarela de acesso).

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
West Píer

CURTIR A ORLA

Uma das atrações de Brighton Inglaterra é sim curtir a orla. Percorrendo toda orla de Brighton você vai encontrar, pelo menos, cinco pontos turísticos da lista acima. A orla da cidade é uma graça e você vai se deparar com uma praia um tanto quanto diferente das praias do Brasil, já que em vez de areia você vai encontrar pedrinhas.

A orla possui dois trajeto: o de cima e o de baixo, isso porque o nível da praia tá abaixo do nível dos carros, ou seja, você pode passear pela parte de cima, apreciando os prédios antigos e a arquitetura da cidade e ainda sim olhar pro mar ou pode passear pela parte de baixo, no nível da praia e curtir os bares, restaurantes e lojinhas de artesanatos, comida, acessórios e outros.

BIZU DA MARY: Na ida caminhe pela parte de cima ou de baixo e na volta escolha a outra opção. Por exemplo, nós fomos na ida pela parte de baixo e voltamos caminhando pela parte de cima pra ver melhor o pôr do sol que se põe atrás dos prédios.

Ahhh! Além de caminhar pela orla, você também pode alugar uma bicicleta ser quiser. Elas ficam disponíveis na parte de cima da orla (tem algumas disponíveis perto do Brighton Palace Píer) e são liberadas através de um aplicativo BTN BikeShare (bem no esquema das bicicletas do Itaú no Brasil). O nome do aplicativo é Social Bicycles.

Você precisa se cadastrar no aplicativo e colocar crédito pra liberar a bicicleta. Depois, é só curtir o seu passeio e retornar a bike pra um dos pontos de entrega.

Preços: 0,03 centavos de libra por minuto (mínimo pra alugar é 1,00 libra)

BRITISH AIRWAYS i360

O British Airways i360 é uma torre de observação com 162 metros de altura que fica localizada exatamente em frente ao West Píer e foi inaugurada em 2016. A atração é basicamente uma cápsula de vidro que acomoda 190 pessoas em pé (tem alguns banquinhos, mas não dá pra todo mundo sentar) que vai subindo lentamente até chegar aos 162 metros de altura e permitir uma visão 360 graus de Brighton.

A subida dura em torno de 9 minutos e enquanto a cápsula de vidro sobre lentamente, você pode beber drinks no bar e curtir a música ambiente que toca durante toda a atração. Chegando no topo, a cápsula fica parada por uns 4 a 5 minutos, quando começa a descer novamente (9 minutos). Ahhh! A cápsula não sobe até o final lá no topo, ela fica a alguns metros do topo, mas ainda sim é bem alto e dá pra ver muita coisa lá de cima, inclusive o West Píer no meio do mar.

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
British Airways i360

A cápsula sobe a cada 30 minutos, então tenha em mente que você precisa comprar seu ingresso com, pelo menos, 30 minutos de antecedência. Você pode comprar o ingresso direto na bilheteria do i360 ou pode comprar online e ganhar 1,65 libras de desconto. Ahh! Uma coisa chata é que a atração muitas vezes é reservada para festas de empresa ou programas de TV, eu só consegui ir no meu último dia, um pouco antes de ir embora, porque das duas vezes que tentei ir a atração estava fechada pra festas privadas de TV.

Existe um restaurante e uma lojinha que você pode visitar antes ou depois que sai da atração, inclusive pode levar o drink que comprou na cápsula pra terminar sentadinho no restaurante, se quiser.

Pra ver o pôr do sol, você precisa comprar o ticket com, pelo menos, 1 hora de antecedência, mas o preço é o mesmo.

Horário de funcionamento: 10:00 às 21:00

Vale confirmar a disponibilidade dos ingressos pro dia que você quer visitar, porque alguns horários lotam rápido e em alguns casos a atração fecha para festas privadas e casamentos.

Entrada: 16,50 libras na hora ou 14,85 libras online

Duração: 23 minutos

THE ROYAL PAVILION

The Royal Pavilion é a estrutura mais imponente de Brighton, e a mais diferentona também, isso porque não tem nada a ver com as arquiteturas inglesas, já que o palácio tem uma arquitetura indiana por fora (lembra um mini Taj Mahal) e uma decoração chinesa por dentro.

O Royal Pavilion surgiu com o intuito de ser uma hospedagem real no século XVIII. O arquiteto Henry Holland ajudou George, o príncipe de Gales, a transformar o, até então, local de descanso real em algo mais robusto (Pavilhão da Marinha).

Em 1815, George, agora príncipe regente, contratou o arquiteto John Nash para projetar o edifício no estilo indiano (curiosidade: George nunca esteve na Índia, mas gostava da cultura). A construção foi inaugurada em 1823, quando George se tornou rei. Ele começou como palácio de prazer à beira-mar para o Rei George IV, mas também serviu como um edifício cívico e um hospital da Primeira Guerra Mundial, abrigando centenas de soldados indianos que lutavam (em nome da Inglaterra) pela primeira vez numa guerra dessa magnitude. Muitos desses soldados indianos chegaram na guerra sem treinamento algum e sem roupas adequadas, já que usavam suas roupas indianas de pano leve e fino durante o inverno europeu severo (muitos morreram de frio, inclusive).

Durante a Segunda Guerra Mundial, o Royal Pavilion teve partes destruídas e muitos outros acontecimentos desde a morte do Rei George IV. Recentemente ele foi restaurado, tentando trazer toda história, mobiliários e arquitetura da época de George para então virar uma das principais atrações turísticas de Brighton.

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
The Royal Pavilion
Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
The Royal Pavilion

Infelizmente não é permitido tirar foto, mas ficamos realmente muito impressionados com toda história do lugar e detalhes da arquitetura e decoração que na parte de dentro são majoritariamente chinesas, apesar do exterior se no estilo indiano. Eu, particularmente, não gosto de visitar museus ou coisas desse tipo, mas fiquei intrigada pra conhecer um pouco mais da história desse prédio indiano tão peculiar no meio de uma cidade inglesa e, realmente, valeu a pena.

Você pode fazer a visita só olhando para as coisas ou pode alugar um áudio guia que vai explicando cômodo por cômodo, falando sobre curiosidades e fatos históricos da época. Infelizmente o não tem áudio em português. Fizemos a visita com calma e ouvindo quase todo áudio guia e levamos em torno de 1 hora e 30 minutos pra percorrer todo palácio, mas se você for sem áudio guia deve levar em torno de 1 hora (tem algumas plaquinhas nos cômodos e também tem funcionários espalhados por todo palácio, caso você tenha alguma dúvida, pode perguntar pra eles).

Horário de funcionamento:

Outubro a Março: 10:00 às 17:15 (últimos ingressos vendidos até às 16:30)

Abril a Setembro: 9:30 às 17:45 (últimos ingressos vendidos até às 17:00)

Fechado dia 24/12 (a partir das 14:30), 25/12 e 26/12.

Entrada: 15,00 libras

Áudio guia: 2,00 libras

Duração: Entre 1 hora e 1 hora e 30 minutos

Ahhh! Do lado do Royal Pavilion, compartilhando o mesmo jardim, você encontra o Brighton Museum & Art Gallery com uma exposição de obras de arte, roupas, acessórios e itens do século XX.

Horário de funcionamento: Terça a Domingo das 10:00 às 17:00

Entrada: 6,00 libras

 

THE BANDSTAND

Um pouco depois do British Airways i360 você vai encontrar o The Bandstand na orla na parte de cima. Ele foi construído em 1884, sofreu algumas reformas e foi reaberto em 2009. Essa atração turística é apenas uma estrutura linda com vista para o mar. Você pode tirar fotos maravilhosas e também curtir um pôr do sol lindo de lá (não tem banco então tem que curtir em pé).

O The Bandstand tem sido muito usado para casamentos pequenos e outros tipos de cerimônia e o valor pra reserva do espaço é em torno de 665,00 libras!

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
The Bandstand

VER (VOLK’S ELETRIC RAILWAY)

O VER nada mais é do que um trenzinho que sai de um ponto da praia e percorrer parte da orla. A estação pra comprar o bilhete do VER e pegar o trenzinho fica à esquerda de quem tá olhando para o mar, bem depois do Brighton Palace Píer.

Os trens saem a cada 15 minutos até a parada Black Rock pra quem quer ir pra marina de Brighton.

Valores: 3,80 libras só a ida ou 4,90 libras ida e volta

 

SEA LIFE BRIGHTON

O Sea Life é o aquário mais antigo do mundo em funcionamento. Ele possui uma arquitetura vitoriana e fica localizado em frente ao Brighton Palace Píer. Esse aquário foi construído em 1872 e conta com mais de 3.500 espécies dentre arraias, polvos, peixes e tubarões.

Não entrei no aquário porque não quis mesmo, mas diria que não é uma atração imperdível em Brighton.

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
Sea Life Brighton

TOUR DOS PUBS

Brighton Inglaterra é mundialmente conhecida por ser a cidade com o maior número de Pubs por metro quadrado, em Hove principalmente. Existe um circuito de Pubs (como se fosse um Pub crawl da vida) que começa às 16:00 e vai até às 21:00 onde você passa por vários pubs super tradicionais de Brighton e ganha (de graça) prova das melhores cervejas do mundo.

O legal é que quase todos os pubs têm música ao vivo, cada um com seu estilo: jazz, rock, blues, eletrônico, etc e a melhor parte é que que circuito é todo de graça! Eles fazem isso pra você conhecer o maior número de pubs e voltar pra curtir à noite no que você mais gostou. No caminho no circuito você passa por alguns pontos turísticos da cidade como a Clock Tower e o centro comercial.

Infelizmente esse circuito de pubs não tem site, ele foi inventado por um grupo de amigos que têm um Airbnb. Mas, esse roteiro virou tradição entre os moradores e turistas da cidade, que se encontram ou no canto esquerdo ou no canto direito da cidade (Kemptown ou Hove).

Mas, se você quiser curtir os pubs por conta própria, todos os dias a partir das 17:00 você encontra música ao vivo nos pubs: jazz, rock, blues, pop ou até DJ. E nos finais de semana as atrações têm dois turnos: das 14:00 às 18:00 e das 20:00 às 2:00.

 

BRIGHTON FESTIVAL

O maior festival multi-artes da Inglaterra. É um evento que acontece anualmente em Brighton todo mês de maio e oferece entretenimento gratuito de: música, teatro, dança, circo, arte, cinema, literatura, debate e eventos ao ar livre.

Esse festival tradicional em Brighton surgiu em 1967 e teve a primeira exposição de poesia concreta do Reino Unido, juntamente com performances de Laurence Olivier e Yehudi Menuhin.

Durante todo mês de maio é possível curtir shows espalhados pela cidade, todos gratuitos. São 12 shows por dia. Brighton vira a capital da música por 31 dias consecutivos. Além disso, os artistas plásticos abrem suas casas para moradores e turistas entrarem e apreciarem suas obras.

Os moradores têm o costume de colocar a bandeira de Brighton nas portas ou nas janelas das casas e até em algumas lojas. A cidade fica com um ar alegre de festa e todo mundo entra no clima animado do evento.

OBS: Se você quiser visitar Brighton nessa época do ano (maio), é recomendado reservar sua hospedagem com bastante antecedência porque a cidade lota e os preços sobem!

 

LOJAS E COMPRAS

Brighton é um mega centro comercial. Você vai encontrar lojas pra todos os tipos de gostos e bolsos. Tem várias lojas famosas e outras bem peculiares, coisa que você só vai encontrar em Brighton. Tem lojinha de 1,00 libra (Poundland) e tem também muitos brechós com coisas interessantes, diferentes, vintages e baratas (um casaco por 5,00 libras não tá nada mau, né?).

Além das lojinhas que você encontra nas ruas, existe uma galeria a céu aberto chamada The Lanes que conta com várias lojas (roupas, acessórios, fotografia, bijuterias, etc), bares e restaurantes centralizados ali naquela área. Vale dar uma volta por lá e se perder nas ruelas.

Outras ruas legais de visitar que têm várias lojas legais e brechós em conta são: North Laine, na Bond Street e na Kensington Gardens. Ahhh! Vale explorar a Duke Street e conhecer as lojas dessa rua, especialmente a Choccywoccydoodah, uma loja de chocolates artísticos.


MAPA DOS LUGARES PARA VISITAR EM BRIGHTON INGLATERRA

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores


LUGARES PARA VISITAR PERTO DE BRIGHTON

Se você tiver um dia sobrando no seu roteiro, inclua um dos destinos abaixo pra você fazer um bate e volta saindo de Brighton. São lugares incríveis, não muito distantes, que valem muito a pena serem explorados também, principalmente se você já estiver em Brighton.

  • Seven Sisters and South Downs (1 hora de ônibus saindo de Brighton)
  • Devil’s Dyke (40 minutos de ônibus saindo de Brighton)

Infelizmente não consegui ir ao Devil’s Dyke (joga no Google imagens pra você ver que coisa mais linda esse vale), mas consegui ir às Seven Sisters e foi uma experiência sensacional que eu recomendo demais.

Essa foi a primeira vez que vi um Cliff (falésias/penhascos) ao vivo na Inglaterra. Que coisa mais linda!!!! As Seven Sisters são penhascos de giz pelo Canal da Mancha, eles fazem parte do South Downs em East Sussex, entre as cidades de Seaford e Eastbourne, no sul da Inglaterra. ⠀

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
Seven Sisters
Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
Seven Sisters

✏️ COMO CHEGAR NAS SEVEN SISTERS:
Você pode ir de trem ou ônibus saindo de Brighton. Fomos de ônibus e pagamos 7,00 libras cada um (ida e volta). Você pode comprar o ticket do bus direto com o motorista. Os números dos ônibus que vão pra Seven Sisters são: 12, 12A e 12X e estão indo em direção à Seaford.

Os ônibus são da empresa Coaster (são verdes e azuis de dois andares) e passam de 10 em 10 minutos. Tem vários pontos no centro, alguns são esses: Western Road, North Street e Sea Life Centre.

O trajeto de Brighton até as Seven Sisters dura em torno de 55 minutos e as paisagens até lá são maravilhosas. ⠀⠀

✏️ ONDE COMEÇA A TRILHA DAS SEVEN SISTERS:
Você desce no ponto “Seven Sister” que o ônibus anuncia, lá você encontra um centro de informações e pode ver um mapa com várias trilhas diferentes.

A trilha principal você faz em 4 horas cada trajeto (foi o que a moça da informação disse). Mas, na metade de caminho já dá pra ter um visual incrível e se você não quiser fazer ela toda dá pra ver os penhascos depois de 40 minutos de trilha (onde tiramos essas fotos).

⠀ ⠀
✏️ O QUE LEVAR PRA TRILHA: 
Na trilha tem alguns restaurantes localizados mais pro meio e final da trilha, então é recomendado que você leve água e uns snacks pro caminho.

É recomendado ir de tênis para fazer a trilha, já que a praia é de pedra (caso queira ir no mar) e tem algumas subidas que tem umas pedrinhas que escorregam.

Ahh! É bom alertar que durante a trilha você não encontra muitos banheiros, a não ser os dos restaurantes.


QUANTOS DIAS FICAR EM BRIGHTON INGLATERRA

Eu fiquei 2 dias e meio e achei suficiente! Um dia pra conhecer Brighton em si, os pontos turísticos e afins e um dia para conhecer as Seven Sisters, que eu fiz na metade de um dia, então ainda deu pra brincar no parque de diversão do Brighton Palace Píer (fomos em uma montanha russa legalzinha e uma casa do terror, que eu imploro que você não vá de tão sem graça que é. Sério! Dinheiro jogado no lixo total).

Se você não tiver intenção de conhecer as Seven Sisters, recomendo você chegar bem cedo em Brighton e explorar a cidade toda em um dia, mas se quiser curtir as coisas com calma, 1 dia e meio seria suficiente! No entanto, se você decidir que quer conhecer as Seven Sisters também, então, realmente serão necessários 2 dias em Brighton pra encaixar tudo no roteiro e aproveitar bem a cidade.

BIZU DA MARY: Você pode visitar Londres em 3 ou 4 dias e incluir um bate e volta em Brighton e (como é de praxe pros brasileiros) pode incluir também o bate e volta de Stonehenge e Bath em outro dia. Vai conhecer vários cenários ingleses na mesma viagem.

Logo, se você estiver planejando vir pra Inglaterra ou apenas Londres, a minha dica de roteiro seria essa: Londres (3 dias) | Brighton (1 dia) | Stonehenge e Bath (1 dia). Total: 5 dias

OBS: Se der pra você colocar 2 dias em Brighton, por favor, visite as Seven Sisters! Eu tenho certeza que você vai amar aquele lugar.

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
Praia de Brighton

ONDE SE HOSPEDAR EM BRIGHTON

Ficamos hospedados em um hostel bem fuleiro que fica em cima de um pub (bar). Como eu sempre compartilho as minhas experiências com muita transparência, preciso ser sincera e não recomendar o hostel: “The Kings Arms”. Eu reservei ele pelo Booking.com (site que eu sempre reservo meus hostels). Eu geralmente reservo só hostels com pontuação acima de 7 no Booking, mas como a localização era maravilhosa (5 minutos do Brighton Palace Píer) resolvi reservar ele mesmo (apesar da pontuação ser 6,3).

As únicas coisas positivas desse hostel foram a localização incrível e o preço barato (15,00 libras cada um por noite num quarto privado), ele realmente fica perto de tudo, mas no quesito limpeza das áreas comuns (banheiros, chuveiros e lockers) deixou muito a desejar. As roupas de cama estavam limpas, mas o quarto tinha um cheiro estranho (meio de velho ou mofado). Tinha muito barulho por conta do bar que fica embaixo do hostel e que fica aberto até às 23:00, então muitos hóspedes ficavam bebendo até tarde no bar e depois ficavam bêbados fazendo barulho nos corredores.

Outra coisa não muito legal foi que a gente compartilhou banheiro e chuveiro – até aí sem problema nenhum (eu, como viajante, tô acostumada a compartilhar banheiro) – e só tinham 3 banheiros e 2 chuveiros pra todos os hóspedes. Isso não chegou a ser um problema, já que eu e Mark saíamos muito cedo e voltávamos relativamente cedo, enquanto as outras pessoas saiam mais tarde e voltavam bem mais tarde, mas acredito que isso deva ser um problema na alta temporada com todos os quartos cheios.

Compartilhei a minha experiência negativa nesse hostel, mas isso não significa que todos os hostels sejam assim, pelo contrário, a maioria dos hostels são muito bons e eu amo usar o Booking.com pra reservar as minhas hospedagens quando eu viajo. Por isso, fiz questão de procurar alguns hostels bem recomedados no site! Não consigo dar minha opinião sobre a estadia e o serviço, porque infelizmente eu não entrei pra ver, mas estou recomendando baseado nas recomendações, localização e fotos:

YHA Brighton 

Baggies Backpackers 

Kipps Backpackers Brighton 

Smart Brighton Beach 

Smart Sea View Brighton 

OBSERVAÇÃO IMPORTANTE: Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
Orla de Brighton

GASTOS DA VIAGEM

Abaixo vou listar todos os meus gastos, desde alimentação a passeios. Dessa forma, você pode ter uma ideia de quanto vai gastar conhecendo Brighton.

OBS: Os valores são pra uma pessoa.

HOSPEDAGEM:

– 15,00 libras por noite em quarto privado com banheiro compartilhado em hostel (2 noites = 30,00 libras)

ALIMENTAÇÃO:

– 4,89 libras na promoção média do Big Mac no Mc Donald’s

– 7,09 libras em um Fish and Chips regular no Bankers

– 2,00 libras em um drink (vodka e suco de laranja – era happy hour e tudo estava pela metade do preço)

– 4,10 libras no café da manhã no Pret A Manger (croissant + latte)

– 8,99 libras no almoço no Harvester (entrada e prato principal ou prato principal e sobremesa + tap water)

– 9,49 libras no jantar no Bella Italia (uma entrada bem servida e um chocolate quente)

– 4,10 libras no café da manhã no Pret A Manger (croissant + latte)

– 12,49 libras no almoço no Bella Italia (macarrão com camarão + tap water)

PASSEIOS:

– 4,50 libras no ticket pra casa do terror no Brighton Palace Píer (foi muito ruim e muito sem graça)

– 5,00 libras no ticket pra montanha-russa Turbo (foi legalzinha – deu pra ir um pouco)

– 15,00 libras na entrada do Royal Pavilion

– 2,00 libras no áudio guide do Royal Pavilion

– 16,50 no ticket para o British Airways i360

TRANSPORTE:

– 7,00 libras no bilhete ida e volta até as Seven Sisters

– 12,40 libras na passagem de trem até Londres

TOTAL: 145,55 libras por pessoa que gastamos em 2 dias e meio em Brighton Inglaterra.

Brighton Inglaterra: O que fazer, dicas e valores
Orla de Brighton

DICA DE OURO: Existe uma aba no blog chamada “ROTEIROS GRATUITOS” e lá você pode baixar todas as planilhas que eu tenho de roteiros de viagem. É tudo gratuito e você encontra na planilha não só dica de lugares pra visitar, como também dicas de transportes, hostels e gastos.

Espero que esse post tenha sido útil e se você conhece alguma pessoa que precisa ler isso, compartilha o link com ela!

Ahh! Não esquece de me seguir no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar as minhas aventuras!

Até a próxima!

Beijos,

Mary

 

Gostou das dicas do blog?

Toda vez que você usa um link do blog, eu ganho uma pequena comissão e você não paga nada a mais por isso (nadinha)! Você simplesmente me ajuda a continuar produzindo conteúdos que, com certeza, vão te ajudar nas suas próximas viagens!

Os links do Vida Mochileira são de serviços que eu mesma uso e recomendo:

– Worldpackers ($10 dólares OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRAWP): Worldpackers
– Hospedagem: Booking.com, Airbnb
– Seguro Viagem (5% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA5): Seguros Promo
– Chip de Internet (10% OFF usando o cupom VIDAMOCHILEIRA10): Chip de Internet Yes Brasil
– Aluguel de carro: Rentcars
– Consultoria de viagens comigo: vidamochileira@gmail.com
– Passeios no Atacama, Salar de Uyuni e Santiago (10% OFF VIDAMOCHILEIRA10): @fuigosteitrips

Muito Obrigada! Me segue também no Instagram (@vidamochileira) pra acompanhar minhas aventuras!